A hora do lobo

User avatar
Ripley
Edição Limitada
Posts: 1219
Joined: 30 Jan 2009 02:10
Location: Under some mossy rock
Contact:

A hora do lobo

Postby Ripley » 25 Aug 2009 12:20

Espaços.

<div align="right">(medo, medo da indefinição)</div>

Vazios imperfeitos, pontilhados de ecos e sombras, de fantasmas que assombram os nexos indefinidos desse nevoeiro onde todos os contornos desaparecem até não sabermos onde estamos. E quando o vento gélido impede que uma simples lamparina permaneça acesa não há caminhos certos nem errados pois todos estão imersos na mais profunda escuridão.


<div align="right">(medo, medo da escolha errada)</div>


É na hora do lobo que os espectros nos enganam, umas vezes guiando-nos na direcção de pântanos movediços onde a alma se atola sem ter quem a salve, outras criando um tal terror que nos leva a correr cegamente na direcção oposta com o coração gelado por uma garra atroz - até nos apercebermos de que estamos à beira de um precipício.


[align=right](medo, medo de cair, de perder tudo)[/align]


Aí, então, enquanto é tempo, a decisão deve ser tomada - ceder ao medo e parar, talvez cair ... ou virar costas ao abismo e enfrentar todos, tudo, ecos e sombras, lobos, espectros e fantasmas, de frente, com o coração em chamas e facas aguçadas na voz que arranca da garganta um longo grito de desafio.


<div align="right">(ardente, queimo o medo, ergo-me sobre as suas cinzas)</div>


Talvez vença, talvez tombe. Mas o fim não chegará, não sem luta, enquanto houver coragem e vontade de acreditar, enquanto tiver forças e o meu coração bater.

Por ti.
Last edited by Ripley on 25 Mar 2011 17:35, edited 2 times in total.
"És a metade que me é tudo." [Pedro Chagas Freitas]
---§§§---
"O amor não se percebe. Não é para perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma. É a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende." [Miguel Esteves Cardoso]

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Re: A hora do lobo

Postby Pedro Farinha » 26 Aug 2009 10:40

Muito interessante a forma como neste teu texto, intercalas o estado de espiríto (através dos medos) com os nacos de prosa.

Apenas duas sugestões: eu retiraria o "Por ti" final, não é necessário, ele está implícito.

E, esta já sou mais eu a meter-me na tua "personagem", acrecentava dentro de um último parentesis: (medo de recomeçar tudo de novo e de sentir todos os medos outra vez)


Return to “Lt. Ripley”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 2 guests

cron