Jornais e "Jornalistas"

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5488
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Jornais e "Jornalistas"

Postby pco69 » 02 Feb 2011 15:00

Noticia no SOL Online em 1 Fevereiro 2011. :rolleyes:

http://sol.sapo.pt/inicio/Vida/Interior ... t_id=10566

Saiba como vai ser o supermercado do futuro
1 de Fevereiro, 2011
Os supermercados do futuro vão estar repletos de tecnologia. Na Alemanha já é possível prever como será fazer compras na era tecnológica numa loja da rede Metro que já emprega as últimas tendências do sector.
Neste supermercado da cadeia Metro, podemos encontrar tecnologia RFID que monitoriza os produtos por radiofrequência e etiquetas que registam o movimento dos produtos e os stocks, escreve a BBC.

A loja conta também com uma central de culinária que imprime receitas no momento.

Já na peixaria encontram-se as últimas técnicas para atrair clientes: sprays de óleos aromáticos vindos do tecto e sons típicos do litoral, como gaivotas e ondas, assim como imagens do mar.

Está ainda disponível um aplicativo para telemóveis de última geração que permite que os clientes criem uma lista de compras e simplesmente leiam o código de barras dos produtos. Depois, é só passar o telemóvel na caixa e pagar.

«A ideia é que esta loja seja um laboratório vivo para testar com os clientes os mais recentes conceitos, produtos e tecnologias», afirmou Gerd Wolfram, director-executivo da cadeia Metro.

Os clientes parecem aprovar o supermercado do futuro da rede Metro. Desde que a loja foi aberta, em 2008, as vendas cresceram 15% e o número de clientes 20%.

SOL




E uma busca rápida na net, deu isto.... :bbde: :whistle:



http://www.spychips.com/metro/overview.html

The METRO Extra "Future Store"

The METRO Extra Future Store in Rheinberg, Germany, is the industry's showplace for radio frequency (RFID) product tagging technology. To an external observer it appears to be just an average, modern supermarket with some high-tech gadgetry and a few aisles of DVD's and CD's thrown in. But in reality, the store was designed as both a living technology laboratory and a model for the future of global retailing.

At the Future Store, companies like Gillette, Procter & Gamble, Kraft, IBM, and Microsoft are testing remote product tracking technologies on live consumers in a real store environment.

The store, which opened in April 2003, has been called a "life-sized petri dish" by the press. IBM, a partner in the project, has publicly referred to the store's customers as "guinea pigs."

--------------------------------------------------------------------------------

Privacy Scandals and Public Backlash

In recent months, the METRO Future Store has been rocked by scandals over privacy, inappropriate use of technology, inadequate customer disclosures, and misleading claims. Many believe that the RFID trial has gotten out of control and should be halted.

Katherine Albrecht, Founder and Director of CASPIAN (the organization that created this website), toured the Future Store on January 31, 2004 and discovered problems ranging from RFID tags hidden in the store's loyalty cards to shopping carts that track customer movements and RFID tag "deactivation" stations that do not work as claimed.

CASPIAN then worked with German privacy organization FoeBuD to raise awareness among the German public about RFID, and to educate consumers about its misuse at the Future Store.

The result was over 100 newspaper, magazine, television, and radio features across Germany -- including front page headline stories -- informing German shoppers of the risks associated with METRO's controversial use of RFID.

German consumers have been outraged to discover the unwitting role they have played in advancing this technology and are making it clear that they will not tolerate being used as guinea pigs by the RFID industry.

The public backlash has put enormous pressure on METRO to end the trials. In addition to being targeted by a consumer protest involving more than a dozen German privacy and civil liberties groups, the store and its partners have come under investigation by the office of the German Privacy Commissioner and could be facing legal action. In response, METRO has already begun at least a partial retreat, announcing on February 26th that it will no longer hide RFID tags in its loyalty cards.


