Acerca da pornografia

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5488
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: Acerca da pornografia

Postby pco69 » 19 May 2014 08:52

Samwise wrote:(...)
Se era algo que a(s) sociedade(s) anteriormente definia(m) como só podendo ser disponibilizado a maiores de 18,
(...)

Quais sociedades? As da moral judaico-cristã?
Aqueles/aquelas que reclamaram do filme Alexandre o Grande por ser 'sobre gays'?
Como é formado um 'especialista'?
Especialistas em quê?
Etc... etc... etc... :deadhorse:
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4349
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: Acerca da pornografia

Postby Bugman » 19 May 2014 10:47

Especialista em pornografia.

Bom, quanto a isso pode-se definir de várias formas, nomeadamente aquele que consome muita e variada. :whistle:
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Acerca da pornografia

Postby Samwise » 19 May 2014 20:06

pco69 wrote:
Samwise wrote:(...)
Se era algo que a(s) sociedade(s) anteriormente definia(m) como só podendo ser disponibilizado a maiores de 18,
(...)

Quais sociedades? As da moral judaico-cristã?


As sociedade ocidentais na sua generalidade que, sim, em boa parte são influênciadas pela moral judaico-cristã - casos de Portugal, dos States, e dos states dentro dos States. Não estava propriamente a pensar nas islamitas, em que a pornografia é mesmo proibida.

Ou estarei errado? Nestas sociedades a idade a partir da qual a pornografia está legalmente disponível para consumo é 18 - nalguns casos até 21.

Aqueles/aquelas que reclamaram do filme Alexandre o Grande por ser 'sobre gays'?

O que tem isto a ver com o assunto? Ou por outra: o que tem aquilo que alguns grupos de censura fazem em estados democráticos sobre um filme que envolve homosexualidade com um debate sobre os eventuais problemas gerados pelo consumo livre, no que respeita à faixa etária, de pornografia?

Como é formado um 'especialista'?
Especialistas em quê?


O artigo indica: sociólogos, investigadores, académicos, trabalhadores sociais, especialistas em problemas de dependência, líderes religiosos e ex-profissionais da indústria pornográfica.

Parece-me, pelo menos, uma base apropriada para começar.

---

Mas para ti pco, consideras que não deve haver qualquer limitação etária no acesso a conteúdos pornográficos? E que, não havendo, não há eventuais problemas sociais daí decorrentes?

Bugman wrote:Bom, quanto a isso pode-se definir de várias formas, nomeadamente aquele que consome muita e variada. :whistle:


"Especialista", ou "dependente"?
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Sofiushka
Edição Limitada
Posts: 1048
Joined: 14 Dec 2007 22:58
Location: Porto
Contact:

Re: Acerca da pornografia

Postby Sofiushka » 19 May 2014 22:15

Não querendo entrar na questão do limite de idades, porquê o demonizar da pornografia? Repare-se que o artigo não diz nada sobre hábitos de consumo de pornografia que não sejam negativos - falam em dependência, nunca em recreação. Ora por aí até o café deveria ser criminalizado.

Porque não abordar o tema da educação? Sejamos francos: a única razão pela qual a pornografia desperta o interesse dos adolescentezinhos é porque o sexo é uma coisa de tal forma tabu que ver pornografia traz de imediato o apetecível das coisas proibidas. E depois claro, os rapazinhos e as meninas ficam com ideias distorcidas da sexualidade, porque ninguém lhes disse que aquilo é ficção e, como é proibido, não vão comentar com ninguém que os possa educar.

E quem fala em pornografia, fala em contraceptivos (ai que não se pode falar em preservativos, mas mães de 16 anos merecem reality shows), em prevenção de DSTs, em consentimento, e por aí fora...

User avatar
Anibunny
Edição Única
Posts: 2814
Joined: 10 Jun 2009 23:11
Location: Porto
Contact:

Re: Acerca da pornografia

Postby Anibunny » 19 May 2014 23:27

E quem fala em pornografia, fala em contraceptivos (ai que não se pode falar em preservativos, mas mães de 16 anos merecem reality shows), em prevenção de DSTs, em consentimento, e por aí fora... - Deixa lá que eu quando estava em estágio, assisti a uma aula de educação sexual... até começou com um exercício giro (para mostrar como as STDs se podem espalhar), mas o que foram 15 minutos de divertimento seguiu-se questionários online no IE (the horror), onde o site crashava sempre (e a prof a insistir) e eu a pensar... Nunca mais é hora de comer. Os miudos NÃO podiam fazer o raio do questionário em casa e aproveitar a aula para sei lá colocar questões que importassem? É que eu duvido que saber o que é gonorreia os ajude na sua vida sexual (eram alunos do 12º ano btw). Falar sobre as coisas só facilita (e eu acho que os profs são mais recatados que os alunos - se abordassem o tema da sexualidade com videojogos ou cartoons a coisa melhorava e eles soltavam-se mais), mas nao me parece que seja soon :(

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Acerca da pornografia

Postby Samwise » 20 May 2014 00:55

Sofiushka wrote:Não querendo entrar na questão do limite de idades, porquê o demonizar da pornografia? Repare-se que o artigo não diz nada sobre hábitos de consumo de pornografia que não sejam negativos - falam em dependência, nunca em recreação. Ora por aí até o café deveria ser criminalizado.


Não creio que estejam a querer criminalizar nada por enquanto - fala-se numa questão de "saúde pública" e dos efeitos nocivos que podem advir da pornografia e da facilidade ao seu acesso, nomeadamente por faixas etárias mais baixas.

Se o artigo concerne um grupo de vozes que se levantam contra a pornografia, seria difícil enaltecerem as virtudes recriativas da mesma. Em todo caso, estas virtudes não fazem desaparecer os malefícios, sendo que são provavelmente uma das suas causas. Mas não vejo por que razão a existência de virtudes tenha de justificar que não se fale ou discuta o lado negativo deste universo.

Levantaste um paralelo com o consumo de café, mas podemos levantar outro com as drogas, tabaco, álcool, ou mesmo com a indústria do armamento, que também têm reconhecidamente uma vertente recreativa, mas que mais vezes do que não levam a resultados desatrosos, para não dizer de outra forma.

Até o café tem uma curva de aceitação pelo organismo humano, uma escala de idades em que o consumo dever ser moderado, e um limite a partir do qual os efeitos podem ser severos. O que devemos fazer? Ignorar que há malefícios e não ligar aos que os estudam?

Porque não abordar o tema da educação? Sejamos francos: a única razão pela qual a pornografia desperta o interesse dos adolescentezinhos é porque o sexo é uma coisa de tal forma tabu que ver pornografia traz de imediato o apetecível das coisas proibidas. E depois claro, os rapazinhos e as meninas ficam com ideias distorcidas da sexualidade, porque ninguém lhes disse que aquilo é ficção e, como é proibido, não vão comentar com ninguém que os possa educar.


Não vendo especificamente nada sobre o assunto no artigo, na deixo de acreditar que a educação (e a luta por uma "melhor educação") seja um dos alvos/objectivos prioritários destes grupos. Isto que dizes é verdade (em boa parte, pelo menos), mas vejo mais este argumento a favor dos grupos citados no artigo, e não o contrário.

Quanto à questão de ser "ficção", já não estou tão de acordo. Não é ficção como os filmes de super-heróis que passam na televisão, nem sequer como os Rambos e Comandos. A "ficção" da pornografia passa apenas pela encenação, porque tudo o resto é bem real, e essa sensação de realidade é palpável no dia a dia, na socialização entre pessoas. Como explicas a um adolescente que a pornografia é ficção quando este está rodeado e convive com outros adolescentes por quem tem fortes desejos sexuais?

E quem fala em pornografia, fala em contraceptivos (ai que não se pode falar em preservativos, mas mães de 16 anos merecem reality shows), em prevenção de DSTs, em consentimento, e por aí fora...


O problema é que não. A pornografia faz exactamente tábua raza a isto tudo. Essa é a parte mais preocupante da "ficção" - a sensação de que é só gozo e não há problema nenhum.
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5488
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: Acerca da pornografia

Postby pco69 » 20 May 2014 09:01

Samwise wrote:(...)
Mas para ti pco, consideras que não deve haver qualquer limitação etária no acesso a conteúdos pornográficos? E que, não havendo, não há eventuais problemas sociais daí decorrentes?
(...)

Aqui à muitos anos, inicio dos 90's, ainda não havia esta coisa da internet por todo o lado, irritei-me a valer com uma colega de trabalho que fartou-se de mandar vir porque apareceu um filme qualquer na rtp1 (só havia dois canais ^_^ ) com mamas à vista.
Resumindo, às tantas disse-lhe que preferia ver uma boa foda em vez do noiciário com dezenas de mortes!

Não vale a pena voltar a entrar no tema de 'o que é a pornografia' nem no que é 'pornografia' para uns é arte para outros e por aí adiante. O que eu acho é que os pais (e a sociedade em geral) têm responsabilidade de não demonizar as coisas. Explicar. Orientar. Em vez de proibir.
O proibir acaba por levar ao que foi referido pela Sofiushka, 'fruto proibido'. :td:

E sempre me irritou que uns 'especialistas' venham mandar 'bitaites' sobre a vida dos outros. :bbde:

P.S.) a questão do filme do Alexandre foi puxada porque foram os defensores da moralidade (americana, é verdade) a reclamar da questão gay. Concentraram-se no 'gayismo' em vez de ver a 'arte'.
Ainda não percebi porque é que andam tão preocupados com o cu dos outros.... :rolleyes:
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5488
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: Acerca da pornografia

Postby pco69 » 20 May 2014 10:55

pco69 wrote:(...)
E sempre me irritou que uns 'especialistas' venham mandar 'bitaites' sobre a vida dos outros. :bbde:
(...)


http://luisdiferrart.blogspot.pt/2014/0 ... o-rio.html



(...)
"foi preciso que a Legião Católica da Decência ameaçasse com um boicote nacional em 1934 para que os magnatas [da indústria cinematográfica] aceitassem o sistema de auto-regulação voluntária conhecido como o Código de Produção, que estipulavam que os guiões e as edições finais dos filmes tinham que ser aprovadas pelo gabinete de Hayes* para gararntir o seu lançamento."
(...)


:gen068:
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
Forbidden
Capa Dura
Posts: 328
Joined: 01 Aug 2012 14:45
Contact:

Re: Acerca da pornografia

Postby Forbidden » 20 May 2014 11:58

A minha opiniao sobre o assunto é: percebo perfeitamente o limite de maiores de 18 anos, mas toda a gente ja viu pornografia antes dessa idade, penso eu, mais nao seja por curiosidade. Ou seja, o limite existe mas nao impede nada, esta la apenas para "ficar bem".
"I took a deep breath and listened to the old brag of my heart: I am, I am, I am."

- Sylvia Plath

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Acerca da pornografia

Postby Samwise » 20 May 2014 14:01

Pco, cenas do Tarzan, que nem a softcore chegam, para argumentar sobre assuntos de pornografia? Nem parece teu! :P

Ok, eu entendo as comparações (mais o Alexander, e o Código Hayes, etc.), mas também entendo que não são propriamente adequadas a esta questão, que embora também seja tocada pela "moral e bons costumes", é bem mais extrema do que isso tudo.

Também entendo a questão do "cada um é dono da sua vida" e de não aceitares que venham limitar escolhas que apenas a ti te dizem respeito, mas por outro lado creio que este assunto é propenso em ser bem mais abrangente em termos de impacto social do que apenas a vida pessoal de cada um ("Mary Anne Layden, uma especialista em violência sexual da Universidade da Pensilvânia, estima que a pornografia foi um factor em todos os casos de abusos sexuais que ela tratou enquanto psicoterapeuta."), e daí ser importante haver debate, de discussão e eventualmente regulação, tal como sucede com tudo aquilo que altera nos psicologicamente e pode afectar terceiros. Estou apenas a querer dizer com isto que é um tema que necessita pelo menos que se olhe para ele com atenção, em alternativa a não fazer nada e deixar simplesmente andar. Mesmo que se conclua no final que deva ser esse o caminho a seguir (a julgar pela amostra, não me parece que seja isso que vá acontecer).


A minha opiniao sobre o assunto é: percebo perfeitamente o limite de maiores de 18 anos, mas toda a gente ja viu pornografia antes dessa idade, penso eu, mais nao seja por curiosidade. Ou seja, o limite existe mas nao impede nada, esta la apenas para "ficar bem".


Em parte concordo com o que dizes, mas creio que mesmo em relação a isto a realidade mudou radicalmente com a questão da Internet e com a disponibilização sem barreiras da pornografia. Ou seja, os hábitos de consumo mudaram também brutalmente.
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4349
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: Acerca da pornografia

Postby Bugman » 20 May 2014 14:39

pco69 wrote:


They don't do them like that anymore... :wub:

Já nem sei muito bem o que se está aqui a falar. Assim sendo, deixai-me subir para os caixotes de sabão.

Penso que a definição é parte importante de como se aborda a coisa. Há material no youporn que tem um conteúdo muito mais soft do que alguns videoclips ou outros tipos de programas a que os jovens são expostos. Portanto aqui acho que sim, definir do que estamos a falar é importante.

É importante porque se torna difícil um pai/uma mãe poder acompanhar, explicar, etc, se depois os comportamentos para o qual ela alerta vão ser validados pelo que menos se espera. Se olharmos bem para o mundo que nos rodeia, a pressão que faz com que @s jovens "mais susceptíveis se tornam à prática de actos sexuais não consentidos" ou que "mais susceptíveis ficam de vir a ser as vítimas" se calhar até nem vem da pornografia. Em parte, porque a parte da pornografia acaba por ser a parte fácil de explicar. Assim como se explica porque as fotos de um prato num restaurante, pouco têm a ver com o que é servido.

De tudo o que foi citado concordo com a frase "É preciso dizer aos jovens que a pornografia manipula-os", mas daí a considerar que estamos perante uma epidemia... Calma lá pá!

Depois, o conceito de pornográfico muda de sociedade para sociedade, e ao longo do tempo. Sem sair da literatura, basta pensar que o Sexus foi considerado pornográfico, mas aos olhos do leitor contemporâneo, mesmo (ou em especial) do leitor adolescente, é coisa para provocar bocejos. E se o acesso a imagens pornográficas era limitado a maiores de 18, ou se fazia muito sururu com certos filmes ou fotografias, isso não evitava a prática enraízada de levar os filhOs às meninas para se iniciarem. Qual das duas pode constituir um maior caso de saúde pública?

Definir do que estamos a falar, também ajuda a perceber como se abordar. A questão do Alexandre que o pco levantou, encontra paralelo noutras questões, para quem segue a actualidade americana, como por exemplo a exigência que nas aulas de ciência se ensinem as teorias criacionistas ao invés das mais sustentadas evolucionistas. Isto quer dizer que aquilo que a sociedade em causa, ou largas fracções dessa sociedade, percepcionam como sendo pornografia, pode não o ser a oceano de distância. Basta ver o quão arrojados vários filmes europeus conseguem ser na nudez, e o quão distante os americanos (do norte) ficam. Neste ponto convém pois referir que face ao contexto cultural do grupo de peritos, o que me parece é que se tenham reunido menos para uma melhor educação e mais para um proibicionismo.

Quanto ao que fazer, acho que de facto fazer-se pouco caso da coisa pode contribuir para uma desmistificação e tirar o factor "fruto proíbido". Tentar fechar coisas em armários dificilmente dá bom resultado e quanto à idade, não sei mesmo se a idade da maioridade é um bom limite. O decobrir que se tem hormonas a correr no sangue tem aquela coisa esquisita de não olhar tanto às datas que estabelecemos por lei mas aos seus timings próprios. Então vamos traçar o limite onde? Proíbimos a menores de 16? De 14? De 12? Conheço casos de quem começou a ter manifestações de puberdade aos 9 anos e casos em que só surgiram pelos 13. A questão aqui é, se queremos estabelecer uma linha, onde desenhamos essa linha e porquê, sabendo que @s miúd@s são bem menos estanques do que os adultos?
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4349
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: Acerca da pornografia

Postby Bugman » 20 May 2014 14:41

Samwise wrote:
A minha opiniao sobre o assunto é: percebo perfeitamente o limite de maiores de 18 anos, mas toda a gente ja viu pornografia antes dessa idade, penso eu, mais nao seja por curiosidade. Ou seja, o limite existe mas nao impede nada, esta la apenas para "ficar bem".


Em parte concordo com o que dizes, mas creio que mesmo em relação a isto a realidade mudou radicalmente com a questão da Internet e com a disponibilização sem barreiras da pornografia. Ou seja, os hábitos de consumo mudaram também brutalmente.


Porra, mas aqui ninguém consumia antes da internet? Querem ver que só gordos e velhos rebarbados é que consumiam antes... :twisted:
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4349
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: Acerca da pornografia

Postby Bugman » 20 May 2014 14:56

Eh pá... Eu não queria, juro que não queria, mas isto é bom demais para não partilhar:

The null association with the number of sexual partners argues against infection as a cause of prostate cancer in this population. Ejaculatory frequency, especially in early adult life, is negatively associated with the risk of prostate cancer, and thus the molecular biological consequences of suppressed or diminished ejaculation are worthy of further research.


O artigo é BJU INTERNATIONAL, 92, 211–216.

O doi, para quem tiver acesso: 10.1046/j.1464-410X.2003.04319.x
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5488
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: Acerca da pornografia

Postby pco69 » 21 May 2014 09:41

http://www.publico.pt/tecnologia/notici ... ay-1636694

(...)
viu a sua conta do Facebook apagada por ter violado as regras da rede social sobre “nudez e pornografia”.
(...)


:whistle:

O LivroDasCaras tem todo o direito de mandar na sua casa e quem não gostar, muda-se
Este post é apenas no sentido de 'quem' define o que é pornografia para a sociedade em geral?
Já referi que não gosto de 'especialistas'? :rolleyes:
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5488
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: Acerca da pornografia

Postby pco69 » 30 May 2014 22:00

Poster de 'Sin City 2' proibido nos EUA devido a "nudez"



http://www.dn.pt/inicio/artes/interior. ... cao=Cinema


:whistle: :bbde: :deadhorse: :bash-combo: :gen068: :laugh:
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...


Return to “Geral”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 7 guests

cron