do meu telhado

User avatar
azert
Edição Única
Posts: 2705
Joined: 14 Sep 2007 12:30
Location: Braga
Contact:

do meu telhado

Postby azert » 24 Jan 2009 23:23

<!--coloro:#000000--><!--/coloro-->tenho um colete alado
tricotado com penas que pingam do telhado
andei por aí espraiando asas
bebericando água oferecida pela cidade
desenhando rotas com poios brancos
artes de passaridade
pousei no guarda-sol de uma esplanda
só a ver-te estar<!--colorc-->
<!--/colorc-->
Image Image

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Re: do meu telhado

Postby Pedro Farinha » 25 Jan 2009 11:48

desenhando rotas com poios brancos
artes de passaridade


:notworthy: :notworthy: :notworthy:

Muito bom azert, consegues transmitir todas as imagens através de frases minuciosamente escritas e terminas muito bem percebendo-se o verdadeiro sentido de todo o poema.

User avatar
azert
Edição Única
Posts: 2705
Joined: 14 Sep 2007 12:30
Location: Braga
Contact:

Re: do meu telhado

Postby azert » 25 Jan 2009 17:19

:blush: Obrigada.
Image Image

User avatar
zé.chove
Encadernado a Couro
Posts: 410
Joined: 29 Oct 2007 16:39
Location: Lisboa
Contact:

Re: do meu telhado

Postby zé.chove » 27 Jan 2009 11:42

A primeira vez que li senti que faltava uma palavra no final - sentado, calado, coitado - mas assim em aberto é melhor: só a ver-te estar.


Return to “azert”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 7 guests

cron