Page 3 of 3

Re: Marlene ( +18 )

Posted: 27 Jan 2010 02:07
by Sharky
Capitulo 4


- Estou? Francisco?
- Quem fala?
- Sou eu, o Karl.
- Que aconteceu??? Que horas são???
- Escuta Francisco, estou aqui à tua porta, preciso de um grande favor teu, por favor.
- Está bem, está bem, dá-me dois minutos...

- Entra.
- Que se passa, Karl?
- Eu não tenho tempo para explicar, acho que estou a ser incriminado, preciso da tua ajuda com o laboratório e...
- Espera, tu voltaste ao activo, Karl?
- Não...mas escuta, é muito importante, por favor.
- Karl, há dois anos que não nos dizes nada, deixaste-nos, e agora apareces do nada a pedir-me um favor? Nem apareceste ao funeral do pai...que se passa contigo, Karl?
- O pai, faleceu?
- Sim, o ano passado, está sepultado ao lado da mãe, se é que te lembras onde é...
- Lembro-me, sim...
- Escuta, Karl... o pai antes de falecer, disse-me para te dizer que te amava muito, ele acreditou em ti, nós acreditamos em ti.
- Podias ao menos ter-me deixado um contacto, sei que foi difícil para ti teres deixado a Judiciária daquela maneira, mas a vida continua, não te podes culpar pelo que aconteceu, não foi justo.
- Francisco, por favor, agora não, falamos sobre isso mais tarde, eu preciso que me ajudes.
- Está bem, Karl, fala.
- Eu ontem ajudei uma amiga, ela levou uma tareia de alguém e pediu-me ajuda, levei-a até ao apartamento dela, depois fui até um bar beber um copo, precisava de acalmar.
Só me lembro de ter acordado sentado na WC com uma terrível dor de cabeça, ao sair, o bar tinha corpos cortados, espalhados pelo chão e...
- Corpos, cortados, como assim?
- Pessoas esquartejadas por uma arma que suponho que seja esta.
- Um sabre? Onde arranjaste isto?
- Estava dentro do carro da minha amiga, o que conduzi até ao bar. Encontrei embrulhado nesta toalha, no banco do carro, antes de vir para cá. Preciso que leves o sabre para o laboratório e tentes descobrir alguma coisa, por favor.
- Eu vou ver o que posso fazer...
Karl, precisas de descansar, podes dormir aqui um pouco se quiseres.
- Não, tenho que ir ver se a minha amiga está melhor, depois ligo-te logo à noite, adeus.

Fui até ao apartamento de Marlene.
Ao abrir a porta, fui empurrado para o chão e pontapeado violentamente, acabando por perder os sentidos...

Re: Marlene ( +18 )

Posted: 27 Jan 2010 02:38
by MAGG
:pcorn: ...

hum :mellow: ... aconselhava nesta frase uma revisão...

Sharky wrote:Capitulo 4
Ao abrir a porta, alguém por trás me empurrou para o chão, estava a ser pontapeado violentamente até que acabei por perder os sentidos...

Re: Marlene ( +18 )

Posted: 27 Jan 2010 10:10
by Sharky
MAGG wrote::pcorn: ...

hum :mellow: ... aconselhava nesta frase uma revisão...

Sharky wrote:Capitulo 4
Ao abrir a porta, alguém por trás me empurrou para o chão, estava a ser pontapeado violentamente até que acabei por perder os sentidos...


Done :tu:

Re: Marlene ( +18 )

Posted: 01 Feb 2010 14:06
by Anibunny
- Pessoas esquartejadas por uma arma que suponho que seja esta.
- Um sabre? Onde arranjaste isto?
- Estava dentro do carro da minha amiga, o que conduzi até ao bar.


A mesma desculpa de sempre está sempre no carro dos outros :twisted: ia jurar que tinha comentado mas pronto a idade já não perdoa :angel:
Eu agora quero:
- ver quem é este Karl
- ver se ele é um agente da CIA
- quem é a "puta" da Marlene
- e o que é que eles vão descobrir a partir do sabre

:bbde: more to come I hope :pipoca: :tu:

Re: Marlene ( +18 )

Posted: 01 Feb 2010 15:22
by croquete
:pipoca:

Re: Marlene ( +18 )

Posted: 05 May 2010 01:49
by Sharky
Capitulo 5


Abro os olhos, a última imagem que tenho, é aquela em que estive no apartamento de Marlene e fui violentamente agredido. Deitado nesta cama, vejo tudo claro, uma janela com raios de sol a fustigar a minha vista, um quadro numa parede com uma figura religiosa, ao lado, uma mesa de cabeceira com um candeeiro raso, junto dele, umas revistas e encostado, um envelope castanho. Estou dorido demais para me esticar e agarrá-lo.
Tenho um botão por baixo do dedo, decido fazer pressão…aproxima-se uma enfermeira


- Sr. Karl, consegue ouvir-me?
- Sim…consigo…
- Vou chamar o Dr. Antunes e volto já Sr. Karl.
- Eu…tenho…sede…preciso…água…
- Eu não demoro Sr. Karl, e trago-lhe a água, fique descansado, é um milagre, é um milagre.