Image
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Jornais e "Jornalistas"

Postby Samwise » 02 Feb 2011 17:14

Pco, não sei qual é a realidade do Sol, mas o Público tem um Provedor do Leitor que publica frequentemente as opiniões num blog próprio (e no próprio jornal, também, cumpre informar) e que volta e meia se dedica a questões desta natureza.

http://blogs.publico.pt/provedor/

O último artigo que lá foi colocado é bastante interessante - uma polémica sobre as ferramentas de correcção, o novo acordo ortográfico, e o trabalho de investigação que devia ser efectuado pelos jornalistas.
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5488
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: Jornais e "Jornalistas"

Postby pco69 » 02 Feb 2011 17:50

Samwise wrote:Pco, não sei qual é a realidade do Sol, mas o Público tem um Provedor do Leitor que publica frequentemente as opiniões num blog próprio (e no próprio jornal, também, cumpre informar) e que volta e meia se dedica a questões desta natureza.

http://blogs.publico.pt/provedor/

O último artigo que lá foi colocado é bastante interessante - uma polémica sobre as ferramentas de correcção, o novo acordo ortográfico, e o trabalho de investigação que devia ser efectuado pelos jornalistas.

Não conhecia.
Estive a ler o artigo sobre a questão Lince/Priberam e confirmo a tua opinião.
É um artigo extremamente interessante sobre o assunto e no geral, sobre o método jornalístico em particular. :bow:

Os meus parabéns ao Público e ao Provedor :bow:

Creio que só faria bem ao SOL ter um proverdor do Leitor como o do Público (que não faço ideia se tem ou não :pipoca: ).
Já agora adianto que não faço ideia se o artigo que referi saiu ou não na versão impressa do jornal, mas se um jornal tem uma versão OnLine, também deverá respeitar essa versão como se fosse a versão impressa. :td:
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4347
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: Jornais e "Jornalistas"

Postby Bugman » 03 Feb 2011 02:40

Nem me façam começar neste tema. Para aperitivo temos as gralhas, mais que muitas, em praticamente todo o lado. Quer dizer, não existem revisores?
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5488
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: Jornais e "Jornalistas"

Postby pco69 » 18 Mar 2011 09:18

http://www.dn.pt/inicio/opiniao/interio ... o=Fernanda C%E2ncio&tag=Opini%E3o - Em Foco

Autismos
por FERNANDA CÂNCIO

Na terça-feira, o PR fez um discurso em que apresentou os soldados da guerra "do Ultramar" como exemplo, pela sua "coragem, desprendimento e determinação", para os jovens de hoje. A coragem, o desprendimento e a determinação de quem era obrigado, num regime ditatorial, a ir para uma guerra condenada pela ONU. O discurso inclui ainda uma saudação "de especial apreço" aos "militares de etnia africana que lutaram ao nosso lado" - vincando assim a divisão clara que existe na cabeça de Cavaco entre "nós", os "brancos" (de etnia europeia?!), portanto os portugueses, e os negros, que teriam então, de acordo com tal lógica, lutado do lado que não era o deles.

Qualquer que seja a opinião sobre o que Cavaco disse - sendo infelizmente possível que muita gente aplauda - é inegável ser a primeira vez que um PR da democracia apresenta a guerra colonial como uma gesta a imitar, e assume tão claramente o seu racismo (não há outra palavra, e tenho mesmo pena). Mas durante todo o dia ninguém nas TV, rádio e jornais online parece ter-se dado disso conta. A maioria das notícias que veicularam o discurso tinham aliás como título referências à actual crise política e ao facto de o PR não a comentar. Este silêncio noticioso explica em parte a quase total ausência de reacções institucionais (excepção para o BE, com Louçã a escrever uma crítica contundente no Facebook). As primeiras peças sobre o assunto só surgiriam na quarta - e isso apesar de desde o início da tarde de terça blogosfera, Twitter e Facebook terem explodido em censuras ao discurso.
Muito há a dizer sobre o que Cavaco disse; mas por mais grave que seja, e para mim é, a gravidade do autismo jornalístico assim exposto surge-me bem pior. Alheios a tudo o que não seja a superficialidade artificial da guerrilha político-partidária, os jornalistas são cada vez mais incapazes de perceber o que vêem e ouvem. Vão para os sítios com guião: "Vê se ele comenta não sei quê/responde a não sei quem." Pensamento zero. Interpretação e reflexão, nada. E isso, é preciso dizê-lo, contamina a actividade política e a sociedade em geral. Explica em parte que, perante mais um pacote de medidas gravosíssimas que incluem, incrivelmente, o congelamento das pensões mais baixas, não tenhamos tido, da parte do Executivo, uma fundamentação, quantificada e justificada (Quanto vale esse corte? Por que raio se corta aí e não noutro lado?) dessa proposta; explica que na sua entrevista o PM não tenha sido questionado sobre tal.

Não explica, claro, que não tenha ele próprio percebido que era sobre isso, e não sobre o que o PSD faz ou deixa de fazer, que o queríamos ouvir; não explica que não tenha começado por assegurar aos portugueses que entende a sua revolta e amargura (expressas nas manifs de sábado) e as tem em consideração.

É uma escolha, isto de fazer da política uma bulha de sound bites, insultos, perdigotos e claques. É isso que queremos?
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5488
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: Jornais e "Jornalistas"

Postby pco69 » 22 Mar 2011 13:14

:rolleyes:


http://www.ionline.pt/conteudo/111954-k ... uper-homem

Kevin Costner vai ser o Super-Homem
por Ricardo Paz Barroso, Publicado em 21 de Março de 2011 | Actualizado há 17 horas

Próximo adaptação cinematográfica do super-herói mais conhecido do planeta vai ser uma verdadeira "dança com lobos" veteranos do cinema, pois Viggo Mortensen também está indicado para o elenco.

O saudoso Christopher Reeve, que marcou gerações kryptonianas de cinéfilos com a sua interpretação de Super-Homem, já tem um substituto definido, que tudo tem para estar à altura da tarefa: Kevin Costner.

Segundo o site 20minutos.es, também Viggo Mortensen poderá encarnar o vilão deste "Super-Homem: Homem de Aço", numa produção e guião assinados por Christopher Nolan, que já tem outros super-heróis no currículo, como Batman Begins (2002). A realiazação ficará a cargo de Zack Snyder, . A estreia está prevista para Dezembro de 2012.


Noticia original
http://www.20minutos.es/noticia/995221/ ... /superman/

Kevin Costner será el padre de 'Superman' en la película de Zack Snyder

ser el villano de 'Superman: Man of Steel'.
■Dirigirá Zack Snyder con Christopher Nolan como productor.
■Warner Bros. ha fijado el estreno de esta nueva adaptación para diciembre de 2012.

Los estudios Warner Bros. y Zack Snyder, que dirigirá la nueva versión de Superman, han confirmado que Kevin Costner ha sido contratado para encarnar a Jonathan Kent, el padre adoptivo en la Tierra del famoso superhéroe. De la misma manera, se da como seguro que la actriz Diane Lane interpretará a Martha Kent, su madre.

JeanSwifty"I wonder if he knows how much that I miss him." #Superman #TaylorSwift
Ver todos los tweetsSuperman: Man of Steel (Supermán: El Hombre de Acero) será el título de esta nueva aventura cinematográfica del célebre personaje creado por el dibujante Joe Shuster y el escritor Jerry Siegel en los años 30 del pasado siglo, y Henry Cavill - de la serie Los Tudor - el encargado de asumir el rol protagonista. Mientras, se rumorea que Viggo Mortensen podría ser el villano de la historia interpretando al General Zod -en lugar de Lex Luthor, el enemigo habitual en otras películas -.

El veterano Glenn Ford fue quien interpretó al padre de Clark Kent en la clásica versión de 1978. Una adaptación que significará además la alianza entre dos de los cineastas que más originalidad y ambición han demostrado en la traslación de comics a la gran pantalla como son el británico Christopher Nolan, director de Batman Begins y El caballero oscuro - y que en Superman ejercerá como uno de los productores -, y el estadounidense Zack Snyder, director de 300, Watchmen o Sucker Punch - que se estrena este viernes 25 -.

Bryan Singer, director de las dos primeras entregas de los X-Men, intentó revivir las hazañas del hombre de acero con Superman Returns: El regreso, en 2006, con el joven Brandon Routh enfundado con el traje del superhéroe procedente del planeta Krypton; pero la película no hizo escuela ni fue un éxito especial de crítica o público. En la memoria de los aficionados sigue vigente la adaptación que Richard Donner firmó en 1978 con Christopher Reeve de Superman.

Y si ahora será Henry Cavill quien intentará estar al menos a la altura del inolvidable recuerdo de Reeve, en la superproducción de los 70 fue el veterano y estupendo actor Glenn Ford quien encarnó al padre de Clark Kent, alias Superman. Por entonces, cuando se estrenó el filme de Donner, Ford tenía 62 años; cinco más de los que tendrá Costner cuando llegue a las pantallas Superman: Man of Steel, en diciembre de 2012.
(...)
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
Anibunny
Edição Única
Posts: 2814
Joined: 10 Jun 2009 23:11
Location: Porto
Contact:

Re: Jornais e "Jornalistas"

Postby Anibunny » 22 Mar 2011 22:38

Muito bem apanhado :)

E quando os títulos são "Mulher espancada até à morte por marido ciumento" e depois vem na notícia que ela foi morta a tiro e lá vêm os vizinhos "Ele era tão bom mocinho" x)

User avatar
MAGG
Livro Raro
Posts: 2010
Joined: 11 Sep 2009 13:26
Location: Mar de Dentro ...
Contact:

Re: Jornais e "Jornalistas"

Postby MAGG » 22 Mar 2011 23:02

:rotfl: Muito bem apanhado sim senhor !

User avatar
Sharky
Edição Única
Posts: 4587
Joined: 19 Jun 2008 00:04
Location: Margem Sul
Contact:

Re: Jornais e "Jornalistas"

Postby Sharky » 05 Apr 2011 18:50

Estou a ficar fã deste jornal, para quem não conhece, recomendo :tu:

Image

Na edição de hoje destaco o seguinte:

Image

Image

Image

Image

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13870
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: Jornais e "Jornalistas"

Postby Thanatos » 05 Apr 2011 19:16

Essa dos mestrandos quase analfabetos lembra-me a exposição dum certo advogado que não vou nomear que me passou pelas mãos que a certa altura defendia o cliente porque "este não foi beneficiário de nenhuma transmissão honorosa ou gratuita".

Para os mais a leste o que ele devia ter escrito era "onerosa".

E assim vão os doutores deste lindo país... :rolleyes:
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

urukai
Edição Única
Posts: 3232
Joined: 07 Aug 2008 23:35
Location: Lisboa
Contact:

Re: Jornais e "Jornalistas"

Postby urukai » 11 Apr 2011 14:05

Como um artigo sobre o estado financeiro do nosso país pode ser literário:


Budapeste, de Pedro Santos Guerreiro

E agora, é só esperar pelo dinheiro? Apertamos os cintos, apartamos a sociedade, votamos para uma coligação e está feito? Não. É claro que não. Portugal não deixou de ser doido, apenas deixou de ter dinheiro para continuar a sê-lo. Os donos do dinheiro sabem-no. A Comissão Europeia, o FMI e o BCE conhecem-nos hoje como as palmas das mãos com que assinam os cheques. Mas o dinheiro não é apenas deles, é dos contribuintes alemães, espanhóis, franceses que sentem hoje o mesmo que nós sentimos quando, no passado, mandámos a remessa portuguesa para a Grécia e a Irlanda: "Os nossos impostos para aqueles gajos?"

Hoje somos "aqueles gajos", os que falharam, os que não sabem trabalhar, os que querem viver do dinheiro do Estado, os que gastam sem produzir. É isto que dizem de nós os jornais estrangeiros de ontem, e de hoje, quando reflectem as opiniões públicas dos seus países. E é também por isso que aqueles que nos vão emprestar dinheiro para pagar aos credores não serão protectores, serão preceptores. Vamos obedecer.

Analisemos os próximos passos. O primeiro, essencial e urgente, é um acordo político entre PS, PSD e PP, o que convoca o Presidente da República. Não é porque achemos conveniente. É porque de outra forma o pedido de ajuda externa não é aceite pela União Europeia. Ponto final.
Os loucos que rasgaram ou deixaram rasgar a confiança externa no País no último mês com a crise política - Sócrates, Passos Coelho e Cavaco - têm de pegar nas canetas e assinar já um acordo.

