Um olhar

User avatar
Arsénio Mata
Livro Raro
Posts: 1773
Joined: 01 Oct 2009 20:41
Location: Portimão
Contact:

Um olhar

Postby Arsénio Mata » 04 Feb 2010 04:21

O outro dia estava a jogar computador e reparei numa coisa... ...sim, eu sei que não jogas essas parvoíces, mas ouve-me. O jogo que eu estava a jogar era recente, daqueles em que os "bonecos" se assemelham perigosamente a pessoas reais... ...tem calma, já lá chego. O que eu reparei foi que apesar da sua extrema semelhança com humanos, apesar dos seus rostos diferentes, das roupas que vestem, os seus olhos não tinham brilho, eram negros, imóveis. Havia movimento naqueles corpos, os rostos tinham expressão, mas os olhos... os olhos estavam mortos, amor.

E sabes o que aconteceu de mais estranho?.. ...não me olhes assim, como se eu estivesse a divagar. Já vais perceber. O que eu te estava a dizer amor, foi que aconteceu algo muito estranho. Vi-me a mim no jogo. Sim, é verdade. E a ti també... ...espera, não fales agora. Não olhes para mim.

Estava-mos os dois lá, ou pelo menos duas figuras iguais a nós. Neste jogo de acção. Na altura em que os protagonistas percebem que se amam. E nós lá, com os nossos olhos. Negros. Baços. Imóveis. A dizer coisas bonitas como: amo-te. E: quero-te.

E um sorriso na tua cara. E um movimento da minha mão, alcançando a tua face, tão perfeita. Mas os olhos... os olhos estavam mortos, amor.

Não olhes para mim.

Desculpa.
Only in the bloodline is this terror exposed
A knife to the eye of modern day times
Exactly what you've worked for.

A price for the pride
I can feel the distance coming
The holes in my lungs
Won't let me take this anymore.

http://umhomemsimpatico.tumblr.com/

User avatar
João Arctico
Dicionário
Posts: 537
Joined: 23 Oct 2009 23:16
Contact:

Re: Um olhar

Postby João Arctico » 05 Feb 2010 22:40

Arsénio Mata wrote:A dizer coisas bonitas como: amo-te. E: quero-te.

Quantas "mensagens gravadas"/mecanizadas, como estas, se ouvem hoje em dia desprovidas de alma, desacompanhadas do brilho de um olhar?
Well done :tu:
"É isto o que, de todo em todo, pretendia o autor? Não sei; é a opinião do leitor que eu dou." Jean-Paul Sartre
"Mas mesmo aquilo que a gente não se lembra de ter visto um dia, talvez se possa ver depois de algum viés da lembrança" Chico Buarque in Estorvo

User avatar
Arsénio Mata
Livro Raro
Posts: 1773
Joined: 01 Oct 2009 20:41
Location: Portimão
Contact:

Re: Um olhar

Postby Arsénio Mata » 08 Feb 2010 20:53

Obrigado. :)
Only in the bloodline is this terror exposed
A knife to the eye of modern day times
Exactly what you've worked for.

A price for the pride
I can feel the distance coming
The holes in my lungs
Won't let me take this anymore.

http://umhomemsimpatico.tumblr.com/


Return to “Arsénio Mata”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 2 guests

cron