Um milagre? Que milagre é este de que fala a enfermeira?

- Bom dia Sr. Karl, como se sente?
- Agora que bebi a água, muito melhor.
- Tenho que felicitá-lo, não me lembro de nenhum caso destes aqui no hospital com tanto tempo de duração.
- Duração de quê?
- O Sr. Karl, esteve em coma durante vinte e três anos, sete meses, duas semanas e oito dias, um verdadeiro milagre, tudo graças à melhor tecnologia disponível no nosso hospital, e principalmente à sua Marlene.
- À minha Marlene? Onde está ela?
- A Sra. Marlene, durante todo o tempo em que você esteve em coma, nunca faltou um dia de visitas, vem todos os dias à mesma hora, às 14h para ser mais exacto. Vai ficar radiante, ela nunca perdeu a esperança, sempre acreditou que poderia ser possível, nunca desistiu Sr. Karl.
- O seu irmão, enquanto vivo…peço desculpa, mas o seu irmão faleceu dois anos depois do seu internamento, suicidou-se…
- O quê? Suicidou-se? Por favor, não estou a perceber, como é possível? Porquê?
- Ele deixou aquele envelope para si, tínhamos ordens para nunca abri-lo mesmo que o Sr. não acordasse do coma, por outras palavras, seria enterrado consigo, intacto. Cumprimos a promessa, aqui está.

- Por favor, deixe-me um pouco sozinho, preciso de espaço.
- Como queira, voltarei mais tarde para falarmos melhor. Até logo.

Estou sem palavras, um vazio frio percorre-me pelo peito, como uma faca afiada…
Ao segurar o envelope, sinto o peso de algo metálico dentro dele, abro, encontro uma folha com a letra de meu irmão, e uma chave, parece-me uma chave de…a chave do baú de meus pais…
Decido retirar a folha do envelope e começo a ler…

Re: Marlene ( +18 )

Posted: 05 May 2010 13:20
by Anibunny
Ai jesus rapaz que isto é melhor que o "Lost" :pipoca: :pipoca: Continua :tu:

Re: Marlene ( +18 )

Posted: 05 May 2010 16:49
by Arsénio Mata
Um "Lost" very noir... :P
Está muito fixe. Agora é ver se os próximos episódios não demoram tanto a chegar... :pipoca: :pipoca: :pipoca:

Re: Marlene ( +18 ) Folhas de rascunho

Posted: 13 May 2010 01:37
by Sharky
Capitulo 6


Mas nesse mesmo instante, a porta do quarto abre-se, era Marlene. Estava magra e branquinha, com uma expressão de alegria mas ao mesmo tempo, vazia, fria.
Veio-me um sentimento que não consegui descrever, inclino-me para a frente, vejo-a a fechar a porta à chave e dirigir-se a mim, com lágrimas nos olhos, ambos nos abraçamos e beijamos...Marlene pega na carta, envelope, chave e pousa-os na mesa de cabeceira, de seguida, levanta o meu lençol, puxa a minha bata para cima, acaricia o meu pénis com a mão direita, com a mão esquerda no meu pescoço, puxa-me para a frente e beija-me sem tréguas...agora erecto, Marlene começa a fazer-me sexo oral...


- Marlene...pára...pára...

Que se lixe, o desejo é mais forte que eu...Marlene abocanha-me o pénis cheia de desejo, agarro-lhe os cabelos com força...agora começa por despir o vestido branco, como se de uma boneca tratasse...aperto-lhe os seios como em forma de moldar algo bonito. De seguida penetro-lhe com o dedo...tão quente, tão húmido...Marlene pega nele e mete-o na boca, que visão...ela agacha-se e encaixa a sua vagina, gasta do trabalho, mas ainda com uma réstia de pujança, ao que nunca iria negar. O sexo era silencioso e ao mesmo tempo apaixonante, mas com as horas contadas...venho-me dentro dela, como um cavalo de corridas acabado de cortar a meta, e suspiro de alívio...

Toc..Toc..Toc

- ABRA A PORTA IMEDIATAMENTE.

Merda...era a enfermeira...Marlene veste-se depressa e abre a porta enquanto me recomponho...

- Peço desculpa, só queria um momento a sós com o meu Karl.
- Isto não é um Motel, ouviu.
- Não precisa de ser arrogante, sra.
- A hora da visita acabou, no meu turno não falha absolutamente nada, agora saia por favor.

- Karl, querido, volto amanhã, talvez tenhas alta e voltes comigo para casa, agora descansa, amo-te...

Também te amo...

- Sr. Karl, veja se dorme que amanhã começaremos o exercício, tem que se mexer, ouviu?
-Até amanhã.

sim...sim, agora descanso é o que mais preciso...sua besta...

Re: Marlene ( +18 )

Posted: 13 May 2010 11:48
by Anibunny
As enfermeiras são umas metediças <_< Agora essa Marlene é cá uma peça :)

Spoiler! :
Sugestão: Agora que o gajo está no Hospital, podes começar a construir uma identidade para o Karl e para a Marlene. Tudo o que sabemos da Marlene é que ele é prostituta e que pelos vistos passados 23 anos ainda sabe fazer o seu trabalho.