Noite de Verão [+18]

User avatar
Arsénio Mata
Livro Raro
Posts: 1773
Joined: 01 Oct 2009 20:41
Location: Portimão
Contact:

Noite de Verão [+18]

Postby Arsénio Mata » 08 Feb 2011 02:28

A música tocava alto e as gajas dançavam todas, copos na mão e cigarros no meio dos dedos, fumavam e bebiam e dançavam. A música tocava e as luzes eram psicadélicas e eu também bebia e meti uma pastilha e a música tocava e eu dançava e a cona que cantava na música dizia: i want to live in Ibiza, e eu também quero, mas não posso. O que eu posso é meter um ácido e sonhar com Ibiza.

Roço-me a uma puta que está a dançar e ela olha-me e ri-se ou então faz só um esgar, não sei, mas eu roço-me outra vez e ela empurra-me e eu dou-lhe um estalo, ou um murro, não sei bem. O boi que estava com ela aparece de repente e espeta-me com um tento na boca, mas antes de me levantar, antes de sequer sentir o quente do sangue na boca, já o meu grupo está em cima dele e outros pegam em mim, o Mike e o Facadas, ou o D-Boy e o Loonie, não sei, são todos iguais, e levam-me para fora da discoteca. A outra vaca ainda canta que quer viver em Ibiza. Cuspo o sangue que tenho na boca e acendo um cigarro.

Mais tarde, já arrumei com uma garrafa de vodka, o D-Boy está a enrolar uma e toda a gente olha para nós, toda a gente olha para nós. Estou bêbado há dois três quatro oito vinte dias um mês dois anos, não sei bem. Estou bêbado e estou a fumar este charro e acho que o D-Boy ou o Mike pôs coca nisto e estou a tripar esta merda tá toda a bater e fumo mais e puxo gravata e puxo umas directas e guardo o fumo, guardo o fumo. A coca está-me a acelerar para caralho e não tenho tabaco e além disso tenho que ir tripar com alguém e aquele puto está a fumar.

dá-me um cigarro
não tenho
dá-me um cigarro filho da puta
já te disse que não tenho
dá-me um cigarro caralho
vai-te foder

O cabrão vê-me sozinho e está armado em herói e eu meto-lhe a mão ao bolso para o roubar e ele dá-me um empurrão. Espeto-lhe logo duas na fronha e os meus putos apercebem-se e vêm a correr e um atira este cavalo ao chão e começamos a pontapeá-lo, fodemos este gajo todo, parecemos animais, rottweilers, somos demónios escapados do inferno, a merda da sociedade em ebulição, e fodemos o puto, desfazemo-lo, pontapé atrás de pontapé, um massacre em praça públicada. Depois o Facadas grita: olha a bófia, e todos fogem, menos eu, que fico a ver este porquinho a chorar e a sufocar no próprio sangue, com a cara completamente desfeita. Tudo porque o cabrão não me quis dar um cigarro. Dou balanço atrás, seis ou sete passos largos, dou uma corridinha, salto e aterro com os dois pés mesmo em cheio na cara de cavalo dele.

Sinto uma dor aguda no tronco e sei que foi um bófia que me partiu uma costela com o cassetete. Caio ao chão e enquanto os CI's me espancam rio-me, rio-me muito.
Last edited by Arsénio Mata on 09 Feb 2011 16:25, edited 1 time in total.
Only in the bloodline is this terror exposed
A knife to the eye of modern day times
Exactly what you've worked for.

A price for the pride
I can feel the distance coming
The holes in my lungs
Won't let me take this anymore.

http://umhomemsimpatico.tumblr.com/

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Re: Noite de Verão [+18]

Postby Pedro Farinha » 08 Feb 2011 21:07

Este é um texto acelerado (e não acelarado - emenda lá isso Arsénio) mas que tirando o à vontade com que "soltas" a violência e o vernáculo não me parece que tenha mais nada.

Costumo gostar do que tu escreves, este parece-me vazio. E, francamente, um chamariz que é para maiores de 18 anos e nada de sexo ?!?! isto não se faz pá

User avatar
Arsénio Mata
Livro Raro
Posts: 1773
Joined: 01 Oct 2009 20:41
Location: Portimão
Contact:

Re: Noite de Verão [+18]

Postby Arsénio Mata » 09 Feb 2011 16:28

Obrigado Pedro. :)

Para a próxima vou tentar ser mais sexual (isto soou bué da mal...) :mrgreen:
Only in the bloodline is this terror exposed
A knife to the eye of modern day times
Exactly what you've worked for.

A price for the pride
I can feel the distance coming
The holes in my lungs
Won't let me take this anymore.

http://umhomemsimpatico.tumblr.com/

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Re: Noite de Verão [+18]

Postby Pedro Farinha » 10 Feb 2011 00:41

Sim, uma coisa mais assim:

As gajas da discoteca estavam-me a pôr com uma tesão doida. O Manecas e o Duffy já se tinham atrelado a umas damas e eu estava ali, feito panaca, a olhar para todos aqueles corpos ondulantes.

Foi então que a vi, uns cabelos negros a encimar um corpo de sonho. Eu tinha de comer aquela gaja. Empurrei mais uma pastilha com a ajuda de uma cola e fiquei a ver a cena. Ela estava acompanhada de um totó com cara de quem tem tanta guita que até limpa o cu com notas de duzentos euros.

Ela bem que se abanava, as coxas roliças, o peito saltitante e o gajo nada, a olhar para o iPhone e eu a pensar: ai quem te iPhode sou eu. Esperei cerca de uma hora, a vontade sempre a subir e as minhas mãos a ansiar, cada vez mais, poderem apertar aquela carne morena entre os meus dedos.

Finalmente, saíram para o estacionamento e eu fui atrás. Fiz um sinal ao meu pessoal para que estivessem prontos para o que desse e viesse. Mas não era aquele mangas que me assustava. Os músculos que os braços mostravam eram mais de ginásio do que de rua. Era o tipo de gajo que trabalhava o corpo e não sabia o que fazer com ele sem ser brincar com telemóveis, computadores e afins, puta que o pariu.

O parque estava deserto e ela roçou-se por ele que a afastou à procura das chaves do carro. Que paneleireiro!

- Oh boa, queres estar com um homem a sério?

Ela virou-se para mim com um ar meio assustado. Mas não tanto como o dele. No entanto, quando ela olhou para ele, o galifão lá se pôs com uns ares e a encher o peito. Nada que duas pantufadas na cara não o tenham posto a cuspir dentes e a amansar.

A gaja gritou e a minha malta agarrou-a por trás, tapando-lhe a boca. Menos o Manecas que estava entretido a dar pontapés no totó que se torcia no chão e chorava como uma garina na primeira vez que lhe vão ao cu.

Ela olhou para mim furiosa e abriu muito os olhos quando me viu sacar da naifa. Passei a lâmina devagarinho sobre o peito dela, antes de a voltear e lhe cortar o top com a mesma. As mamas pareciam que saltavam do soutien enquanto a gaja respirava.

Porra, a gaja era mesmo boa. Puxei o soutien para baixo e chupei-a logo ali. Os bicos do peito escuros e salientes. O ganzas continuava a segurar-lhe as mãos atrás das costas e eu puxei-lhe as calças para baixo sob a ameaça da faca.

As cuecas, brancas, reluziam no escuro e arranquei-as com um puxão sentindo a excitação a aumentar.

Foi aí que a bófia chegou, com os seus pirilampos azuis a iluminar a minha verga erguida e pronta para o serviço. O pessoal bazou sem sequer olharem para trás, enquanto senti um cassetete a abater-se sobre as minhas costas fazendo-me aterrar com a boca bem aberta em cheio naquela rata peladinha e apetitosa.


:friends:

User avatar
Arsénio Mata
Livro Raro
Posts: 1773
Joined: 01 Oct 2009 20:41
Location: Portimão
Contact:

Re: Noite de Verão [+18]

Postby Arsénio Mata » 10 Feb 2011 00:49

Adorei o iPhode! :bow: :rotfl:

E realmente está mais +18! Gostei!
Only in the bloodline is this terror exposed
A knife to the eye of modern day times
Exactly what you've worked for.

A price for the pride
I can feel the distance coming
The holes in my lungs
Won't let me take this anymore.

http://umhomemsimpatico.tumblr.com/

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4349
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: Noite de Verão [+18]

Postby Bugman » 23 Feb 2011 16:38

Ah, sim o texto do Pedro sim! :twisted:
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

croquete
Edição Limitada
Posts: 1038
Joined: 11 Feb 2009 16:29
Contact:

Re: Noite de Verão [+18]

Postby croquete » 23 Feb 2011 19:47

Na pista, a música martelava os corpos como marionetas. Indiscretos, os olhares comiam luxúria, menos real do que sonhada, mais desejada do que sentida.
Olhei para o fundo do copo com saudade...Vazio.
Sentia na tripa uma força qualquer, a pastilha batia. Uma puta de Cabaré roçava-se por ali, sem sentido, a tudo e a todos. Dois galos desataram à porrada, como em qualquer outro lugar, não ganha o mais forte, ganha o que tem mais amigos.
Ligo para a bófia.
- Boa noite, há molho na discoteca.
Chegaram mais depressa do que pensava, contentes por malhar em alguém, o sangue de noite parece petróleo.
A miúda foge, e não importa para onde, desde que seja na minha direcção.
-Leva-me até casa? Suplica…
Não sei porque é que estas coisas me acontecem, deve ser sorte.
:friends:

Espero que não se importem :tu:

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Re: Noite de Verão [+18]

Postby Pedro Farinha » 23 Feb 2011 22:56

Boa Croquete, gostei!.

Invadimos o espaço do Arsénio, mas o Arsénio Mata mas não Mói ...

E aqui, neste canto onde ninguém nos vê, podemos dar azo às nossas histórias para maiores de 18 anos como se fosse um desafio BBdE!, só que mais discreto ;)

User avatar
Arsénio Mata
Livro Raro
Posts: 1773
Joined: 01 Oct 2009 20:41
Location: Portimão
Contact:

Re: Noite de Verão [+18]

Postby Arsénio Mata » 23 Feb 2011 23:50

Como se diz no Algarve: "invadem" à vontade. :P

Gostei croquete! :tu:
Only in the bloodline is this terror exposed
A knife to the eye of modern day times
Exactly what you've worked for.

A price for the pride
I can feel the distance coming
The holes in my lungs
Won't let me take this anymore.

http://umhomemsimpatico.tumblr.com/


Return to “Arsénio Mata”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 4 guests

cron