As cores do silêncio

User avatar
Ripley
Edição Limitada
Posts: 1219
Joined: 30 Jan 2009 02:10
Location: Under some mossy rock
Contact:

As cores do silêncio

Postby Ripley » 30 Jul 2009 12:48

Azul/roxo nas minhas mãos tão frias
azeitona/avelã rodeados de lágrimas no espelho
rosa-desmaiado nos meus lábios secos
que não dizem alto o teu nome

branco-gelo, branco de luto
pelo que acabou quase sem começar
amarelo-deserto à minha frente
na longa caminhada até ao Mar
esse verde/azul/branco que me espera

negro-noite será a minha vela
vermelho-sangue a minha bandeira rasgada
deixadas para trás as falésias
castanho/musgo de desilusão
onde vives em torre-marfim

de novo serei púrpura-realeza
de novo, rainha de mim
"És a metade que me é tudo." [Pedro Chagas Freitas]
---§§§---
"O amor não se percebe. Não é para perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma. É a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende." [Miguel Esteves Cardoso]

User avatar
Aignes
Enciclopédia
Posts: 858
Joined: 05 Jan 2006 23:59
Contact:

Re: As cores do silêncio

Postby Aignes » 31 Jul 2009 17:49

Está muito bom, gostei do uso das cores como metáforas visuais. E gostei do branco como luto :wink:
«The force that through the green fuse drives the flower
Drives my green age; that blasts the roots of trees
Is my destroyer.
And I am dumb to tell the crooked rose
My youth is bent by the same wintry fever.»


Return to “Lt. Ripley”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 3 guests

cron