Palavra

Aberto a todos, quer para colocação de propostas, quer para participação nas mesmas. Atenção: ler regulamento antes de participar.
User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Palavra

Postby Samwise » 16 Nov 2009 18:03

Sentia-o na cabeça como uma espécie de febre alta, uma pressão de dentro para fora que a impedia de raciocinar e de soltar uma linha de pensamento fluente; a percepção da realidade chegava às tiras, uma de cada vez, separadas por intervalos irregulares de tempo que se estendiam por vários segundos de inactividade. Era a família, a porra do trabalho, a mudança de casa, a sogra com as bocas desdenhosas, a porra do trabalho outra vez, o chefe na porra do trabalho que não percebia que aquelas tarefas da treta eram para ser entregues à mulher da limpeza, e agora, para fazer o molho espumar para fora da caçarola, havia os tipos do fórum a chatearem com uma tertúlia.

Transgressão
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13870
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: Palavra

Postby Thanatos » 16 Nov 2009 19:52

Estava mesmo apertado. E a viagem ainda ia demorar meia hora. Não havia remédio. Tinha mesmo de enfrentar os germes e bactérias do minúsculo W.C. do Alfa Pendular. Mas lá que não havia maior prazer do que descarregar a tripa, lá isso ninguém poderia negar.

Palavra: taxa
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Palavra

Postby Samwise » 16 Nov 2009 20:04

Assim que saiu do cubículo nauseabundo, Ricardo foi surpreendido pelo Oficial de Pesagem e Taxação. Aos anos que não punha os pés no WC de um comboio - e nem se lembrou da existência da caricata figura vestida à paquete de Hotel que agora lhe apresentava um talão automático (dizia: tempo de ocupação: 4,23min.; peso descarregado: 726Gr; taxa a pagar 54€ + imposto de selo). Desde que haviam introduzido a modalidade charter de alta velocidade nas viagens do TGV entre Lisboa e Porto, tudo era esmiuçado ao cêntimo.

Reclamação
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Re: Palavra

Postby Pedro Farinha » 16 Nov 2009 20:14

Ricardo furioso com a sobretaxa resolveu apresentar uma reclamação. logo ali, enquanto a raiva ainda lhe fervia nas veias. Dirigiu-se ao revisor e pediu o livro de reclamações. Temos pena, disse este, face ao gasto de papel higiénico tivemos de nos socorrer destes livros, o último acabou de o usar.

Próxima palavra: Recurso

User avatar
Arsénio Mata
Livro Raro
Posts: 1773
Joined: 01 Oct 2009 20:41
Location: Portimão
Contact:

Re: Palavra

Postby Arsénio Mata » 16 Nov 2009 22:43

Ricardo não se ficou por aí, e de facto apresentou queixa no tribunal. Depois de 15 anos de anulações e recursos, Ricardo lembrou-se de um pormenor que lhe garantiria, certamente, a vitória e a tão desejada indemnização. Afinal, porque pagara ele o imposto de selo, se de facto tinha sido ele a acabar com todo o último livro de reclamações, de modo a não deixar selo nos boxers (brancos, por sinal...)

Próxima palavra: Intestino
Only in the bloodline is this terror exposed
A knife to the eye of modern day times
Exactly what you've worked for.

A price for the pride
I can feel the distance coming
The holes in my lungs
Won't let me take this anymore.

http://umhomemsimpatico.tumblr.com/

User avatar
Ripley
Edição Limitada
Posts: 1219
Joined: 30 Jan 2009 02:10
Location: Under some mossy rock
Contact:

Re: Palavra

Postby Ripley » 17 Nov 2009 12:26

Abanou a cabeça como que para sacudir um pesadelo. Já durava há tempo demais e com o correr dos anos Ricardo mudara, transformando-se num maníaco picuinhas que rodeara a cama do casal com volumes e volumes de legislação de transportes, direito civil, código penal, transcrição de julgamentos, pareceres e testemunhos.

Ele saíra para mais uma sessão do julgamento que se arrastava interminavelmente desde que contestara a taxa de utilização do WC do Alfa pendular. E ela não estava para aturar mais.

Ao chegar Ricardo encontrou as luzes apagadas, as gavetas e os armários semi-vazios. A casa estava gelada e o cheiro do perfume dela não era mais do que uma vaga memória. Sobre o aparador, um bilhete:

Vou-me embora. Desculpa mas já não aguento. Por causa do teu intestino estes últimos quinze anos foram uma merda.


Insolação
"És a metade que me é tudo." [Pedro Chagas Freitas]
---§§§---
"O amor não se percebe. Não é para perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma. É a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende." [Miguel Esteves Cardoso]

User avatar
azert
Edição Única
Posts: 2705
Joined: 14 Sep 2007 12:30
Location: Braga
Contact:

Re: Palavra

Postby azert » 17 Nov 2009 16:14

É suposto haver continuidade entre os posts? Pelo que li, pareceu-me sim.

EDIT: Já li mais para trás e vi que tanto há continuidade, como não.
Image Image

User avatar
azert
Edição Única
Posts: 2705
Joined: 14 Sep 2007 12:30
Location: Braga
Contact:

Re: Palavra

Postby azert » 17 Nov 2009 16:16

Pedro Farinha wrote:Eu e ela [melga] ao desafio, os dois tirando sustento do teu corpo.


