Acto de Contrição

User avatar
João Arctico
Dicionário
Posts: 537
Joined: 23 Oct 2009 23:16
Contact:

Acto de Contrição

Postby João Arctico » 31 Oct 2009 00:47

Sara não queria acreditar naquilo que lhe tinha acontecido. Sentia-se tão "suja"… "tenho… que… me limpar!... Meu Deus, que nojo! Como… foi possível!..." Enquanto soluçava angustiada, ia-se esfregando energeticamente com uma escova dura e áspera… Toda ela era força e desespero. Sentada na banheira, a água do chuveiro escorria-lhe pelo rosto arrastando as lágrimas que incessantemente deitava. O charco, onde começava a ficar mergulhada, turvava com os laivos de sangue que se escapava por entre os seus finos dedos.
"Não… NÃO!..." – gritava atormentada. No baixo-ventre, as suas mãos trémulas esfregava, esfregava, esfregava… num vaivém constante, revelando uma assustadora carne viva por entre os seus ralos e recortados pêlos púbicos.
Mil imagens passadas relampejavam pela sua martirizada mente ilustrando o dia em que o conhecera, o reflexo do seu rosto de prazer sádico e o preciso momento em que ele a levou àquele lugar recôndito para perpetuar aquele acto tão imundo …
Sara não tinha sido violada… pelo menos não fisicamente. Mas como apagar a tatuagem, na virilha, com o nome daquele que acabara de saber que a tinha traído com a sua melhor amiga?! ...
Last edited by João Arctico on 07 Jan 2010 22:38, edited 1 time in total.
"É isto o que, de todo em todo, pretendia o autor? Não sei; é a opinião do leitor que eu dou." Jean-Paul Sartre
"Mas mesmo aquilo que a gente não se lembra de ter visto um dia, talvez se possa ver depois de algum viés da lembrança" Chico Buarque in Estorvo

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Re: Acto de Contrição

Postby Pedro Farinha » 31 Oct 2009 11:21

Gostei do texto, especialmente da reviravolta final em que nos apercebemos que o que está a ser relatado não é o óbvio.


Return to “João Arctico”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron