Lenta melodia

User avatar
Ripley
Edição Limitada
Posts: 1219
Joined: 30 Jan 2009 02:10
Location: Under some mossy rock
Contact:

Lenta melodia

Postby Ripley » 02 Feb 2010 16:50

Palavras e Silêncios (melodia lenta em tom de fado)


"O Silêncio é de Ouro
e as Palavras são de Prata"
diz o antigo ditado
mas ninguém lhe sabe a origem
e muito menos a data...

Hoje, nos dias que correm
falamos constantemente
falamos por ninharias
mas as coisas importantes
ficam-nos fechadas na mente

Falamos p'ra encher o vazio
do espaço do qual somos centro
sem ver que afinal o vazio
do qual temos tanto medo
não está fora mas sim cá dentro

Espaço vazio cheio de ecos
e fantasmas do passado
que às vezes não nos deixam
ver, nem sentir a presença
de quem está mesmo ali ao lado

Por isso falamos, falamos
para encher o vazio atroz
mas é quando nos calamos
que por vezes encontramos
alguém que é como nós

E então as palavras criam
pontes de entendimento
edifícios de harmonia
onde as palavras são pedras
e já não folhas ao vento

Mas às vezes falamos demais
e não dizemos a coisa certa...
Caem as pontes e os edifícios
e entre nós resta apenas
uma estéril planície deserta

As palavras voltam a ser pedras
atiradas para magoar
mas o silêncio que vem depois,
que nos afasta, é que afinal
tudo acaba por enterrar

O Silêncio pode ser de Ouro
As Palavras podem ser Prata
Já não acredito no ditado...
As palavras por vezes ferem,
o silêncio por vezes mata.


(Fevereiro/2010)
"És a metade que me é tudo." [Pedro Chagas Freitas]
---§§§---
"O amor não se percebe. Não é para perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma. É a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende." [Miguel Esteves Cardoso]

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Lenta melodia

Postby Samwise » 02 Feb 2010 17:38

Ripley wrote:Palavras e Silêncios (melodia lenta em tom de fado)

(...)

Hoje, nos dias que correm
falamos constantemente
falamos por ninharias
mas as coisas importantes
ficam-nos fechadas na mente
(...)



Podes não acreditar, mas este teu poema, que fala essencialmente do processo da perda de amor, acabou por me inspirar de uma maneira inusitada. Algo que por enquanto não posso explicar, mas que tem a ver com a percepção, ou falta dela, daquilo que é mesmo importante numa vida humana.
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Ripley
Edição Limitada
Posts: 1219
Joined: 30 Jan 2009 02:10
Location: Under some mossy rock
Contact:

Re: Lenta melodia

Postby Ripley » 02 Feb 2010 18:37

Samwise wrote:
Podes não acreditar, mas este teu poema, que fala essencialmente do processo da perda de amor, acabou por me inspirar de uma maneira inusitada. Algo que por enquanto não posso explicar, mas que tem a ver com a percepção, ou falta dela, daquilo que é mesmo importante numa vida humana.


Bem, Sammy, ainda bem que serviu para alguma coisa ...
De início sim, a ideia de fundo era falar de afastamento emocional embora não só de amor. Mas as palavras fluiram de outra forma, acabei por tocar em mais qualquer coisa - vivemos numa era de consumo rápido onde as relações interpessoais se mostram terrivelmente frágeis, quer porque se descartam coisas e pessoas com enorme facilidade (devido a pormenores insignificantes ou porque se "passou ao modelo seguinte"), quer porque as próprias relações têm que "competir" com a atenção que se dispersa em outras coisas/assuntos.

Usamos as palavras tanto para construir como para magoar, há uma enorme falta de cuidado no seu uso... mas o silêncio absoluto também não é a melhor opção. Enchemos o silêncio mas às tantas perdemo-nos de nós, perdemos o nosso ponto focal - ou então exigimo-lo, querendo por força que seja absolutamente respeitado, e quando damos por isso estamos sozinhos porque as pontes que existiam caíram por "falta de manutenção".

Tem que existir um meio termo, bom senso, mas tanto um como outro parecem ser coisas caídas em desuso para tanta, tanta gente...
"És a metade que me é tudo." [Pedro Chagas Freitas]
---§§§---
"O amor não se percebe. Não é para perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma. É a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende." [Miguel Esteves Cardoso]

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Lenta melodia

Postby Samwise » 02 Feb 2010 18:58

Very true. :(

(sim, serviu para alguma coisa... ;) )
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

croquete
Edição Limitada
Posts: 1038
Joined: 11 Feb 2009 16:29
Contact:

Re: Lenta melodia

Postby croquete » 02 Feb 2010 19:17

Que pouca sorte.
:unsure:
"Bom Senso" e "Meio Termo" significam coisas tão diferentes para tanta gente...

User avatar
João Arctico
Dicionário
Posts: 537
Joined: 23 Oct 2009 23:16
Contact:

Re: Lenta melodia

Postby João Arctico » 02 Feb 2010 19:21

O texto também me serviu para recordar que tenho um blog com esse nome :P http://yellowmcgregor-palavras-silencios.blogspot.com/
Como já é a segunda vez, esta semana, que me recordam desse facto, terei que lá postar qualquer coisita.

E que lindas palvaras estas, Ripley, que emolduram uma verdade absoluta :bow:
Ripley wrote:Palavras e Silêncios (melodia lenta em tom de fado)
As palavras por vezes ferem,
o silêncio por vezes mata.
"É isto o que, de todo em todo, pretendia o autor? Não sei; é a opinião do leitor que eu dou." Jean-Paul Sartre
"Mas mesmo aquilo que a gente não se lembra de ter visto um dia, talvez se possa ver depois de algum viés da lembrança" Chico Buarque in Estorvo

User avatar
Ripley
Edição Limitada
Posts: 1219
Joined: 30 Jan 2009 02:10
Location: Under some mossy rock
Contact:

Re: Lenta melodia

Postby Ripley » 02 Feb 2010 19:26

croquete wrote:Que pouca sorte.
:unsure:
"Bom Senso" e "Meio Termo" significam coisas tão diferentes para tanta gente...


É verdade o que dizes, croquete. Mas, havendo vontade, pode-se sempre tentar - e talvez até se consiga algo. O mal é que há muitas pessoas que acham que isso dá demasiado trabalho.
"És a metade que me é tudo." [Pedro Chagas Freitas]
---§§§---
"O amor não se percebe. Não é para perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma. É a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende." [Miguel Esteves Cardoso]


Return to “Lt. Ripley”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 2 guests

cron