Nice, Peter Flour.  :smile:

Ripley wrote:Vou-me embora. Desculpa mas já não aguento. Por causa do teu intestino estes últimos quinze anos foram uma merda.


:rofl:

(Desculpem o off-topic, o desafio continua dentro de momentos).


Recapitulando - próxima palavra: Insolação
Image Image

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Re: Palavra

Postby Pedro Farinha » 17 Nov 2009 20:03

azert wrote:Nice, Peter Flour.  :smile:
:rofl:

(Desculpem o off-topic, o desafio continua dentro de momentos).
Recapitulando - próxima palavra: Insolação



ena, ena a azert ainda respira e faz off-topics, o que para ela é tão natural como respirar :smile:

User avatar
Arsénio Mata
Livro Raro
Posts: 1773
Joined: 01 Oct 2009 20:41
Location: Portimão
Contact:

Re: Palavra

Postby Arsénio Mata » 18 Nov 2009 21:25

A insolação que o abatera na cama, era, de certa forma, inesperada. Afinal, o sol sempre fora seu amigo, aquele amigo que se pode sempre contar nos momentos mais difíceis. O sol sempre o salvara da escuridão, em alturas em que lhe passavam coisas pela cabeça que nem queria pensar. Agora, era como se o sol lhe dissesse todas as palavras que ele não queria ouvir. Ao que ele responderia: Também tu?

Próxima Palavra: Arlequim
Only in the bloodline is this terror exposed
A knife to the eye of modern day times
Exactly what you've worked for.

A price for the pride
I can feel the distance coming
The holes in my lungs
Won't let me take this anymore.

http://umhomemsimpatico.tumblr.com/

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5488
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: Palavra

Postby pco69 » 19 Nov 2009 10:59

Arsénio Mata wrote:Arlequim


Arlequim e Colombina procuravam desesperadamente esconder-se.
Corriam, fugiam.
Os foliões do carnaval estavam por todo o lado.
Lá encontraram um canto escuro, onde finalmente puderam dar largas à paixão carnal tanto tempo reprimida!


Next word : Erecção
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

croquete
Edição Limitada
Posts: 1038
Joined: 11 Feb 2009 16:29
Contact:

Re: Palavra

Postby croquete » 19 Nov 2009 12:00

"Oh Virgem, tu que concebeste sem pecar, ajuda-nos a pecar sem conceber"

Palavra: Castração

User avatar
Arsénio Mata
Livro Raro
Posts: 1773
Joined: 01 Oct 2009 20:41
Location: Portimão
Contact:

Re: Palavra

Postby Arsénio Mata » 22 Nov 2009 17:39

Na sua prece, Arlindo fez um pedido um tanto ou quanto invulgar:
- Castre-me a lucidez, Oh Senhor, de modo a ser feliz outra vez...

Próxima Palavra: Lucidez
Only in the bloodline is this terror exposed
A knife to the eye of modern day times
Exactly what you've worked for.

A price for the pride
I can feel the distance coming
The holes in my lungs
Won't let me take this anymore.

http://umhomemsimpatico.tumblr.com/

urukai
Edição Única
Posts: 3232
Joined: 07 Aug 2008 23:35
Location: Lisboa
Contact:

Re: Palavra

Postby urukai » 05 Dec 2009 22:08

Arsénio Mata wrote:Próxima Palavra: Lucidez


A fábrica exalava cansaço e suor. As crianças, alinhadas num balcão longo a perder de vista, embalavam ténis em grandes caixas de cartão. O silêncio era entrecortado pelo barulho rotineiro do abrir e fechar de caixas. Por vezes ouvia-se um suave roçagar de atacadores que eram empacotados para poderem ser atados por uma criança verdadeira, lá longe, onde as crianças brincam e saltam e assobiam. Na fábrica não se ouvia um único assobio. Isso não impediu uma pequena menina de encher o peito de coragem e vibrar as cordas vocais na direcção do homem de bigode que os vigiava.
- Senhor, quantos ténis é que meto em cada caixa?
- Já te disse mais de mil vezes Luci, dez! São dez ténis em cada caixa. Agora toca a trabalhar se querem jantar hoje!

Próxima palavra: exploração

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5488
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: Palavra

Postby pco69 » 06 Dec 2009 14:26

urukai wrote:Próxima palavra: exploração

Olhei e vi-te ao meu lado. Adormecida, com um sorriso no rosto. Em que estarias a pensar nesta manhã de domingo? Lá em baixo, onde os sentimentos dos homens nascem, estava a crescer a minha admiração por ti. Como és linda assim adormecida....em calma.... em paz.
Lentamente, levanto os lençois e as mantas que te mantêm quente nestas noites de inverno. Devagar para não te acordar, mas com a pressão das virilhas a incitar-me, começo a explorar o teu corpo. Olho para a tua cara e reparo que o sorriso se acentuou. Beijo-te devagar. Vejo-te a abrires os olhos sorridentes para mim.
Empurras-me docemente de volta à cama e começas tu a explorar o homem que há em mim.

Next word : Cama

P.s.) Com esta entrada, pretendi cortar/aliviar a força que emana da qualidade da entrada do Urukai. Para ele, os meus parabéns.
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...


Return to “Desafios BBdE”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron