Sofiushka - 2010

User avatar
Sofiushka
Edição Limitada
Posts: 1048
Joined: 14 Dec 2007 22:58
Location: Porto
Contact:

Re: Sofiushka - 2010

Postby Sofiushka » 10 Jul 2010 16:38

Curtas Opiniões

Junho


Image
O Homem do País Azul - Manuel Alegre
Gosto muito da prosa de Manuel Alegre. Pelo menos, foi esta a conclusão a que cheguei no fim das 138 páginas deste livrinho de contos, que comprei precisamente por causa do conto que dá o nome ao livro, lido no meu livro de Português do 10º ano e que me ficou sempre guardado na memória. Gosto de tudo. Dos toques políticos/históricos de O Homem do País Azul e O Outro Lado, aos toques fantásticos de Artur e os múltiplos de três e O Aviso, aos toques domésticos e intimistas de A Senhora do Retrato e A Grande Subversão, tudo me agradou sobejamente, e fez com que ficasse com ânsia de ler mais. Gosto principalmente da escrita simples e directa, sem grandes floreados ou rodeios, mas que consegue deixar um gostinho onírico na história.

Image
A Solidão dos Números Primos - Paulo Giordano
Apesar de uma premissa interessante, o livro soube a nada. As duas personagens principais, crianças no início do livro, sofrem circunstâncias que as vão tornar em adultos com tendência a isolar-se na sua "bolhinha de protecção Actimel". Não há um pingo de evolução que se note enquanto as acompanhamos até à idade adulta. Deixam-se arrastar pela maré de encontro a situações que não desejam, e pouco fazem para mudar. Aliás, quando tomam decisões, é só para o pior. O livro assim começa, e assim acaba, tudo em águas de bacalhau, apesar de nos querer fazer acreditar que os últimos actos foram as suas "decisões libertadoras" daquele padrão destrutivo, mas que na verdade foram apenas mais parvoíces do mesmo. A única emoção que senti com este livro foi no final, quando olhei para ele e me lembrei do que tinha pago por ele e me atingiu um grave remorso.

Image
O Miúdo que Pregava Pregos Numa Tábua - Manuel Alegre
Depois do deslumbramento com O Homem do País Azul, emprestaram-me este livro e usei-o para limpar o palato cerebral da pastelada do livro anterior - e funcionou lindamente. Não sei o suficiente acerca da vida de Manuel Alegre para saber até que ponto a história é auto-biográfica, mas a verdade é que há uma quentinha sensação intimista ao lê-lo, mas sem ter aquele ar evidente de "ora bem, foi assim que aconteceu:". Está cheio de analepses e prolepses, de referências históricas e apontamentos pessoais, tudo embrulhadinho numa escrita deliciosa que me deixou o coração quentinho e com vontade de me ir sentar no colo do homem e chamar-lhe avô. :P

Image
O Senhor Valéry - Gonçalo M. Tavares
Um snack divertidíssimo para mordiscar quando se precisa de espairecer a mente. E mais não digo. :twisted:

Image
Jerusalém - Gonçalo M. Tavares
Uma obra prima. Não sou sequer capaz de explicar de que trata o livro, porque não há como descrevê-lo de maneira a fazer justiça à profundidade e mestria como trata de temas como a loucura, o amor, o ciúme, as relações, as decisões, o acaso e o destino. Aliás, só o fazer esta lista de palavras fá-lo soar bem mais banal, e não é nada disso. Vale bem os prémios que ganhou até agora e todos os que lhe queiram atribuir no futuro. Li-o de empréstimo e passados dias comprei-o para poder reler e reler e reler...

Image
Quem Quer Ser Bilionário - Vikas Swarup
Comecei a ler este livro da mesma maneira que leio outros cujos respectivos filmes já vi: um bocadinho de pé atrás, não relativamente à qualidade, mas à minha capacidade de o apreciar tendo já na mente o aspecto visual da coisa (e sabendo o final, também). Felizmente, não tinha razões para isso: filme e livro são suficientemente diferentes para poderem ser ambos apreciados despite eachother. O livro, em si, agradou-me bastante, e ilustra a Índia mais sob a luz do contraste de religiões do que o de classes. A personagem principal, Ram Mohammad Thomas, enfrenta como pode aquilo que a vida lhe atira, e tenta sempre usar tudo em seu proveito, ao invés de se deixar ser vitimizado. A estrutura é semelhante à do filme: cada capítulo corresponde à análise de uma pergunta do programa, em que ficamos a conhecer essa parte da vida de Ram. As perguntas/respostas, muitas vezes, são apenas marginalmente relacionadas com o evento, e dessa forma nunca absorvem do leitor a atenção que é devida à "biografia" da personagem.

Image
As Quatro Vidas do Salgueiro - Shan Sa
Para um livro que prometia ser um interessante, se bem que ligeiro, take romântico da mitologia chinesa, foi das piores coisas que li este ano. Lamechas até ao doloroso, personagens nada interessantes, mitologia de grilo, uma falta de subtileza tremenda (só faltava o livro vir acompanhado de um anãozinho que apontasse e gritasse "ESTÃO A VER? TAL COMO NA REENCARNAÇÃO ANTERIOR!!! OMG!!!" cada vez que se chegasse à página apropriada), e, como se isso não bastasse, a tradução era tão boa que sempre que alguém costurava, "cozia". Sempre. Várias vezes ao longo do livro. Livros maus existem, e este é só mais um.

Image
As Dez Figuras Negras - Agatha Christie
Tenho uma pequena panca com os livros de Agatha Christie que consiste no seguinte: não leio nada que não inclua Hercule Poirot. Não por desdém, apenas gosto tanto da personagem que quero ler tudo o que o inclui a ele antes de me meter nos restantes universos "christieanos". Mas ouvi tanta boa coisa sobre este livro que tive que o ler, e é tão bom que me vi incapaz de o largar. Ficou para mim provada a mestria de Agatha Christie, mesmo sans Poirot.

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5488
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: Sofiushka - 2010

Postby pco69 » 13 Jul 2010 08:50

Não gostei de ler as tuas opiniões aqui em vez do tópico das opiniões :td: , mas gostei de ler as tuas opiniões :tu:
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
Anibunny
Edição Única
Posts: 2814
Joined: 10 Jun 2009 23:11
Location: Porto
Contact:

Re: Sofiushka - 2010

Postby Anibunny » 13 Jul 2010 10:33

Estou para ler o do Gonçalo M. Tavares à uns tempinhos e agora que li que trata sobre amor, ciumes e loucura vou ver se o encontro na Biblioteca :)

User avatar
Sofiushka
Edição Limitada
Posts: 1048
Joined: 14 Dec 2007 22:58
Location: Porto
Contact:

Re: Sofiushka - 2010

Postby Sofiushka » 08 Sep 2010 23:29

Curtas Opiniões

Agosto


ImageImageImage
Pena e Osso: As Crónicas do Corvo vol I - A Revolta; vol II - A Peste; vol III - O Julgamento - Clem Martini
Comprei há uns três anos o primeiro volume desta trilogia, e gostei tanto dele que andei avidamente à procura do resto - e que finalmente consegui este ano obter graças à boa vontade e simpatia do pessoal da Quidnovi na Feira do Livro do Porto. A colecção conta-nos elegantemente a história de um grande clã de corvos. Esta família, os Kinaar, irão enfrentar vários desafios - tempestades, doença, emboscadas, morte -, mas o principal obstáculo que têm que transpor é a divisão interna dos seus membros, uns obsessivamente conservadores, outros com espírito mais aberto a inovações. São livros muito agradáveis de ler, tanto o enredo é cativante como a escrita é competente. Há acção e reflexão, e é uma pena que estes livros tenham desaparecido submergidos nas prateleiras de literatura juvenil.

Image
Jane Eyre - Charlotte Brontë
Que livro maravilhoso! As minhas expectativas iam altíssimas, porque já tinha lido o Wide Sargasso Sea e conhecia a minissérie da BBC de cor, mas foram completamente atropeladas e eu vi-me deslumbrada. A história, as personagens, a prosa, tudo é magnífico, e eu vou com certeza relê-lo vezes e vezes sem conta.

Image
The Bloody Chamber - Angela Carter
Esta obra é uma pequena gema do género. Pequena pelo tamanho, porque nas suas poucas páginas está concentrado um tamanho boom de ideias alternativas aos tradicionais contos, que quando se acaba de ler ainda se fica a meditar no que viria antes e no que poderia vir depois. Vale bem a pena ler.

Image
Breve História de Tractores em Ucraniano - Marina Lewycka
Um idoso imigrante ucraniano decide ajudar a sair da miséria e entrar no país uma avantajada e loiríssima ucraniana, casando-se com ela. As filhas, adultas, desconfiam das intenções da nova madrasta, e à medida que se vai descobrindo a verdade acerca da "intrusa", as irmãs tentam de tudo para lhe pôr termo e salvar o frágil pai, mas para isso vão ter que pôr de lado 20 anos de inimizade e trabalhar juntas para salvar a família. Entretanto o velho pai, antigo engenheiro, vai escrevendo a Breve História de Tractores. É um livro engraçado, que aborda o mundo da imigração legal-mas-duvidosa, abusos de idosos (essa parte é um bocadinho difícil de digerir) e a velhice em si, mas no fundo é um livro sobre irmãs e sobre sarar feridas.

Image
Daredevil Noir - Alexander Irvine
Oba, oba! Esta história Marvel alternativa faz bem jus ao título. Todos os clichés do policial noir estão aqui, mas no bom sentido. A narração na primeira pessoa em que quase se consegue ouvir a voz arrastada e grave, o gabinete mal iluminado, a dame em apuros, o chefe da máfia, os capangas, e o protagonista, um pobre diabo que não resiste a ser herói. Diria que esta foi uma aposta ganha :tu:

Image
Balada da Praia dos Cães - José Cardoso Pires
Esta história de um assassinato, com presumidos contornos políticos em pleno Estado Novo, fez-me pensar imediatamente em policiais noir. É interessante, mas há alguns saltos no tempo e na lógica que o estilo de narração não ajuda nada a compreender. Senti-me perdida várias vezes, mas não desgostei de ler. Não me parece é que vá repetir a experiência.

Image
O Engenheiro Inglês - Robert Edric
Este livro desiludiu-me imenso. Depois de ler o resumo da capa, fiquei curiosa com o livro e anos se passaram até o conseguir comprar a um preço simpático. Li imensos elogios ao estilo de prosa do autor e vim a descobrir que este livro tinha ficado na longlist para o Booker Prize. Assim que o vi a 5€ na Fnac, nem pensei duas vezes. Mas que triste desilusão. O livro não conta mais que o dia a dia de uma espécie de inspector de barragens, que se instala num vilarejo prestes a ser submergido pela nova barragem lá construída. O vilarejo fica num ermo de fim do mundo, onde apenas uma habitante não lhe é hostil, e todo o livro é assim, sem nenhum evento de interesse, nada. A tal prosa maravilhosa deve-se ter perdido toda na tradução, porque não lhe vi rasto. A evitar.

Image
Iron Man Noir - Scott Snyder
E se Tony Stark fosse um aventureiro a la Indiana Jones? Muita aventura numa história com sabor a pulp, um bom enredo, bem contido nos limites dos quatro volumes, e ilustrações que, não sei precisar porquê, me pareciam ter laivos de franco-belga. Gostei, gostei imenso.

Image
Luke Cage Noir - Mike Benson e Adam Glass
Mais um bom número da colecção Marvel Noir. Desta vez, Luke Cage acaba de sair da prisão transformado num herói popular. No bairro de Harlem grassa o crime e ele é contratado para descobrir o culpado de um assassínio. Mas as conspirações e corrupção trocam-lhe as voltas e descobre mais do que aquilo que era suposto. Com ilustrações adequadamente sombrias e um enredo aliciante, este é outro que não hesito em recomendar.

Image
Punisher Noir - Frank Tieri
Já este, infelizmente, foi uma oportunidade de ouro desperdiçada. Os dois primeiros volumes são desbaratados numa confusa origin story, e os restantes dois são usados para uma vingança despachada às três pancadas com momentos um pouco ridículos. Fiquei mesmo triste, porque se havia personagem com potencial para uma excelente história, era o Punisher.

Image
Pet Shop of Horrors vol 1, vol 2 - Matsuri Akino
Pet Shop of Horrors é uma história de lições de moral. Que, frequentemente, acabam com o sujeito morto pela sua incapacidade de aprender :twisted: . Gracejos à parte, esta saga (de 10 volumes, mais a sequela que conta já com 7) é dos melhores mangas que já li. Count D, o enigmático dono de uma estranha loja de animais em Chinatown, entrega aos seus clientes animais perfeitamente talhados às suas necessidades. Mas há regras a ser cumpridas, ou as consequências poderão ser trágicas. Estas pequenas histórias individuais entretecem-se com a história maior - quem é D? Se, por um lado, este é o meu manga favorito, por outro lado, no seu todo, esta saga é dos melhores livros que já li. Muito, muito bom.

Image
Clube de Combate - Chuck Palahniuk
Bem, parece que tenho um problema com o Fight Club. Nunca consegui ver o filme, porque adormeço sempre a meio, e o livro deixou-me indiferente. Com todo o sururu à volta do livro/filme (todos os meus amigos do sexo masculino são fanáticos por ambos), depois de ler o livro formou-se-me uma teoria. Conhecem o site satírico Stuff White People Like? Parece-me que o Fight Club se deveria inserir numa coisa do género, mas chamada Stuff White Middle-Class Men Like. Acho que os homens que gostam do Fight Club, gostam pela mesma razão que as mulheres que gostam de romances Harlequim os lêem: oferece-lhes uma vida alternativa onde poderão libertar as frustrações da sua vida oprimida de office monkey e andar à porrada e causar caos e destruição. Ora, como eu não sou um homem de classe média oprimido no emprego e com uma vida frustrada, o livro não me diz absolutamente nada. Pior, irrita-me a presunção do Tyler Durden. Por isso não, eu não gosto do Fight Club. Para ajudar à festa, a tradução era péssima, muito, mas mesmo muito má. E ainda tenho ali para ler o Asfixia, do mesmo autor e com a mesma tradutora incompetente. Senhor me ajude.

urukai
Edição Única
Posts: 3232
Joined: 07 Aug 2008 23:35
Location: Lisboa
Contact:

Re: Sofiushka - 2010

Postby urukai » 08 Sep 2010 23:46

Sofiushka não concordo ctg relativamente ao Fight Club.
Acredito que o livro possa apelar mais ao publico masculino, tal como um sensibilidade e bom senso possa agradar mais a mulheres, mas o fight club está recheado de pormenores e ideias que o tornam uma obra maior e uma referência na literatura contemporânea. Como é possível não nos rirmos cá dentro com a ideia do sabão fabricado a partir dos restos das lipoaspirações? Ou de simularmos doenças terminais para afogarmos as nossas mágoas em reuniões de auto-ajuda.
Quanto à tradução é tramado traduzir Chuck Palahniuk... eu detesto a escrita dele...

User avatar
Sofiushka
Edição Limitada
Posts: 1048
Joined: 14 Dec 2007 22:58
Location: Porto
Contact:

Re: Sofiushka - 2010

Postby Sofiushka » 09 Sep 2010 00:16

urukai wrote:Sofiushka não concordo ctg relativamente ao Fight Club.
Acredito que o livro possa apelar mais ao publico masculino, tal como um sensibilidade e bom senso possa agradar mais a mulheres, mas o fight club está recheado de pormenores e ideias que o tornam uma obra maior e uma referência na literatura contemporânea. Como é possível não nos rirmos cá dentro com a ideia do sabão fabricado a partir dos restos das lipoaspirações? Ou de simularmos doenças terminais para afogarmos as nossas mágoas em reuniões de auto-ajuda.
Quanto à tradução é tramado traduzir Chuck Palahniuk... eu detesto a escrita dele...


Deixa-me só fazer a ressalva que não acho que o Fight Club seja um livro "só para homens", até porque a literatura não se deve prender por géneros. Mas o livro deu-me mesmo a sensação de ser escrito para esse sector de mercado, e foi talvez por isso que tenha tido imensa dificuldade em encontrar nele algo com que me relacionar. Concedo-te a parte do sabão feito a partir de gordura lipoaspirada ser engraçada (e até aquela parte da Marla a correr atrás dele a gritar "ferveste a minha mãe!"), mas não saiu tão bem como no filme (consegui ver até essa parte, pelo menos :P ). De resto... nem a história das reuniões de auto-ajuda me convenceu... e ninguém terá achado estranho a Marla na reunião de sobreviventes de cancro testicular?
Relativamente à escrita, se tivesse gostado da história talvez lhe desse outra oportunidade e lesse no original. Mas assim não me vale muito a pena. Já o problema da tradutora não era o da escrita, era mesmo burrice - fragmentos traduzidos à letra (era fácil deduzir o original) que não faziam sentido nenhum, como "pedras de areia para cama de gato" (areia de gato), "cachorros preparados" (cachorros castrados), "basil" (basílico, manjericão ou alfavaca), "hammamélide" (hamamélis ou hamamélia), entre muitos outros.
Talvez quando finalmente conseguir acabar de ver o filme, veja o livro sob uma luz diferente.

urukai
Edição Única
Posts: 3232
Joined: 07 Aug 2008 23:35
Location: Lisboa
Contact:

Re: Sofiushka - 2010

Postby urukai » 09 Sep 2010 00:28

Concedo-te na questão do filme vs livro. A virtude do filme do Fincher foi de filtrar o ruido associado à escrita do Palahniuk e mostrar as ideias cristalinas e deliciosas como o escritor as idealizou mas nao conseguiu escrever. Ele tem boas ideias, aproveita-as bem mas depois é uma salganhada de escrita que baralha tudo. Veja-se o Snuff que tem imagens deliciosas e não se tornaram de culto porque o homem baralha, nao dá, volta a baralhar e volta a não dar...

User avatar
Sofiushka
Edição Limitada
Posts: 1048
Joined: 14 Dec 2007 22:58
Location: Porto
Contact:

Re: Sofiushka - 2010

Postby Sofiushka » 02 Oct 2010 16:09

Só um apontamento de reflexão pessoal.

Mais um mês, mais meia dúzia de livros lidos. A três meses do fim do ano consegui já ler 59 livros, uma meta que me deixa bastante contente, pois é mais ou menos o triplo do que li na totalidade o ano passado. Infelizmente, no que diz respeito a números, apesar de ser três quartos da minha lista inicial de livros por ler, também adquiri bastantes, o que fez com que a lista de livros não lidos neste momento esteja ainda maior do que quando comecei :ph34r: . O que significa que já tenho projecto para 2011... :rolleyes:

Houve muitos livros que foram ficando para trás. O Deus das Moscas ficou encostado a um canto, pois estava a tornar-se demasiado aborrecido. Também outros livros que gostaria de ler, por serem mais grossitos ficaram para mais logo, pois neste momento tenho que me concentrar em escrever a tese e não poso arriscar agarrar-me a um enorme livro que depois não conseguirei pousar :x. De maneiras que, por enquanto, é só livros pequenitos e de contos. Também é por essa razão que A Coroa de Erva ainda está no mesmo sítio na mesa de cabeceira, apesar de a todo o momento me fazer olhinhos de cachorro.
Falta-me ainda tempo para dedicar às críticas. Aqui neste tópico escrevo só um parágrafo com as impressões mais fortes que me ficaram do livro, mas um dia hei-de parar para pensar e fazer uma crítica mais ponderada em tópicos apropriados, pois há coisas que gostaria de explorar, e até discutir. Há-de chegar o dia em que me sinta mais desafogueada, e aí tratarei disto e poderei dedicar-me aos livros suculentos que ainda estão na prateleira (sim, estou a falar de ti, Pêndulo de Focault).
E pronto, é isto. Assim que possa, ataco as micro-críticas das leituras de Setembro. :X

User avatar
Sofiushka
Edição Limitada
Posts: 1048
Joined: 14 Dec 2007 22:58
Location: Porto
Contact:

Re: Sofiushka - 2010

Postby Sofiushka » 01 Nov 2010 15:25

Curtas Opiniões

Setembro


Image
Cem Anos de Solidão - Gabriel García Marquéz
Não posso dizer muito mais sobre este livro a não ser que adorei. Não consegui largá-lo até acabar, e depois do fim ainda fiquei muito tempo a pensar nele. É uma obra magnífica, que faz reflectir acerca da solidão que se pode sentir num enorme grupo de pessoas, na solidão de uma vila isolada que a manteve viva, na solidão dos nossos actos no quadro maior da História, na loucura que pode existir na sanidade e na sanidade que pode existir na loucura, até, imagine-se, no tema nature vs nurture. É um verdadeiro repasto. :)

Image
O Décimo Terceiro Conto - Diane Setterfield
Este livro conseguiu surpreender-me pela positiva. Depois de muita expectativa até o comprar, quando o comecei a ler pensei que afinal não passava de um romance dos que eu chamo "livros da minha mãe", e que logo nos primeiros capítulos a solução do grande mistério era evidente e cliché. Mas fui lendo e todas as minhas teorias foram por terra. É uma história inteligente, com alguns twists bem colocados, e é um bom livro "intermédio" para aqueles dias em que só apetece ler qualquer coisa nem muito leve, nem muito intelectual.

Image
O Segredo - Charlotte Brontë
Nesta colecção de contos juvenis não se encontra nenhum traço daquilo que se conhecerá mais tarde dos irmãos Brontë (apesar do nome de Charlotte na capa, os contos foram escritos em colectivo pelas três e pelo irmão). É muito, muito juvenil e ligeirinho, um pouco silly. Não me agradou particularmente, mas também não detestei. É neutro.

Image
Cântico à Humanidade - Ray Bradbury
É sempre um prazer para mim ler Ray Bradbury. Esta colectânea, uma das mais conhecidas (I Sing the Body Electric), não é excepção. Há histórias com alguma moral, há histórias de FC, e há histórias que não sendo nem uma coisa nem outra, são boas de ler na mesma porque a escrita enleva-nos quer se esteja a falar de robôs e turismo em Marte, quer se esteja a falar de uma pessoa qualquer que um dia foi ao pão. A história surge e é contada lindamente. Mais um livro a revisitar.

ImageImage
Lugar Tenebroso/Uma Austera Academia - Lemony Snicket
Gosto muito desta série de livros, nem sei bem dizer porquê. É deprimente e acaba sempre mal. Mas apesar de tudo, é impossível não passar o livro todo a torcer pelos órfãos Baudelaire, e esperar ansiosamente pelo próximo volume. A escrita tem características engraçadas, e o grupo de heróis são do mais humano que há. Não há cá chosen ones a batalhar contra o ultimate evil, apenas há três órfãos humildes, bem educados e muito unidos, que fazem o que podem sempre que o Conde Olaf prepara alguma artimanha. Foi pena a série de filmes não ter ido para a frente, pois estes volumes seguintes teriam sido muito interessantes no ecrã.

Image
Plantas e Flores - Odete Nogueira
Um pequeno livro sobre o simbolismo e mitologia de algumas flores e árvores que se podem encontrar em Portugal. É interessante e informativo, tive pena que fosse tão pequeno e não se alongasse mais em cada planta, especialmente considerando aquilo que se pode aprender numa curta viagem pela internet :P . Ainda assim, baratinho e orientado para a nossa flora, não deixa de ser um recurso engraçado.


Outubro

Image
O Elevador de Recurso - Lemony Snicket
Os pobres órfãos Baudelaire encontram mais uma situação desesperada e unem os seus talentos para se salvar a si próprios e aos seus amigos, os trigémeos Quagmire, das garras do Conde Olaf e da misteriosa VFD. Em português só há mais um volume depois deste, espero que a Terramar acabe de editar a colecção completa...

Image
O Diário de Dora Damage - Belinda Starling
Dora Damage decide tomar as rédeas do negócio familiar de encadernação quando o marido fica inválido. Face à eminência da pobreza, assume negócios que, sem saber, a acabarão por enredar no perigoso submundo dos livros proibidos da época. Ao desfolhar a literatura a seu cargo, apesar de também encontrar as mentes mais cruéis e perversas, também aprende a assumir e disfrutar da sua sexualidade. Um livro cativante sobre a quebra de preconceitos, a força interior e aquilo que se consegue atingir quando se perde a vergonha e se deixa de preocupar com o que os outros pensam, tornado ainda mais interessante pelo facto de se assentar em factos e situações históricas.

Image
Contos Cruzados - Fernando-António Almeida
Um pequeno conjunto de contos, primeiro sobre gente comum contemporânea, depois sobre mouros e cristãos. Enquanto que o primeiro grupo, apesar de engraçado, não é assim lá muito interessante, no segundo grupo há contos divertidos, geralmente envolvendo uma batalha, em que Deus surge como personagem frequentemente dividida e não tão omnisciente quanto isso.

Image
Ficções nº 4, 7, 8, 9, 10 - Vários Autores
Com pena minha, tomei conhecimento desta revista de contos já depois de se ter extinto. Em cada volume é possível encontrar qualquer coisa, uma vez que não há tema definido (nestes volumes numerados, há outros volumes temáticos). Curiosamente, dos cinco volumes que li, foi no conto que gostei menos que li a passagem que gostei mais. De maneiras que ler cada volume é ir à aventura, e nunca se fica desapontado porque há sempre algum conto que nos enche as medidas.

Image
Do Amor e Outros Demónios - Gabriel García Marquéz
Que mais dizer acerca dos livros de GGM? Seja qual for o tema, ele trata-o com mestria, junta-lhe magia e serve uma obra deliciosa. Neste caso, uma pequena odiada por ambos os pais cresce entre os escravos e torna-se de tal maneira "insociável" que é enviada para um convento por suspeita de possessão demoníaca. Mas os verdadeiros demónios são aqueles que consomem as personagens à sua volta, e principalmente o amor, que acaba por consumi-la a ela.

User avatar
Sofiushka
Edição Limitada
Posts: 1048
Joined: 14 Dec 2007 22:58
Location: Porto
Contact:

Re: Sofiushka - 2010

Postby Sofiushka » 04 Jan 2011 02:55

Curtas opiniões:

Novembro:

Cowboy Bebop vol 1, 2 e 3 - Hajime Yatate
Tomando lugar logo após o fim do anime, este manga é apenas um conjunto de aventuras do grupo de caça-recompensas a bordo da Bebop. Ou seja, é um manga que não tem interesse para quem não seja fã do anime, pois nada acrescenta de história, nem explora por aí além as personagens. De tal maneira que acaba por se tornar uma faca de dois gumes para os fãs: se por um lado são mais histórias com as personagens we all know and love, por outro lado sabe a muito pouco.

River God - Wilbur Smith
Magnífico! Magistral! Épico! Maravilhoso! E é tudo. :D

Eu Sou a Lenda - Richard Matheson
Queria gostar deste livro mais do que gostei, a sério que sim. Não sei se foi por ler em português, se for por ter expectativas demasiado altas, a verdade é que não me encheu as medidas, infelizmente. Não por ser um mau livro, não por não ter gostado, apenas faltou-lhe qualquer coisinha. Hei-de experimentar em inglês, qualquer dia.

Histórias Falsas - Gonçalo M. Tavares
Uma vez mais G. M. Tavares consegue transportar-me por um mundo do surreal que parece credível, cheio de personagens interessantes apesar de curto tempo de "exposição". Um pequeno snack literário que me deixou muito satisfeita.

Ox-Tales: Earth/Air/Fire/Water
Estas colectâneas de contos foram editadas para angariar fundos para as principais áreas de intervenção da ONG Oxfam. Cada volume, associado com uma dessas áreas, reúne, mais ou menos relacionados com o tema, contos ou excertos inéditos de vários escritores famosos. Há contos para todos os gostos e, no geral, gostei bastante desta colecção. Conseguiu ainda despertar o meu interesse para alguns livros cujos excertos foram apresentados como work in progress, vou manter um olhinho por aí a ver se são publicados no futuro.

Dezembro:

Eric - Terry Pratchett
Curto, divertido, cheio daquela "lógica pratchettiana" de que é impossível discordar. Há uma parte que me deixou um bocadinho confusa, mas é impossível para mim não gostar de um livro de Discoworld. Ah, e afinal, o pior dos infernos é mesmo a burocracia.

Pirâmides - Terry Pratchett
Este foi uma surpresa. Como não tem nenhuma das personagens principais da saga, pensei que fosse um bocado mais aborrecido, mas nada disso! Foi, na verdade, um dos que mais gostei de ler. Desta vez, o tema foi o Antigo Egipto - chamado Djelibeybi. Faraós desconsolados a ver a sua própria mumificação, pirâmides com os incríveis poderes da geometria, camelos matemáticos e um príncipe formado na Guilda dos Assassinos, tudo ao molho para satirizar História e convenções.

Guards! Guards! - Terry Pratchett
A primeira aparição do Turno da Noite da Guarda da Cidade de Ankh-Morpork, em beleza. Dragões tipo cão de colo, dragões gigantes, um anão que na verdade é humano e possivelmente rei, e aquele que se tornou a minha segunda personagem favorita - o capitão Sam Vimes. Gostei :tu:

A Mecânica do Coração - Mathias Malzieu
Tive tanta, tanta pena deste livro. Uma ideia giríssima, para uma história fofinha, que foi desbaratada em poucas páginas. Não sou apologista do "só os livros grossos é que são bons", mas havia muito sítio em que a história e as personagens podiam e deviam ter sido exploradas mais um bocadinho, diálogos que poderiam ter sido mais cuidados, tanta coisa que poderia ter tornado este livro bom... assim sendo, é apenas medíocre, a ao acabar de o ler senti imensa pena de ver uma premissa tão interessante ser desperdiçada assim.

Moving Pictures - Terry Pratchett
Uma muito divertida sátira à loucura de Holywood. Só lendo. :P

Reaper Man - Terry Pratchett
O que acontece quando a Morte é despedida? Ao que parece há um excesso de vida a circular: a mobília ganha vida, misteriosos carrinhos de compras e lobos de neve surgem por todo o lado, fantasmas aos mil. E a Morte, que encontra trabalho naquilo que se tornou perita: na ceifa. Sempre que a Morte e o seu Binky estão envolvidas, o livro é de adorar.

User avatar
Sofiushka
Edição Limitada
Posts: 1048
Joined: 14 Dec 2007 22:58
Location: Porto
Contact:

Re: Sofiushka - 2010

Postby Sofiushka » 04 Jan 2011 03:00

Contagem de final de ano: 84 livros lidos, bem acima das minhas espectativas! :cheers:
Alguns muito bons, felizmente só um realmente mau, algumas desilusões, mas no geral estou muito contente com o meu 2010 literário :)

User avatar
pageHunter
Edição Limitada
Posts: 1220
Joined: 28 May 2009 13:05
Location: Coimbra - Portugal
Contact:

Re: Sofiushka - 2010

Postby pageHunter » 07 Jan 2011 12:28

Sofiushka wrote:
River God - Wilbur Smith
Magnífico! Magistral! Épico! Maravilhoso! E é tudo. :D


Não achas que o livro merecia mais um pouco de consideração da tua parte? :whistle:

Há praí um tópico de opiniões que podias completar com a tua... :angel:
Read
Mataram o Sidónio!, Francisco Moita Flores
Different Seasons, Stephen king
The Great Gatsby, F. Scott Fitzgerald

Reading
Sunset Park, Paul Auster



Whatchlist2012@IMDB Watchlist2013@IMDB

User avatar
Sofiushka
Edição Limitada
Posts: 1048
Joined: 14 Dec 2007 22:58
Location: Porto
Contact:

Re: Sofiushka - 2010

Postby Sofiushka » 07 Jan 2011 13:46

pageHunter wrote:
Sofiushka wrote:
River God - Wilbur Smith
Magnífico! Magistral! Épico! Maravilhoso! E é tudo. :D


Não achas que o livro merecia mais um pouco de consideração da tua parte? :whistle:

Há praí um tópico de opiniões que podias completar com a tua... :angel:



Eu sei, eu sei :blush: Não tenho tido muito tempo, mas quero ir lá deixar uma opinião mais cuidada assim que puder, há tanto para dizer sobre esse livro...


Return to “Arquivo - 2010”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron