Nausicaä of the Valley of the Wind

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Nausicaä of the Valley of the Wind

Postby Samwise » 14 Dec 2009 12:11

[img]http://img268.imageshack.us/img268/1251/1254655915u869.gif[/img]

Realizado em 1984

O primeiro feature-film realizado por Hayao Miyazaki é rico em temas e personagens que são recorrentes na sua obra. Notam-se, em Nausicaä, reminiscências da série Conan, o Rapaz do Futuro: o cenário pós-apocalíptico resultante da "queda da civilização" (de uma civilização que se crê fortemente industrializada) que remeteu os poucos sobreviventes, espalhados em pequenas comunidades fechadas, para um estilo de vida próxima da medieval, onde têm de recorrer a uma abordagem quase primitiva à vida em comunidade. Para este efeito, misturam a experiência adquirida no limite a que a civilização chegou, antes do colapso, com a reaprendizagem necessária para o novo começo, a partir do zero. A tecnologia e a arquitectura utilizada no filme reflecte um pouco esta junção, e vemos tanto armas de fogo de design antiquado a funcionarem a pólvora, habitações e moinhos de pedra e madeira, como também aparelhos voadores mais avançados (o glider da princesa é o exemplo mais concreto das "sobras" e do legado deixado pela antiga civilização).

Depois, há uma forte e importante componente ecológica na narrativa, aqui levada ao extremo de ser o tema principal, e abordada de uma forma que tem tanto de original como de profética: o "ser humano" é claramente o culpado pelo estado decadente do planeta (conclusão que está subentendida ao longo do filme todo), e a "natureza" age em conformidade com esse facto. Mais do que a atitude de sobrevivência passiva, esta "natureza", uma entidade plural bem palpável, passa o ataque através de medidas concretas. Por um lado temos a floresta venenosa, que vai espalhando a sua abrangência lentamente, limitando os espaços em que os humanos podem viver, e empurrando as comunidades para as orlas marítimas, e, por outro, toda a fauna age à laia de guerreiros protectores: qualquer tentativa por parte do homem para interferir com o processo expansivo da floresta é prontamente castigado com uma retaliação em força por parte dos seus habitantes. Todos os insectos são agora bestas gigantes, passaram de minúsculos seres insignificantes a espécie dominante, alguns deles completamente invulneráveis a armas humanas (os couraçados OM), e capazes de suportar todo o plano de "vingança" da natureza contra o ser humano.

Apesar desta forte ameaça, tudo continua na mesma entre os humanos: um forte desrespeito e incompreensão pelo meio ambiente e uma sede cega pela conquista do poder, que passa pela dominação, pela força, das comunidades mais pobres.

Como habitualmente, Miyazaki faz uso de personagens femininas fortes (tanto a princesa do vale do vento, como a sua adversária guerreira), capazes de mudar o rumo dos acontecimentos em função de algumas características intrínsecas mais desenvolvidas - no caso de Nausicaä é a identificação quase física com as novas características do meio ambiente, a compreensão e o domínio da maneira de ser e de agir dessa nova "natureza" agressiva.

Também como habitualmente, Miyazaki dota esta obra de uma palete de cores que transmite uma imensa serenidade e que dá ao evidente horror de algumas formas uma beleza quase desarmante. A música melancólica ajuda a construir, no meio de toda essa serenidade, um ambiente ao mesmo tempo épico e nostálgico.

Uma "estreia" em grande de Miyazaki no cinema!


--- EDIT ---- Depois de uma vista de olhos no artigo da wiki sobre o Miyazaki, descobri (ou lembrei-me) que este não foi o primeiro filme do realizador. O The Castle of Cagliostro precede o Nausicaä na escala temporal.
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Gaminha
Edição Limitada
Posts: 1363
Joined: 10 Jun 2009 16:53
Location: Porto
Contact:

Re: Nausicaä of the Valley of the Wind

Postby Gaminha » 14 Dec 2009 12:49

O resumo do Sam está óptimo, por isso, resta-me realçar pequenos pormenores muito bonitos e deixar a minha opinião.

Um filme maravilhoso.
Adorei vê-lo e adorei que toda a família o pudesse ver. A mensagem do filme é linda e usei o filme para mostrar aos meus meninos como devemos respeitar todos os bichinhos, respeitar o mundo e a natureza. Como tudo é importante neste mundo, e como mesmo as formiguinhas e aranhas não devem ser mortas.
Moralismos à parte, toda a gente cá em casa gostou do filme.

Gostamos do Teto, gostamos dos Ohms. Gostamos da fauna e flora e das cores.
Há imagens lindas no filme, o jardim que Nausicaä construiu por baixo do castelo, as lembranças de Nausicaä do campo amarelo de "cereais", etc.

As naves também estão com pormenores muito bonitos tendo em atenção que é um filme de 1984.

Nota-se bem alguma influencia e características das mangas, mas que nada estragam o filme. A musica em alguns momentos lembram-me as musicas do castelo andante, e as personagens também.

Uma agradável surpresa foi o final feliz (que também aconteceu no castelo andante) que está perfeito para este filme.

User avatar
Dharma
Enciclopédia
Posts: 782
Joined: 02 Aug 2007 12:13
Location: Vialonga
Contact:

Re: Nausicaä of the Valley of the Wind

Postby Dharma » 14 Dec 2009 13:05

Também gostei bastante do filme. Achei impressionante que o filme já focasse o tema da ecologia apesar de, em 1984, o tema não ser tão conhecido como hoje. Adorei o facto de Miyzaki mostrar o conflito homem vs natureza e também a questão do homem vs homem.

Como o Sam disse, Miyzaki parece ter um certo fraquinho por heroínas femininas e Nausicaä, com a sua personalidade doce e forte ao mesmo tempo, não foge a isso.

Uma coisa em que vinha a pensar hoje de manhã é que muitas vezes, nos filmes de Miyzaki, a fronteira entre as personagens "boas" e "más" é relativamente ambígua. Algumas personagens que inicialmente vemos como "boas" por vezes não o são assim tanto, assim como muitas personagens que percepcionamos como "más" também podem ter o seu lado mais humano.

Gostei também das cores, da banda sonora e do final - ao início pareceu-me um bocado abrupto, mas depois com os créditos senti que essa fora a melhor forma de mostrar o que aconteceu depois de todas aquelas peripécias (sem termos mais uma hora de filme).

Em geral, gostei muito do filme. Acho que me estou a tornar fã de Miyzaki. :smile:
"The mind is its own place, and in it self
Can make a heaven of hell, a hell of heaven."

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Nausicaä of the Valley of the Wind

Postby Samwise » 14 Dec 2009 13:26

Dharma wrote:Uma coisa em que vinha a pensar hoje de manhã é que muitas vezes, nos filmes de Miyzaki, a fronteira entre as personagens "boas" e "más" é relativamente ambígua. Algumas personagens que inicialmente vemos como "boas" por vezes não o são assim tanto, assim como muitas personagens que percepcionamos como "más" também podem ter o seu lado mais humano.


O que acho é que as circunstâncias e o "meio envolvente" tenha a que essas personagens, pertencentes ao lote dos "maus", se tenham tornado no que são, e que, por efeitos de determinados acontecimentos narrativos, o seu lado bom acabe por vir ao de cima, como uma espécie de redenção e uma aceitação de que há uma via melhor para resolver as coisas. Creio também que isso faz parte da mensagem politicamente correcta que o Miyazaki pretende fazer passar.

Quanto aos bons que depois transmitem comportamentos menos aceitáveis, talvez tenha a ver com a racionalização das coisas e com a verdadeira natureza das pessoas. A Nausicaä é uma personagem 100% "boa" (100% bio-degradável :mrgreen4nw:), mas quando vê o pai morto às mãos do adversário perde todo o sentido do racional (como de resto é normal), e nessa altura quem salva a situação é o "mestre de armas" (um personagem reminiscente dos swordmasters de Dune), evitando até um possível genocídio.


Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Nausicaä of the Valley of the Wind

Postby Samwise » 14 Dec 2009 13:31

Uma coisa que gosto muito nos filmes dele é a expressão de liberdade transmitida pelo "voar", algo que ao mesmo tempo serve de meio à chegada das grande ameaças a essa mesma liberdade (os gigantes voadores que lembram os bombardeiros da 2ª Guerra Mundial).

Mas é inebriante ver os heróis destes filmes terem ao seu alcance esta pequena e subversiva maravilha tecnológica.
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Bubbles
Livro Raro
Posts: 1994
Joined: 29 Dec 2004 18:33
Location: Halifax
Contact:

Re: Nausicaä of the Valley of the Wind

Postby Bubbles » 15 Dec 2009 03:22

Adorei o filme. Não me pareceu durar duas horas, envolveu-me de tal maneira que não dei pelo tempo passar.

Gostei muito da Nausicaa, em sintonia com a Natureza e pacifista ate ao final, numa altura em que tudo apontava para o oposto. Fiquei com as lágrimas nos olhos quando tudo parecia apontar para que ela se tinha sacrificado para o bem comum.

Também fiquei espantada pela mensagem ecologista, especialmente para um filme de 1984, e como essa mensagem continua actual. Mas eu sou ecologista ate a medula, portanto e normal que esse ponto me tenha tocado :wink:

Samwise wrote:O que acho é que as circunstâncias e o "meio envolvente" tenha a que essas personagens, pertencentes ao lote dos "maus", se tenham tornado no que são, e que, por efeitos de determinados acontecimentos narrativos, o seu lado bom acabe por vir ao de cima, como uma espécie de redenção e uma aceitação de que há uma via melhor para resolver as coisas. Creio também que isso faz parte da mensagem politicamente correcta que o Miyazaki pretende fazer passar.

Quanto aos bons que depois transmitem comportamentos menos aceitáveis, talvez tenha a ver com a racionalização das coisas e com a verdadeira natureza das pessoas. A Nausicaä é uma personagem 100% "boa" (100% bio-degradável :mrgreen4nw: ), mas quando vê o pai morto às mãos do adversário perde todo o sentido do racional (como de resto é normal), e nessa altura quem salva a situação é o "mestre de armas" (um personagem reminiscente dos swordmasters de Dune), evitando até um possível genocídio.




Eu acho que Miyazaki consegue criar personagens muito humanas, mesmo no meio de um cenário surrealista. Na realidade as coisas nao sao a preto e branco, nao ha viloes e herois. Ha e uma escala de cinzentos e muitas motivaçoes diferentes por tras de cada atitude, e Miyazaki captura isso muito bem nas suas personagens.
"Não sou obrigada a jurar obediência às palavras de qualquer mestre" Horácio
"Um coração saudável tem um comportamento caótico"
Joana Augusto's Flick Photostream *** The Ground Beneath My Feet

User avatar
grayfox
Edição Única
Posts: 4203
Joined: 01 Jul 2008 16:20
Location: Braga
Contact:

Re: Nausicaä of the Valley of the Wind

Postby grayfox » 18 Dec 2009 15:19

Em relação ao filme, depois da recensão do Sam parece-me que pouco mais há a acrescentar, se bem que este filme tem muito que se lhe diga.

Em relação ao que já foi dito gostaria de voltar a realçar a tendência de Miyazaki de criar personagens femininas muito fortes, uma tendência que também comecei a notar neste filme.
Em relação à temática ecológica penso que consegue estar fortemente enraizada em todo o filme, sem contudo nos intoxicar com o moralismo muitas vezes presente nas obras que abordam estes temas.

Gostei da história no seu geral, apesar de achar que neste capítulo o génio de Miyazaki se mostra mais noutros filmes onde a magia e o sobrenatural tomam papeis mais preponderantes da narrativa. No final pensei mesmo que o filme ia terminar de forma trágica, o que é um sinal de qualidade, pois normalmente nem acredito que o cineasta tenha força e coragem suficientes para um final infeliz. Este tinha, e para minha tristeza não aproveitou esse condão.
Por fim também uma palavra para elogiar a banda sonora que gostei muito.

É sempre importante conseguirmos contextualizar as coisas, saber de onde vêem e para onde vão. Por isso decidi incluir este filme no ciclo. Consegue-se ver nele muita da força e da grande capacidade de Miyazaki de contar bem uma boa história. É claro que em termos técnicos se nota um pouco que é um filme já com 25 anos mas em termos artísticos é já um filme muito forte, apesar de na minha opinião não ser comparável aos melhores de Miyazaki, é sem dúvida um filme muito bom.
A melhor assinatura chinesa da actualidade.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Nausicaä of the Valley of the Wind

Postby Samwise » 18 Dec 2009 15:53

:smile: Nice, Mr. Fox. Nice.

Um pouco aparte do filme e do cineasta, a questão dos finais felizes/infelizes VS "sinal de qualidade": vês aqui realmente uma relação?
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
grayfox
Edição Única
Posts: 4203
Joined: 01 Jul 2008 16:20
Location: Braga
Contact:

Re: Nausicaä of the Valley of the Wind

Postby grayfox » 18 Dec 2009 16:35

Samwise wrote:Um pouco aparte do filme e do cineasta, a questão dos finais felizes/infelizes VS "sinal de qualidade": vês aqui realmente uma relação?


Não necessariamente. Depende de caso para caso, mas há muitos filmes banais em que já se sabe como será o final, por muito que vejamos os heróis em maus lençóis nem sentimos nenhum tipo de receios por eles pois sabemos que de qualquer maneira tudo se há-de recompor. Neste filme eu fiquei com a ideia de que não só a Nausicaa ia morrer (se é que não morreu mesmo) como também a população do Valley of the Wind ia ser esmagada pelos Ohmus. Essa incerteza para mim atesta a qualidade do filme. Atendendo a que o próprio filme tem como base um destino um pouco trágico da humanidade, e tendo em conta a mensagem que pretende passar continuo convencido de que o final que imaginei teria sido mais forte, e para quem gosta de falar dos objectivos dos filmes :tongue:, penso que este teria sido mais alcançado. Não quero com isto dizer que este final seja fraco.
A melhor assinatura chinesa da actualidade.

User avatar
Dharma
Enciclopédia
Posts: 782
Joined: 02 Aug 2007 12:13
Location: Vialonga
Contact:

Re: Nausicaä of the Valley of the Wind

Postby Dharma » 18 Dec 2009 23:18

Mas os outros filmes de Miyazaki que já vi são semelhantes... tens a história, a determinada altura um "crescendo" emocional e depois o "final feliz" (vi este, o Viagem de Chihiro e o Ponyo). Parece que Miyazaki quer no fundo manter acesa a centelha da esperança...
"The mind is its own place, and in it self
Can make a heaven of hell, a hell of heaven."

User avatar
MAGG
Livro Raro
Posts: 2010
Joined: 11 Sep 2009 13:26
Location: Mar de Dentro ...
Contact:

Re: Nausicaä of the Valley of the Wind

Postby MAGG » 22 Jan 2010 06:28

Samwise wrote:A Nausicaä é uma personagem 100% "boa" (100% bio-degradável :mrgreen4nw:), mas quando vê o pai morto às mãos do adversário perde todo o sentido do racional (como de resto é normal), e nessa altura quem salva a situação é o "mestre de armas" (um personagem reminiscente dos swordmasters de Dune), evitando até um possível genocídio.


:mellow: Oh alguém viu a versão subbed ( a voz do Patrick Stewart é inconfundível :mrgreen: ...e já agora as do Shia Le Beouf e da Uma Thurman também).

Finalmente acabei de ver a Nausicaä.Gostei bastante do filme se bem que o final achei que ficou um pouco aquém do resto do mesmo ( não estou a dizer que preferia um final "infeliz" , apenas que imaginava que o mesmo fosse diferente ) .

Toda a vertente ecológica constrastante com a acção do Homem assume-se como a temática de enquadramento principal. Apesar do filme se situar na década de oitenta já aborda uma perspectiva relevante e profética em relação às questões ambientais . Provavelmente toda esta questão teve como base inspiradora todas as polémicas envolvendo na época os inúmeros derramamentos de petróleo que incapacitaram todo o ecossistema envolvente. Não consigo deixar de pensar que a existência do gás tóxico venenoso poderá ser uma alusão ao mesmo facto. Como foi dito anteriormente o realizador desenvolve personagens principais femininas com carácter bondoso mas não insonso. São personagens muito fortes e conhecendo um pouco mais da biografia do realizador pergunto-me se este facto não se encontra associado a factores ligados à doença da sua mãe e à sua posterior recuperação .
Já conhecia do realizador O castelo andante e A princesa Mononoke, com a Nausicaä assumo um gosto preferencial, dentro da gama dos filmes de animação, pelas obras do mesmo que são uma lufada de ar fresco para todos os mundos a preto e branco que este tipo de filmes ( os de animação ) muitas vezes caracteriza.

p.s. - A ver se consigo visionar os seguintes "episódios" deste ciclo.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Nausicaä of the Valley of the Wind

Postby Samwise » 22 Jan 2010 11:35

MAGG wrote:
Samwise wrote:A Nausicaä é uma personagem 100% "boa" (100% bio-degradável :mrgreen4nw:), mas quando vê o pai morto às mãos do adversário perde todo o sentido do racional (como de resto é normal), e nessa altura quem salva a situação é o "mestre de armas" (um personagem reminiscente dos swordmasters de Dune), evitando até um possível genocídio.


:mellow: Oh alguém viu a versão subbed ( a voz do Patrick Stewart é inconfundível :mrgreen: ...e já agora as do Shia Le Beouf e da Uma Thurman também).



Eu vi as duas versões. Na original não consegui distinguir o Patrick Stewart... : :devil: :


Já conhecia do realizador O castelo andante e A princesa Mononoke, com a Nausicaä assumo um gosto preferencial, dentro da gama dos filmes de animação, pelas obras do mesmo que são uma lufada de ar fresco para todos os mundos a preto e branco que este tipo de filmes ( os de animação ) muitas vezes caracteriza.

p.s. - A ver se consigo visionar os seguintes "episódios" deste ciclo.


Fixe, fixe! Ao ritmo que estamos a ir, vais bem a tempo de nos apanhar.

Não percas o Totoro - foge um bocado às características comuns que apanhaste desses outros três filmes, mas é uma obra imprescindível. E mágica - muito mágica... :bow:
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
grayfox
Edição Única
Posts: 4203
Joined: 01 Jul 2008 16:20
Location: Braga
Contact:

Re: Nausicaä of the Valley of the Wind

Postby grayfox » 22 Jan 2010 12:21

Samwise wrote:
Fixe, fixe! Ao ritmo que estamos a ir, vais bem a tempo de nos apanhar.


Admito a minha parte da culpa. Vou tentar remediar isso este fim de semana.
Não percas o Totoro - foge um bocado às características comuns que apanhaste desses outros três filmes, mas é uma obra imprescindível. E mágica - muito mágica... :bow:


Assino por baixo.


Ass: Grayfox
A melhor assinatura chinesa da actualidade.


Return to “2 - Hayao Miyazaki”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 2 guests

cron