O que nos faz falta é um Tyler Durden

urukai
Edição Única
Posts: 3232
Joined: 07 Aug 2008 23:35
Location: Lisboa
Contact:

O que nos faz falta é um Tyler Durden

Postby urukai » 15 Dec 2009 18:37

<!--fonto:Arial--><span style="font-family:Arial"><!--/fonto-->Somos um magote de gente num ringue de boxe. Dez milhões a lutar pela vida no 2009º round. Os murros repetem-se ininterruptamente contra uma cara adormecida e os músculos dormentes revelam-se incapazes de reagir. Temos a visão toldada pelo inchaço que nos invade as pálpebras e a protecção para os dentes cerra-nos a fala em queixumes e lamentos internos e inaudíveis. O treinador perdeu a esperança e até a menina que desfila entre rounds tem o sorriso substituído por uma careta falsa e forçada. Não fosse o coração cansado a bater-nos aos ouvidos e ouviríamos as palmas de regozijo que vêm das sombras para lá das cordas. Um rotundo promotor de combates sorri deliciado com a nossa prestação sobrevivente. A sua barriga testa a flexibilidade de suspensórios que retesam a cada aposta contra nós.
Enquanto isso, no ringue, somos atacados por todos os lados:
Um gancho dos créditos no queixo.
Uma direita proveniente do desemprego rebenta-nos na têmpora.
Uma esquerda com a força dos impostos induz-nos um hematoma no braço.
Até o árbitro finge que não vê o golpe baixo que a corrupção nos desfere.
O combate prossegue e só queremos aguentar até ao próximo turno. Queremos ser o Rocky. Resistir até rastejar na expectativa que a força do adversário diminua. Que fique cansado de nos fustigar e que, finalmente, o gongo se faça ouvir para termos breves momentos de respiro e serenidade. Todo o nosso pensamento se alinha com o Italian Stalion dos nossos anseios e suspiramos por uma Adrian que não chega nunca. Tivéssemos um treinador à altura no nosso canto e saberíamos que a solução não está no Rocky. O que nos faz falta é um Tyler Durden. Alguém que apanhe um murro nos dentes e devolva um sorriso ensanguentado que grita: "Dás mas também vais apanhar!" Alguém que, esmagado pela opulência da sociedade actual, aproveita o peso do adversário e rouba-lhe a banha para produzir sabonetes que lavarão a pele de quem os originou. Alguém que prefere lutar para testar e expandir os seus limites, transformando-os numa fronteira conquistadora ao invés de um cerco de resistência cada vez mais apertado.
Acossados, encostamo-nos às cordas para recuperar o fôlego quando devíamos usar a elasticidade das mesmas e saltar na direcção das sombras abrindo golpes luminosos na escuridão reinante à custa de punhos calejados e vontade visceral. Mas não! Somos um Rocky vergado, macerado e ofuscado por uma gota de felicidade num oceano de sofrimento.<!--fontc-->[/color]<!--/fontc-->

Return to “Urukai”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 3 guests

cron