Between the buried and me

User avatar
Arsénio Mata
Livro Raro
Posts: 1773
Joined: 01 Oct 2009 20:41
Location: Portimão
Contact:

Between the buried and me

Postby Arsénio Mata » 13 Dec 2009 22:17

(between the buried and me é o nome de uma banda...)


Between the buried and me

Entre mim e os mortos
há oceanos de vida,
azul limpido
e salgado.
Peixes de todas as cores.
Cores de todos os peixes.

Tudo é cor.

Entre mim e os mortos
há quedas de água,
cataratas.
Como as dos olhos.
Perco-as de vista.

Tudo cai.

Entre mim e os mortos
há pedras
nas margens dos rios.
Há musgo e lama.

Tudo se afoga.

Entre mim e os mortos
há um lago de água tépida.
Calor imaginário.
Reflexo intemporal.
Reflexo imóvel.

Tudo se mexe.

Entre mim e os mortos
há a água suja dos esgotos.
Há a merda e o cheiro a merda.

Tudo se esgota.

Entre mim e os mortos
há apenas o fio de água
que cai de uma torneira,
fina como a leveza
do meu corpo.
A leveza da minha alma.

Tudo.
Entre mim e os vivos não há nada.
Only in the bloodline is this terror exposed
A knife to the eye of modern day times
Exactly what you've worked for.

A price for the pride
I can feel the distance coming
The holes in my lungs
Won't let me take this anymore.

http://umhomemsimpatico.tumblr.com/

Return to “Arsénio Mata”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron