Portrait of a Killer: Jack the Ripper - Patricia Cornwell

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Portrait of a Killer: Jack the Ripper - Patricia Cornwell

Postby Samwise » 03 Jan 2005 17:27

Antes de começar a falar desta obra, uma confissão a fazer...

Normalmente não sou muito vunerável às ondas de "aparentes verdades" que andam aí em muito lados. Não abraço com muito entusiamo e vontade qualquer história tipo "teoria da conspiração" de que o "Código da Vinci" é o exemplo mais cabal...

Posso afirmar que gostei bastante do filme "JFK" como objecto cinematográfico... não tenho muito a dizer quanto às teorias apresentadas, uma vez que se torna evidente que foram manipuladas de forma descarada (tendo ou não sido verdade.... não é isso que está em causa).

Foi desta forma que comecei a ler este livro. O resultado espantou-me! Eis um livro que liberta de forma bastante clara uma das mais impressionantes investigações policiais que tenho visto (e lido).
Através de muitas técnicas de investigação modernas e até de alguns excessos físicos (a destruição de um quadro famosíssimo gerou um coro de protesto por parte de algumas entidades artísticas) a autora e um investigador do FBI passam tudo o que apanham a pente fino e develvem-nos algumas conclusões inquietantes. Mais do que apenas contar as supostas verdades sobre a identidade de Jack, o Estripador, este livro expõe um retrato muito rigorosa da época e sobretudo das condições sociais em que se vivia na altura.

Patricia Cornwell, uma famosa escritora de livros policiais, arriscou aqui toda a sua fortuna pessoal e toda a sua reputação. Eu diria que ganhou.
Eis uma teoria em que acredito firmemente, ainda que a prova final (o teste de DNA) não tenha sido conclusiva!

É um narrativa quase sempre lúcida (com alguns espamos de excitação), que reúne o melhor do romance policial e os factos concretos da investigação.

Neste momento sou firmemente convicto de que Walter Richard Sickert, um dos nomes maiores da pintura recente, foi de facto Jack, o Estripador.
Por favor não se preocupem, ao revelar este nome não estraguei nada do livro... é um facto que é revelado logo nas primeiras páginas.

Podem procurar na Net informações sobre este livro e sobre as suas repostas. É um caso que está a gerar polémica.

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13871
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: Portrait of a Killer: Jack the Ripper -Case Closed

Postby Thanatos » 03 Jan 2005 17:38

Podem ler algo sobre isso neste link: <a href='http://www.guardian.co.uk/uk_news/story/0,3604,615413,00.html' target='_blank'>http://www.guardian.co.uk/uk_news/story/0,...,615413,00.html</a> e seguir no final do artigo os outros links.

Manobra de marketing ou paranóia ilusiva? Talvez nunca o venhamos a saber...

Esqueci-me de indicar o maior repositório de informação sobre Jack: <a href='http://www.casebook.org/' target='_blank'>http://www.casebook.org/</a> (que para variar lá tem as habituais acusações aos maçons <_< )
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

naomalembra
Brochura
Posts: 41
Joined: 29 Dec 2004 14:04
Contact:

Re: Portrait of a Killer: Jack the Ripper -Case Closed

Postby naomalembra » 03 Jan 2005 21:14

Esta parece-me ser daquelas questões em que muito dificilmente se saberá a verdade, também eu tenho um livro: "o Diario de Jack o Estripador, de Shirley Harrison" que baseado num pretenso diário de Jack, defende que este é James Maybrick, uma personagem conhecida da altura que inclusivamente ficou famosa mas por outras razões.

Sinceramente também achei o livro (o meu) bastante credivel, não só pelo diário em si, mas também pela investigação feita pelos autores que mostram que existem demasiadas "coincidencias" que apontam por o tal James Maybrick. O mais curioso é que fiz uma pausa na sua leitura e mais tarde deixei de o lêr definitivamente quando soube da notícia de que o ADN de Jack tinha sido encontrado no tal quadro do pintor, pelos vistos não (de acordo com o que li no "the guardian"), sendo assim talvez lhe pegue de novo até porque pelo que me foi dado a entender no the guardian a autora, depois de falhar a pesquisa do ADN no quadro, baseia-se na semelhança entre os quadros e a realidade, o que na minha opinião não era razão para nenhum tribunal contemporâneo condenar um homem.

