The Mystery of Marie Roget - O Mistério de Marie Roget

3ª Leitura Conjunta
User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

The Mystery of Marie Roget - O Mistério de Marie Roget

Postby Samwise » 03 Jan 2007 11:01

Ainda não acabei de ler o conto, mas posso dizer que, à semelhanca do "Rua Morgue", nota-se a tal grande influência do Dupin na criação posterior de personagens detectivescos, com particular relevância no caso de Sherlock Holmes.

É interessante a linha paralela que é estabelecida com o caso real (pelo menos aparentemente real) que abalou Paris e que inspirou o Poe a escrever este conto (e a forma certeira como o autor desvendou os acontecimentos sem ter dados frescos e concretos para o fazer).

Estas histórias de detectives são um bocadito menos pesadas, em termos de prosa, que a restante obra de Poe. Pelo menos é a sensação com que fico.

Aberta a discussão...

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
annawen
Livro Raro
Posts: 1953
Joined: 18 Jan 2006 11:34
Location: Gaia
Contact:

Re: The Mystery of Marie Roget - O Mistério de Marie Roget

Postby annawen » 03 Jan 2007 13:07

Para mim este conto é muito chato. Poe tem destas coisas, tanto pode ter grandes contos como contos aborrecidíssimos.

Este conto é dedução nua e crua. Sem nenhuma carne. E é por isso que, para mim, não funciona. Se bem que deixou muitos descendentes no género de livros em que o detective, sem se deslocar ao local do crime nem tendo acesso a testemunhos em 1ª mão, consegue deduzir uma solução. Por exemplo, Agatha Christie usa esta tipologia em alguns livros: estou-me a lembrar de um caso há volta de uns relógios (não lembro do título) em que Poirot descobre o criminoso sem sair de casa. Mas nunca esta fórmula foi explorada de uma maneira tão radical como neste conto.

É interessante a linha paralela que é estabelecida com o caso real (pelo menos aparentemente real) que abalou Paris e que inspirou o Poe a escrever este conto (e a forma certeira como o autor desvendou os acontecimentos sem ter dados frescos e concretos para o fazer).


Foi mesmo inspirado numa história verdadeira só não sei se se passou em Paris ou nos EUA. Tenho ideia que foi nos EUA e que Poe transferiu o enredo para Paris. O crime só foi desvendado depois da publicação do conto. Li algures que a solução apresentada por Dupin não ficou muito longe do que na realidade aconteceu.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: The Mystery of Marie Roget - O Mistério de Marie Roget

Postby Samwise » 16 Jan 2007 11:19

Fiz uma pesquisa no Google por "Mistery of Marie Roget" e deparei-me com dois factos curiosos:

O primeiro foi que me tinha enganado a escrever o título do tópico. Não é "Mistery", mas sim "Mystery".
Depois, o tópico do BBdE aparece em segundo lugar na lista de sites do google (inacreditável... é mesmo muita fruta!!!! :biggrin:).

Anyaway, continuo a ler o conto (ainda não acabei, é verdade, shame on me) e resolvi retirar um excerto para colocar no tópico das quotes. Está aí a aparecer...

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

jeffer
Comic Book
Posts: 149
Joined: 22 Jan 2007 12:07
Location: Anápolis GO Brasil
Contact:

Re: The Mystery of Marie Roget - O Mistério de Marie Roget

Postby jeffer » 23 Jan 2007 02:46

Olá a todos, como já havia lido este livro de contos anteriormente, vou participar da discussão e assim posso reler capítulo por capítulo. Como a minha edição é PT-BR, não é a mesma da dos senhores, então vou acrescentar uma notinha explicativa de rodapé que achei interessante:

Uma jovem, Mary Cecília Rogers, foi assassinada nas vizinhanças de Nova York e, embora sua morte causasse intensa e prolongada excitação, o mistério que cercava o crime continuava sem solução na época em que esta história foi escrita e publicada (novembro de 1824)... O mistério de Marie Rogêt foi escrito a grande distância do teatro do crime, sem que o autor dispusesse de outros meios de investigação senão os que os jornais lhe proporcionavam.

Mesmo o conto sendo "chato", por si só já mostra uma grande acuidade do autor em juntar pistas de uma tragédia real e longínqua e chegar muito próximo da solução.
<!--coloro:#006400--><span style="color:#006400"><!--/coloro-->...::: <a href="http://www.jefferson.blog.br" target="_blank">www.jefferson.blog.br</a> :::...<!--colorc--></span><!--/colorc-->


Return to “Histórias Extraordinárias de Edgar Allan Poe”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron