Guincho

User avatar
Ripley
Edição Limitada
Posts: 1219
Joined: 30 Jan 2009 02:10
Location: Under some mossy rock
Contact:

Guincho

Postby Ripley » 27 Aug 2009 18:19

Uma tarde só para mim.

Chego ao areal imenso onde os meus pés se enterram. Desço o olhar para as minhas pernas, brancas de leite, que pouco sol apanharam este Verão - quase nem se notam as várias cicatrizes nos joelhos que provam que um slalom de bicicleta em terra batida não é grande ideia. Rio-me... há anos que não usava calções mas hoje simplesmente apeteceu-me.
Sento-me na areia dourada, as pernas cruzadas sustendo um livro que provavelmente ficará por ler. Apoio as mãos e deixo a cabeça descair para trás, recebendo o sol na cara.
Não se vê uma única nuvem.

Aqui o vento é uma constante, levantando carneirinhos nas ondas como cabeças de crianças irrequietas à passagem de algo interessante.
Mas quando dorme, como hoje, o mar torna-se num vasto chão espelhado, prata líquida à minha frente onde o sol vem despejar os seus raios. Só o som preguiçoso da ondulação rasa me prova que não é um quadro o que os meus olhos vêem.

Hoje desliguei-me do mundo para ter um bocadinho só meu. Deixei o telemóvel no carro; aliás, deixei tudo no carro menos o livro e as chaves. Sem contacto, sem identificação, sou um ser anónimo pousado na areia mansa. Sorrindo, deixo-me ficar assim, sem pensar em nada, recolhendo prazer da simples observação das pequenas franjas de espuma que se espraiam pachorrentamente a poucos metros dos meus pés.

Tanta paz nas pequenas coisas. Entre o Sol e o Mar.
"És a metade que me é tudo." [Pedro Chagas Freitas]
---§§§---
"O amor não se percebe. Não é para perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma. É a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende." [Miguel Esteves Cardoso]

croquete
Edição Limitada
Posts: 1038
Joined: 11 Feb 2009 16:29
Contact:

Re: Guincho

Postby croquete » 28 Aug 2009 15:29

Ripley wrote:Uma tarde só para mim.

Chego ao areal imenso onde os meus pés se enterram. Desço o olhar para as minhas pernas, brancas de leite, que pouco sol apanharam este Verão - quase nem se notam as várias cicatrizes nos joelhos que provam que um slalom de bicicleta em terra batida não é grande ideia. Rio-me... há anos que não usava calções mas hoje simplesmente apeteceu-me.
Sento-me na areia dourada, as pernas cruzadas sustendo um livro que provavelmente ficará por ler. Apoio as mãos e deixo a cabeça descair para trás, recebendo o sol na cara.
Não se vê uma única nuvem.

Aqui o vento é uma constante, levantando carneirinhos nas ondas como cabeças de crianças irrequietas à passagem de algo interessante.
Mas quando dorme, como hoje, o mar torna-se num vasto chão espelhado, prata líquida à minha frente onde o sol vem despejar os seus raios. Só o som preguiçoso da ondulação rasa me prova que não é um quadro o que os meus olhos vêem.

Hoje desliguei-me do mundo para ter um bocadinho só meu. Deixei o telemóvel no carro; aliás, deixei tudo no carro menos o livro e as chaves. Sem contacto, sem identificação, sou um ser anónimo pousado na areia mansa. Sorrindo, deixo-me ficar assim, sem pensar em nada, recolhendo prazer da simples observação das pequenas franjas de espuma que se espraiam pachorrentamente a poucos metros dos meus pés.

Tanta paz nas pequenas coisas. Entre o Sol e o Mar.



:smile:

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Guincho

Postby Samwise » 28 Aug 2009 15:45

Muito, Muito Bom, Ripley.

Um momento de serenidade que invoca, sem mencionar, uma enorme solidão.

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Gaminha
Edição Limitada
Posts: 1363
Joined: 10 Jun 2009 16:53
Location: Porto
Contact:

Re: Guincho

Postby Gaminha » 01 Sep 2009 16:43

Ripley wrote:(...) sou um ser anónimo pousado na areia mansa. Sorrindo, deixo-me ficar assim, sem pensar em nada, recolhendo prazer da simples observação das pequenas franjas de espuma que se espraiam pachorrentamente a poucos metros dos meus pés.

Tanta paz nas pequenas coisas. Entre o Sol e o Mar.


Gosto.


Return to “Lt. Ripley”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 3 guests

cron