Mas de qualquer das maneiras talvez valha a pena ler.

Aqui fica o que li (metade):

<a href='http://www.amazon.co.uk/exec/obidos/ASIN/1857823605/qid=1104782070/ref=sr_8_xs_ap_i1_xgl/202-7750435-4243051' target='_blank'>http://www.amazon.co.uk/exec/obidos/ASIN/1...7750435-4243051</a>

_[RM]_
Brochura
Posts: 37
Joined: 31 Dec 2004 02:24
Contact:

Re: Portrait of a Killer: Jack the Ripper -Case Closed

Postby _[RM]_ » 03 Jan 2005 21:56

Sempre me interessou toda esta mistica em torno da personagem "Jack, the Ripper".

Quanto ao livro Portrait of a Killer: Jack the Ripper -Case Closed, tenho uma pequena duvida, o livro leva-nos em torno dos dados que se conhece na actualidade e faz referencia a pesquisas realizadas; ou tenta retratar a historia como se passou no tempo dele? Situando-nos espacial e temporalmente.

Cumprimentos ;)
<b>Disaster</b>

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Portrait of a Killer: Jack the Ripper -Case Closed

Postby Samwise » 04 Jan 2005 11:33

Respondendo a todos... um de cada vez...

Thanatos,

Penso que de marketing e de paronoia ilusória (ou ilusiva) o livro não tem nada. A meu ver nem de um nem de outro.
Como já disse, é um livro bastante lúcido, a milhas da ficção imposta pela narrativa do "Código Da Vinci" por exemplo.

O link que forneces é apenas um texto sobre alguém (ao alguma entidade) manifestamente irritado pela oblitereação do tal quadro, pertencente ao Walter Sickert, supostamente contendo amostras do seu DNA.

Naomalembra,

Quanto a esse "Diário de Jack, o Estripador", já sairam entretanto notícias e revelações de que era tudo uma obra de ficção... lembro-me de o ter tido na mão e de ter considerado exactamente esses desmentidos... por isso, não o comprei (se calahr fiz mal... ).
Quanto às questões que colocas acerca deste novo livro... acho melhor leres o livro antes de falares...

O DNA que foi encontrado no quadro e comparado com o DNA das cartas do Estripador não é conclusivo. Não confirma nem desmente. Esta seria a prova defenitivamente conclusiva. A questão é que há mais provas... muitas mais, embora todas elas circustanciais (e não apenas as tais "coincidências" entre os quadros do Sickert e as cenas dos crimes *). Mas... e este é um grande "MAS"... provas essas que serviriam em qualquer tribunal dos dias de hoje para condenar qualquer suspeito!!!
Estas provas todas forma meticulosamente estudadas por uma equipa de especialistas (porventura os melhores do mundo) e dadas como irrefutáveis.

RM,

Um pouco das duas...
Uma vertente do livro explica criteriosamente como foi feita a investigação actual, quem foram os membros da equipa e que provas foram investigadas (todas elas acho... lol).
A outra vertente situa as provas em relação ao indivíduo (o tal Walter Richard Sickert) e posiciona-se ficcionalmente mas com relevo histórico, nas Londres do início de século. Relata as condições que se viviam na época e contrói um retrato de cada uma das vítimas e dos crimes que foram praticados. Não contente com o que já tinha, Patricia Cornwell continuou a seguir o precurso de Sickert depois dos crimes atribuídos a Jack terem (aparentemente) cessado... os resultados são muito interessantes!

Pá.... leiam o livro e depois digam de vossa justiça...

Sam

* Em relação e esta coincidência... gostava de saber como esses detratores da tese explicam que alguns quadros do pintor sejam retratos fiéis das cenas dos crimes... mostrando pormenores e detalhes específicos.... coisas que estiveram ocultas nos arquivos da polícia durante a época em que foram pintados os quadros!
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

naomalembra
Brochura
Posts: 41
Joined: 29 Dec 2004 14:04
Contact:

Re: Portrait of a Killer: Jack the Ripper -Case Closed

Postby naomalembra » 04 Jan 2005 12:21

Samwise wrote:Naomalembra,

Quanto a esse "Diário de Jack, o Estripador", já sairam entretanto notícias e revelações de que era tudo uma obra de ficção... lembro-me de o ter tido na mão e de ter considerado exactamente esses desmentidos... por isso, não o comprei (se calahr fiz mal... ).
Quanto às questões que colocas acerca deste novo livro... acho melhor leres o livro antes de falares...

O DNA que foi encontrado no quadro e comparado com o DNA das cartas do Estripador não é conclusivo. Não confirma nem desmente. Esta seria a prova defenitivamente conclusiva. A questão é que há mais provas... muitas mais, embora todas elas circustanciais  (e não apenas as tais "coincidências" entre os quadros do Sickert e as cenas dos crimes *). Mas... e este é um grande "MAS"... provas essas que serviriam em qualquer tribunal dos dias de hoje para condenar qualquer suspeito!!!
Estas provas todas forma meticulosamente estudadas por uma equipa de especialistas (porventura os melhores do mundo) e dadas como irrefutáveis.


Não sei se reparaste mas eu comecei por dizer que nunca terminei de ler o livro que comprei precisamente por ter ficado na ideia de que de facto o ADN tinha sido encontrado e era uma prova irrefutavel, o que de acordo com o li no "the guardian" não corresponde à verdade, sendo assim considerei que a história a teoria do pintor era tão valida como a outra, é a minha opinião sem ter lido o livro que recomendas, no entanto tens que admitir que o "the guardian" não é simpático para a autora em causa, antes pelo contrário, ela até parece ser um bocado alvo de chacota (foi a ideia com que fiquei) e é retratada como se andasse à caça de gambuzinos e foi apenas e tão somente no "the guardian" em que me basiei. Mais tarde fui dar uma vista de olhos na amazon (é a minha principal fonte para pesquisas ácerca da qualidade dos livros) para ver se o livro que tenho em casa já tinha sido desmentido, como não tinha sido também o recomendei como leitura alternativa, nunca disse que uma versão era melhor ou mais credível que a outra.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Portrait of a Killer: Jack the Ripper -Case Closed

Postby Samwise » 04 Jan 2005 16:42

Naomalembra,

Ok, mea culpa... realmente não me apercebi que já tinhas realmente lido uma parte do livro.

Vamos lá ver se eu consigo por mais alguns ponos nos "ís"...

Começando pelo "Diário de Jack, o Estripador". Não o li nem posso falar concretamente sobre ele por esse motivo.
Não sei onde li nem quem me disse que aquilo era de facto uma história. Tenho que confirma antes de falar mais sobre esse livro.

Quanto ao "Case Closed", posso confirmar isso que dizes... que a autora foi bastante ciriticada (ao ponto de ser alvo de chacota) por parte de diversas entidades, entre elas o "The Guardian".

Não pondo as minhas mão no fogo pela veracidade de uma ou outra posição, posso é dizer que acredito mais na versão da Patricia C. do que na dos "outros".
Por diversos motivos:

1 - A investigação que é descrita no livro foi fruto de trabalho árduo por parte de pessoas devidamente credênciadas para o efeito.
2 - Essas pessoas credenciadas apresentam provas FUNDAMENTADAS ao mais ínfimo detalhe.
3 - De facto, a prova fulcral ficou por prestar... a do DNA... e isso é referido concretamente no livro.
4 - As restantes provas (as tais que são fundamentadas mas circunstanciais) serviriam para incirminar o suspeito, se o caso alguma vez fosse a tribunal hoje em dia.
5 - Por estranho que pareça... e aqui é por onde eu batalho mais... todas as entidades que consideram este trabalho uma brincadeira e um insulto ao Walter Sickert não apresentam nenhuma fundamentação em contrário!
Todas... não sei... mas pelo menos todas as que lí! Nenhuma parece ter lido o livro que criticam e nenhuma diz porque razão é que acha que o estudo é uma brincadeira. Porque será????

Mais uma vez eu convido-vos a lerem o livro e a lerem as críticas (positivas e negativas) que lhe são feitas. Depois tirem as vossas conclusões!

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

naomalembra
Brochura
Posts: 41
Joined: 29 Dec 2004 14:04
Contact:

Re: Portrait of a Killer: Jack the Ripper -Case Closed

Postby naomalembra » 04 Jan 2005 18:24

Samwise wrote: 4 - As restantes provas (as tais que são fundamentadas mas circunstanciais) serviriam para incirminar o suspeito, se o caso alguma vez fosse a tribunal hoje em dia.


Neste momento tenho outras prioridades, mas talvez venha a lêr o livro, até porque tenho alguma curiosidade em relação a este assunto, só tenho é um reparo a isto que dizes: posso estar enganado, mas não sei até que ponto se pode condenar uma pessoa apenas com base em provas circunstanciais, por exemplo condenar o pintor só porque pintou cenas semelhantes às dos homicídios não me parece correcto, mesmo que lá apareça um ou outro detalhe suspeito, isso são apenas indícios, e para se condenar alguém (teoricamente) tem que ficar provado sem margem para duvidas.

Se andar por aí alguém da área de direito que esclareça esta situação.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Portrait of a Killer: Jack the Ripper -Case Closed

Postby Samwise » 04 Jan 2005 18:31

Naomelembra,

Mais uma vez... a questão das coincidências nos quadros é apenas um detalhe.
Não é certamente por aí que se condena uma pessoa.

Eu estou-me a referir a muitas outras coisas que servem de prova. Porventura as mais importantes são as análises de caligrafia e do próprio papel de carta. Mas há mais...

Sim, já agora gostaria de ouvir mais detalhadamante o que são provas circunstanciais...
e se de facto estas servem para constituir um culpado!
Eu também me posso ter enganado no nome que estou a atribuir às mesmas.

O que me lembro é de ver escrito que as provas encontradas serviriam para incriminar um suspeito nos dias de hoje (DNA fora do assunto).

Sam

P.S. LOL.... estou a ver que isto está a causar polémica....
Esta é mesmo das poucas teorias em que acredito. Não há coincidências assim!!!
Polémicas à parte... é um bom livro policial, acreditem ou não! :D
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Portrait of a Killer: Jack the Ripper -Case Closed

Postby Samwise » 04 Jan 2005 19:18

Noamalembra, mais umas acendalhas para a fogueira...

Não querendo usar isto como prova para nada, não deixa de ser curioso os comentários que se lêem na Amazon, o site que mencionaste, edição americana (.com).

Acerca do Diário... os comentários criticam bastante a sua autenticidade. Aparentemente o documento original foi "oferecido" à pessoa que decidiu publicá-lo e foi pedido secretismo sobre os promenores. Mas que estranho...
Mas essa não é a única critica aos seus fundamentos... logo o primeiro leitor que expõe uma opinião "deita cá para fora" um rol de problemas com o texto!

Curisosamente o livro de Patricia Cornwell é bastante criticado... pela pobreza e desnorte na escrita... não pelos potenciais problemas com a teoria... (por acaso até gostei da escrita... mas isso é outro assunto.)
Tais problemas, quando mencionados, não são refutados... são apenas comparados com melhores maneiras para fazer as coisas (sim.. claro... amadores a explicar a profissionais como devem fazer o trabalho eles. Patricia C. antes de ser escritora trabalhou numa morgue, na área forense. Ela sabe como funcionam as coisas!!!) !

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -


Return to “Autores A - E”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 5 guests

cron