Serão uns 90 mil milhões de euros, talvez para quatro anos, o que exige o compromisso de redução do défice orçamental. E mais ainda: objectivos estruturais, que delimitem já medidas de austeridade, de política económica para a competitividade e de desalavancagem da economia e do sistema financeiro.

Chegaremos, pois, a eleições com os três partidos que poderão governar comprometidos. E com a necessidade de um adiantamento daquele empréstimo (pois estaremos já "fora" do mercado), e que provavelmente será feito apenas pelo FMI: 25 mil milhões, que dão até ao final do ano.

Quem empresta 90 mil milhões de euros não joga à cabra-cega. O dinheiro servirá para refinanciar dívida pública e para introduzir liquidez na economia. Pondo, por exemplo, as empresas públicas a pagar à banca a sua dívida colossal. Com essa liquidez, a banca poderá depois fazer empréstimos. Muito menos do que no passado. Mas, ainda assim, empréstimos.

Tudo isto servirá apenas para começar a funcionar. Haverá um novo Governo que terá uma agenda forçosamente mais liberal, porque obediente à agenda de reformas estruturais de Bruxelas. E mais austeridade: mais impostos, menos apoios sociais, subsídios, pensões.

Todo este choque tem de ser para um bem. Para que Portugal deixe de ser Estado de sítio e passe a ser um sítio com Estado. Esta é uma oportunidade única para mudar de era, para um regime de estabilidade nominal, com espaço para o mérito e em que a melhoria do bem-estar (e dos salários) esteja assente na competividade. Isso implica outra forma de fazer política, económica e social. Isso é criar, enfim, um Estado moderno.

Como diz Ian McEwan em "Expiação", já não possuímos a coragem do nosso pessimismo. Queiramos nós o Estado que vamos ter: ele começa hoje na reunião dos ministros das Finanças, em Budapeste. É uma boa cidade: como escreveu Chico Buarque, é lá que está "a única língua que o diabo respeita".


Gosto muito deste artigo mais pela forma clara e original como diz do que pelo que diz. (negrito é meu)

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4347
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: Jornais e "Jornalistas"

Postby Bugman » 14 Jun 2011 15:50

Mais pérolas de serviços noticiosos, no caso o SAPO e uma notícia sobre o mercado futebolístico. Cuidado, que corresponde na íntegra a uma frase!

Embora Moratti seja, em primeiro lugar, a compra do passe de Maicon, caso falhe, o defesa espanhol é a segunda opção para a transacção.
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
Lady Entropy
Papa-livros
Posts: 1094
Joined: 03 Oct 2009 12:09
Location: Porto, Portugal
Contact:

Re: Jornais e "Jornalistas"

Postby Lady Entropy » 14 Jun 2011 21:45

Devo ser muito burra....mas tou toda baralhada com o significado da frase.
"I believe in pink. I believe that laughing is the best calorie burner. I believe in kissing, kissing a lot. I believe in being strong when everything seems to be going wrong. I believe that happy girls are the prettiest girls. I believe that tomorrow is another day and I believe in miracles."

— Audrey Hepburn

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4347
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: Jornais e "Jornalistas"

Postby Bugman » 09 Dec 2011 14:23

Dia glorioso para a escrita jornalística:
Record wrote:Assim sendo, a época arranca no dia de Natal com cinco jogos e, como previsto, será encurtada em 66 jogos por equipa, ao invés dos habituais 82.


A bola wrote:PS porpõe divulgação de contas dos partidos


Já a Filomena dizia... se nao fosse verdade até tinha piada!
Last edited by Bugman on 12 Dec 2011 09:27, edited 1 time in total.
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Re: Jornais e "Jornalistas"

Postby Pedro Farinha » 09 Dec 2011 22:06

Bugman wrote:Mais pérolas de serviços noticiosos, no caso o SAPO e uma notícia sobre o mercado futebolístico. Cuidado, que corresponde na íntegra a uma frase!

Embora Moratti seja, em primeiro lugar, a compra do passe de Maicon, caso falhe, o defesa espanhol é a segunda opção para a transacção.


:see_stars: :see_stars: :see_stars:


Return to “Geral”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron