Black Rain

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Black Rain

Postby Samwise » 19 Oct 2009 18:14

annawen wrote:
Samwise wrote:Ao longo do filme dei comigo a pensar que era mesmo um actor escolhido à medida para o papel. Em relação à personagem, acho-a rica e bem desenvolvida, muito longe de ser superficial: um cowboy (como ele chama ao Mas, no fim) urbano, impulsivo e irresponsável, mas também dedicado e eficaz no seu trabalho, mesmo que por vezes meta a pata na poça. A cena de início, em que ele entra numa corrida de forma impulsiva, e a maneira sem escrúpulos como recebe o dinheiro da aposta , sem se preocupar minimamente com o outro tipo, ou com o perigo da manobra que fez, colocam logo alguns pontos nos "ís" - e logo depois descobrimos que ele é polícia ( :blink: ).


E eu a pensar que a cena do início aparece só para justificar a cena da perseguição final... :whistling:


Estás a ser mázinha... :mrgreen4nw:

A tal canção que abre o filme e que mencionei noutro post acima ajuda a construir a nossa noção inicial sobre o Douglas:

"I have lived my life my way
For tonight and for today
It's the strongest hearts they say
That always survive
I'm fallin through the years
As each dream it disappears
When the night is full of tears
I'll be holdin on
Now this life is instant black
But I won't be lookin back
The rain washed out the tracks
I'll never find again
I'm still reachin for the light
I'm still wearin out the night
(...)"

A questão da corrupção é precisamente aquilo que lhe dá espessura - a ambiguidade que em o expectador se encontra até quase final do filme, porque conhece duas realidades diferentes e não as consegue enquadrar: uma em que ele é fiel e leal para com os seus amigos e para com a profissão, e a outra mais sombria, que não augura bom coisa.


Sinceramente, não vi nada disso no filme. Sei lá se ele é "fiel e leal aos amigos.": a morte do Andy Garcia é plot device para pôr as coisas a andar. Não senti nenhuma especial amizade entre eles. Nem entre ele e o japonês. À profissão não é certamente, senão não era corrupto.


A amizade entre o Douglas e o Garcia vai-se vendo ao longo do filme, em muitas e variadas cenas (mas tu não viste isso? :mrgreen4nw:): a brincadeira do casaco e da mota, a conversa na mota, quando o Garcia vai à pendura, os conselhos que lhe dá, o almoço no bar antes do massacre, as conversas no avião (a melhor quote do filme todo pertence ao Garcia quando pensam que se entregaram o Sato às autoridades: "Off duty, Nicky, off duty, Nicky! We're going to be in and out of Geishas like a Times' Square pick-pocket!" :biggrin:), a maneira como interagem em Osaka...

Entre ele o japonês, a coisa só se manifesta mais lá para o fim. O facto é que até lá não há amizade, há uma antipatia que decorre do frete de terem de se aturar por causa de ordens superiores.


Não sei se intenção era fazer um noir ou não, mas se era, não se dá por muito por isso e daí que a comparação com os velhos códigos de conduta do género seja um pouco irrelevante (interessante mas irrelevante).
Bem eu disse "este filme pretende ser um neo-noir", não um noir. E mantenho. Precisamente na realização dos espaços. Agora se essa foi a intenção verdadeira do Ridley Scott, já não sei. Só posso dizer que a minha ideia é uma leitura possível para abordar o filme. Logo, não me parece que seja irrelevante. Aliás, adianto: parece-me ser uma tentativa de misturar dois géneros: o noir e a pop.


Talvez, mas nada o obriga a ter de dotar o polícia principal de um código de conduta "limpo".

Não é por falta de adequação a esse modelo que o personagem perde o interesse.


Não foi isso que quis dizer. O que quis dizer é que há uma componente pop na personalidade do detective que não casa bem com o noir, pelo menos neste caso. Mas a tentativa tem interesse (a tentativa, não a personagem). Isto na minha leitura, é claro. Daí ter colocado nos pontos interessantes.


Ok, então estamos de acordo, pelo menos em relação à tentativa... :biggrin:
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Black Rain

Postby Samwise » 19 Oct 2009 18:15

Encontrei uma crítica do Roger Eberts que diz exactamente o que penso do filme. Alguns extractos:

"I've seen Osaka in a lot of movies, but it's never looked quite like this before, not even in violent thrillers.The director, Ridley Scott, must have been bewitched by memories of the futuristic Los Angeles he created for "Blade Runner" (1982). The difference is that in "Blade Runner" the characters inhabited their city, and in "Black Rain" they are crushed by it. The production design (by Norris Spencer) is so overwhelming that the characters seem lost and upstaged; frequently the humans are not even the most interesting things on the scene."

Precisamente, as pessoas não são o ponto importante do filme. O problema é que não existe relação entre as pessoas e o cenário.
Concordo como Ebert, mas não vejo isto como uma coisa negativa. Seria um dos objectivos do filme, digo eu.

Isso seria quase como dizer que o Lost in Translation tem má definição de personagens porque eles são esmagados pela cidade e não há uma relação entre as duas partes.

"The story of "Black Rain" is thin and prefabricated and doesn't stand up to much scrutiny, so Scott distracts us with overwrought visuals."

"Even given all of its inconsistencies, implausibilities and recycled cliches, "Black Rain" might have been entertaining if the filmmakers had found the right note for the material. But this is a designer movie, all look and no heart,
Aqui, de acordo.

and the Douglas character is curiously unsympathetic. He plays it so cold and distant that the heartfelt scenes ring false."


Aqui, nem por isso.
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
annawen
Livro Raro
Posts: 1953
Joined: 18 Jan 2006 11:34
Location: Gaia
Contact:

Re: Black Rain

Postby annawen » 19 Oct 2009 18:18

Samwise wrote:Agora, pensando naquela ideia das cerejas, um filme puxa outro, alguém viu o To Live and Die in L.A. (:mrgreen4nw:). Nesse é que o herói... hmm... não vou contar. Por acaso o filme também tem a ver com dois polícias atrás de um esquema de falsificação de dinheiro.


Pois, desse ainda só vi os primeiros 10 minutos. Estou-me a preparar psicologicamente para o resto... (a razão tem a ver com um cliché com C grande que eles têm no início do filme, e que ainda não consegui ultrapassar).

Mas, tens razão, Sam. Lembrei-me logo desse filme (pronto dos 10 minutos), principalmente na cena da mota inicial, que no "Live and Die" é um salto de bungee jumping com o herói preso só com uma perna. Bem pelo menos é um bocadinho mais radical.

Mas o "Live and Die" tem algumas vantagens: 1º adoro o actor principal, é um dos meus actores favoritos; 2º ao menos esse ainda ensina como se faz dinheiro falso. Nesse aspecto, Pode se classificar como um filme educativo. A desvantagem é que não gosto muito do Friedkin.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Black Rain

Postby Samwise » 19 Oct 2009 18:22

Lovecraft wrote:A memória é realmente um Inferno e a velhice num ajuda.

The Year of teh Dragon e To Live and Die in LA são dois grandes filmes e com gente que sabe realizar e actores capazes. Infelizmente Black Rain provou que existem outros.[img]http://www.bbde.org/style_images/1/folder_post_icons/icon10.gif[/img]


Mesmo assim, são dois filmes muito estranhos. Algo afastados dos modelos mais correntes de filmes policiais.

Já o outro que mencionaste, o Rising Sun, não lhe achei grande piada. Esse vai merecer uma revisão. Quero ver com mais atenção.

O polícia do To Live and Die in L.A. (William L. Peterson) é comparável em muita coisa ao Nick do Douglas. Oh, yes it is!
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Black Rain

Postby Samwise » 19 Oct 2009 18:28

annawen wrote:
Samwise wrote:Agora, pensando naquela ideia das cerejas, um filme puxa outro, alguém viu o To Live and Die in L.A. ( :mrgreen4nw: ). Nesse é que o herói... hmm... não vou contar. Por acaso o filme também tem a ver com dois polícias atrás de um esquema de falsificação de dinheiro.


Pois, desse ainda só vi os primeiros 10 minutos. Estou-me a preparar psicologicamente para o resto... (a razão tem a ver com um cliché com C grande que eles têm no início do filme, e que ainda não consegui ultrapassar).


Não sei qual é, mas acredita que há muito poucos clichés no resto do filme todo.

Mas o "Live and Die" tem algumas vantagens: 1º adoro o actor principal, é um dos meus actores favoritos; 2º ao menos esse ainda ensina como se faz dinheiro falso. Nesse aspecto, Pode se classificar como um filme educativo. A desvantagem é que não gosto muito do Friedkin.


:devil: (ainda não viste o filme todo e já estás a dizer isto...)

Não é um filme fácil de se gostar. Daquilo que conheço do Friedkin, o modelo do filme é típico dele. :sad:
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Black Rain

Postby Samwise » 19 Oct 2009 18:36

:see_stars:

Quem diria que o Black Rain dava para tanta conversa. E o Thanatos não anda por aí, senão já tinha feito fatias para 20 sandes...:mrgreen4nw:
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
annawen
Livro Raro
Posts: 1953
Joined: 18 Jan 2006 11:34
Location: Gaia
Contact:

Re: Black Rain

Postby annawen » 19 Oct 2009 18:41

Samwise wrote:O polícia do To Live and Die in L.A. (William L. Peterson) é comparável em muita coisa ao Nick do Douglas. Oh, yes it is!


Sim, é comparável (pelo menos até donde vi). O actor é que não, não sei se me faço entender. :devil2:

Não sei qual é, mas acredita que há muito poucos clichés no resto do filme todo.
Não sei se estás na ironia ou não, mas o cliché é o seguinte: "polícia que está à beira da reforma não escapa vivo num filme. Principalmente se o disser em voz alta". Está provado, é uma lei de Hollywood. Ao lado da do "amigo polícia que morre a meio para dar umas cenas de angústia ao herói". Há na net uma lista destes clichés, se a encontrares vais fartar-te de rir.

devil.gif (ainda não viste o filme todo e já estás a dizer isto...)

Eu estava-me a referir à cena do Dafoe a fazer dinheiro. Toda essa sequência achei-a bastante educativa. Com todos aqueles pormenores, pensei logo em abrir uma empresa de dinheiro falso. Não estou no gozo (bem, só um bocadinho), eu gosto de sequências desse género.

Em relação ao "The Yakusa" é um grande filme. O Robert Mitchum é aquela coisa.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Black Rain

Postby Samwise » 19 Oct 2009 18:47

Gaminha wrote:Sinopse:
"Nick (Michael Douglas, de Atração Fatal ") e Charlie (Andy Garcia, de" Os Intocáveis ") são dois policiais de NovaYork com sérios problemas: eles deixaram escapar, em, Osaka, um perigoso membro da Yakuza, a máfia japonesa, que haviam capturado depois de um violento tiroteio num restaurante novaiorquino.
Agora, sem conseguir ajuda oficial da polícia japonesa, os dois partem para uma desenfreada busca pelas ruas de Osaka à procura do assassino fugitivo. Pelo caminho, eles esbarram com um audacioso plano da Yakuza que poderá abalar todo o mundo ocidental. O diretor Ridley Scott ("Blade Runner") e "Os Duelistas") conduz um espetáculo policial surpreendente, em ritmo alucinante. com imagens de uma Japão tradicional em choque com a violência dos tempos modernos, onde o perigo espera a cada esquina, em cada noite chuvosa."



:laugh:

My God! De onde tiraste isto, Gaminha?

"um audacioso plano da Yakusa que poderá abaalar todo o mundo ocidental"?
Um vulgar esquema de falsificação de dinheiro??

"com imagens de uma Japão tradicional em choque com a violência dos tempos modernos"????
Quais imagens do Japão tradicional? Seriam as da quinta californiana onde foi filmada a cena final?
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
annawen
Livro Raro
Posts: 1953
Joined: 18 Jan 2006 11:34
Location: Gaia
Contact:

Re: Black Rain

Postby annawen » 19 Oct 2009 18:52

Desculpem o duplo post, mas ainda não tinha visto a resposta do Sam:

Samwise wrote:Estás a ser mázinha... :mrgreen4nw:


Pois, talvez um bocadinho :mrgreen4nw:

[...]The director, Ridley Scott, must have been bewitched by memories of the futuristic Los Angeles he created for "Blade Runner" (1982). The difference is that in "Blade Runner" the characters inhabited their city, and in "Black Rain" they are crushed by it.[...]

Concordo como Ebert, mas não vejo isto como uma coisa negativa. Seria um dos objectivos do filme, digo eu.

Isso seria quase como dizer que o Lost in Translation tem má definição de personagens porque eles são esmagados pela cidade e não há uma relação entre as duas partes.


Não é bem a mesma coisa. Não é o facto de eles serem "esmagados pela cidade" e "não haver relação" que torna as personagens fracas. Elas já são fracas de início, daí os cenários sobressaírem, mas vazios.

Quem diria que o Black Rain dava para tanta conversa.

Como será quando discutirmos filmes a sério? :wink:

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Black Rain

Postby Samwise » 19 Oct 2009 18:54

annawen wrote:
Samwise wrote:O polícia do To Live and Die in L.A. (William L. Peterson) é comparável em muita coisa ao Nick do Douglas. Oh, yes it is!


Sim, é comparável (pelo menos até donde vi). O actor é que não, não sei se me faço entender. :devil2:


Não considero o Douglas um mau actor. Às vezes faz coisas acima daquilo que se espera (Wall Street, The Game), outras vezes não. Aqui acho que cumpriu com o que era exigido.

Não sei qual é, mas acredita que há muito poucos clichés no resto do filme todo.
Não sei se estás na ironia ou não, mas o cliché é o seguinte: "polícia que está à beira da reforma não escapa vivo num filme. Principalmente se o disser em voz alta". Está provado, é uma lei de Hollywood. Ao lado da do "amigo polícia que morre a meio para dar umas cenas de angústia ao herói". Há na net uma lista destes clichés, se a encontrares vais fartar-te de rir.


Não estava na ironia. Não me lembrava era desse acontecimento (e provavelmente não o relacionaria com um cliché).
Mas é como te digo, vais achar o resto do filme bem menos povoado de clichés.
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
grayfox
Edição Única
Posts: 4203
Joined: 01 Jul 2008 16:20
Location: Braga
Contact:

Re: Black Rain

Postby grayfox » 19 Oct 2009 18:55

Samwise wrote::laugh:

My God! De onde tiraste isto, Gaminha?

"um audacioso plano da Yakusa que poderá abaalar todo o mundo ocidental"?
Um vulgar esquema de falsificação de dinheiro??

"com imagens de uma Japão tradicional em choque com a violência dos tempos modernos"????
Quais imagens do Japão tradicional? Seriam as da quinta californiana onde foi filmada a cena final?


esqueceste-te do " depois de um violento tiroteio num restaurante novaiorquino"
A melhor assinatura chinesa da actualidade.

User avatar
annawen
Livro Raro
Posts: 1953
Joined: 18 Jan 2006 11:34
Location: Gaia
Contact:

Re: Black Rain

Postby annawen » 19 Oct 2009 19:04

Olhem, encontrei a dita lista de clichés: "movie cliches"

Sam: a cena que eu estava a falar vem na secção "heroes": "The hero's best friend/partner will usually be killed by the bad guys three days before retirement".

User avatar
grayfox
Edição Única
Posts: 4203
Joined: 01 Jul 2008 16:20
Location: Braga
Contact:

Re: Black Rain

Postby grayfox » 19 Oct 2009 19:13

"Whenever a villian has captured the hero, he will pause for 5 minutes to tell the hero _every_ detail of his plan to destroy and/or rule the earth, including times, dates, and addresses." :tongue:

tão, tão frequente...
A melhor assinatura chinesa da actualidade.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Black Rain

Postby Samwise » 19 Oct 2009 21:33

grayfox wrote:Em relação a não ter ficado com as placas para si, acho que está consistente com o personagem/carneiro que já mencionei. Não percebo porque que não as entregou "oficialmente", entregando em vez disso ao Mas.


Mais um malabarismo inconsequente do argumento, para dar um brilhozinho adicional à comoção da separação entre os dois polícias... :rolleyes:

Mais alguém ficou a pensar que o Mas ficou sózinho contra um grupo de guarda-costas raivosos? O Nick foi atrás do Sato e deixou o Mas no meio do tiroteio - um daqueles em que a regra é disparar contra tudo o que se mexa. :mrgreen4nw:
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
leuqar
Encadernado a Couro
Posts: 444
Joined: 12 Apr 2009 21:09
Location: Braga
Contact:

Re: Black Rain

Postby leuqar » 19 Oct 2009 22:12

Terminei agora de ver o filme. Vi ontem um pouco e hoje o resto. Só isto é suficiente para eu declarar o filme enfadonho, pois não conseguiu prender a minha atenção . Não sou fã de Michael Douglas e neste filme também não me convenceu. Não digo que ele esteja mal, mas estava chato :biggrin: . Gosto quando um filme me surpreende e este não teve esse efeito...muitas cenas eram previsíveis (ex: a "redenção" do NicK e o quebrar das regras pelo Mas). Pode ter sido um filme inovador na altura (isto não sei, pois não tenho conhecimentos para avaliar) ou não, mas não fica na memória.
I love Geology...diamonds, emeralds, sapphires and rubies ;)


Return to “1 - Máfia/Gangsters”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 2 guests

cron