Universo Ender - Orson Scott Card

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Universo Ender - Orson Scott Card

Postby Samwise » 08 Jun 2006 10:29

A ordem cronológica narrativa (porque os livros foram escritos e publicado por outra ordem) para a leitura desta série é a seguinte:

First Meetings - The Polish Boy
First Meetings - Teacher's Pest
Ender's Game ("O Jogo Final")
Ender's Shadow
Shadow of the Hegemon
Shadow Puppets
Shadow of the Giant
First Meetings
First Meetings - Investment Counselor
Ender in Exile
Speaker for the Dead ("A Voz dos Mortos")
Xenocide
Children of the Mind

Image

----

Ender's Game - O Jogo Final

Image

Image

Editora Atom
Paperback
325 páginas
8.10€ na Fanc

Algures no futuro, a terra encontra-se em perigo eminente de um invasão marciana. Uma terceira invasão que eliminará a raça humana para todo o sempre.
Após duas tentativas falhadas, os buggers vêm para aniquilar e colonizar.

Enquanto a Federaçao Intergaláctica tenta a todo o custo encontrar um comandante que consiga repetir o êxito das vitórias anteriores - alguém suficientemente forte e inteligente para comandar a armada terrestre contra um invasor várias vezes mais numeroso-, algumas nações começam a preparar-se para dominar o mundo caso a ofensiva seja bem sucedida.

Em caso de derrota a humanidade deixará de existir. Em caso de vitória a terra será lançada numa guerra sem quartel pelo domínio do poder.

No meio desta encruzilhada, alheio à teia política que o rodeia, "Ender" Wiggin, um rapaz de 6 anos, é recrutado para a Academia de Combate, onde, junto de outros pequenos génios, será treinado e forçado a combater no limite das suas capacidades. Sobre os seus ombros recai toda a esperança da humanidade.

Vencedor, em 1985, de dois dos mais prestigiados prémios literários de Ficção Científica, o Hugo e o Nebula, Ender's Game é o romance mais conhecido de Orson Scott Card.

Teve direito a várias continuações (a segunda das quais voltou a ser galardoada com os mesmos prémios no ano seguinte - um feito inigualado até hoje) e várias séries complementares.

Escrito numa linguagem simples e muito acessível - o que interessa é fazer a história tomar consistência na mente do leitor -, o livro prende-nos a atenção logo de início para nunca mais nos largar. Apesar de ser relativamente curto, há muito tempo que não lia nada assim tão depressa. Demorei dois dias.

Podia pegar por muitos lados para enaltecer esta obra, mas a vertente que mais gostei foi, de longe, a descrição dos combates nos simuladores e nas salas de treino da Academia, onde equipas míudos de degladiavam sob os efeitos da ausência de gravidade. A vontade de partipar naquilo! Vontade de ser miúdo outra vez. Quem já esteve num jogo de Paint-Ball sabe a emoção que corre nas nossas veias quando o combate começa... mas aquilo é quinhentas vezes mais espectacular do que o Paint-Ball.

Apesar de conter algumas boas ideias no domínio da Ficção Científica (com a ameaça totalitária pelo meio), não achei que este livro estivesse ao nível da grandeza de outras obras que já li, como por exemplo o "Hyperion", ou o "A Fire Upon the Deep".

Face a essas obras, este Ender's Game passa por muito superficial e simplório.

Mas não é por isso que deixa de ser um must read.

Continuação com "Speaker of the Dead".

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Ender's Game - O Jogo Final

Postby Samwise » 08 Jun 2006 18:00

Quando vi a capa pensei que se tinham enganado no livro (foi por encomenda). Está realmente muito boa. E tudo o que lá está exposto/escrito faz sentido (nalguns casos só se entende mesmo depois da leitura...;) )

Quanto ao conteúdo... apanhei algumas gralhas de impressão (palavras agarradas, letras que faltavam, etc.). Nada de grave.

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13870
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Ender's game

Postby Thanatos » 08 Oct 2008 10:51

A adaptação do romance de Orson Scott Card pela Marvel tem disponível em preview as dez primeiras pranchas.
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13870
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: Ender's game

Postby Thanatos » 04 Nov 2008 10:45

Além da preview acima referida a Tor decidiu disponibilizar online de forma gratuita o primeiro número da revista: http://marvel.com/digitalcomics/titles/End...2%80%99s_Game_1
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5487
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

A voz dos mortos - Orson Scott Card

Postby pco69 » 17 Nov 2010 11:39

Image

Ontem acabei o referido livro. "A Voz dos Mortos" (Speaker for the Dead) Tal como o primeiro "O Jogo Final" (Ender´s Game), foi dos poucos livros que actualmente me levam a ler em casa. Em casa tenho duas crianças e pouco tempo para ler, como tal, a leitura, desde há muito tempo, é efectuada nas deslocações ferroviárias e normalmente os livros ficam calmos e serenos no carro de um dia para o outro, ou mesmo de uma sexta até uma segunda. No entanto, lembro-me que "O Jogo Final" já fora um livro que me fez ficar acordado até o acabar de ler, tendo-o lido em dois ou três dias.

Como sei que ambos fazem parte de uma série e como sei que só foram traduzidos estes dois, após ter lido o primeiro resisti a adquirir e ler o segundo, pois não me apetecia ter de adquirir a série em inglês para ser mais uma acumulação de leitura na pilha a ler. Mas "A Voz dos Mortos" veio numa oferta qualquer da Presença e um dia destes apeteceu-me ler um livro de FC.

Em boa hora e em má hora o fiz. Em boa hora, porque o segundo da série é tão bom e lê-se tão bem ou mesmo melhor que o primeiro (já agora, para quem não sabe, tanto Ender´s Game como o Speaker for the Dead , receberam os prémios Nébula e Hugo em dois anos consecutivos) .

E porquê então em má hora o fiz? Porque ainda estava a meio d'A Voz dos Mortos e já estava a encomendar a série completa no Bookdepository..... :angel:

Para saber mais sobre a série:
http://en.wikipedia.org/wiki/Ender%27s_Game_series
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: A voz dos mortos - Orson Scott Card

Postby Samwise » 17 Nov 2010 13:08

Já te estava a rogar pragas por teres apagado o texto do outro lado... queria fazer um merge com um tópico antigo meu e de repente só me aparecia uma "cruz"! ;)

O tópico do Ender's Game está aqui.

Como tu, também gostei mais do Speaker for the Dead, e estou a ler neste momento (not as we speak :mrgreen: ) o número três, o Xenocide. Não me está a cativar tanto quanto os anteriores, por ser um bocado "material reciclado" (já li mais ou menos a mesma história no vol. II), mas ainda é cedo para tirar conclusões (vou na página 150).

---

"A Voz dos Mortos"???? :pissed: (mais um prego no caixão decrépito das traduções...)
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5487
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: A voz dos mortos - Orson Scott Card

Postby pco69 » 17 Nov 2010 14:57

Achei que merecia um tópico próprio :mrgreen:
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: A voz dos mortos - Orson Scott Card

Postby Samwise » 17 Nov 2010 17:48

pco69 wrote:Achei que merecia um tópico próprio :mrgreen:


Pois, fizeste bem. :tu:
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5487
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Ender in Exile - Orson Scott Card

Postby pco69 » 28 Dec 2010 15:36

Image

One year after the Formics were defeated and the Battle School children return to Earth, Ender cannot do so because there would be wars over which country would keep Ender to use for their own ends. Ender is offered the Governorship of the first human colony to be planted on one of the Formics' former worlds, a planet that would eventually become known as Shakespeare. His sister Valentine decides to accompany Ender on his journey because she is sick of being controlled by her older brother Peter, and because she wants to rekindle the relationship she lost with her little brother Ender.


A história deste livro pega no fim de ‘Enders Game’, explica algumas das coisas que descobrimos em ‘Speaker for the dead’. Segundo uma nota do autor no fim do livro, explica e também termina alguns fios que vêm do quarteto Shadow. Pelo que serão esses os meus próximos livros a ler.

Ender não pode voltar à Terra devido à sua fantástica capacidade bélica. Esta provoca receio nos outros países um receio de uma América belicista invada e os conquiste, pelo que Ender seria sempre alvo de tentativas de assassínio. Assim, toma a decisão de não regressar. Valentine, sua irmã, decide juntar-se-lhe e partem os dois com destino a Shakespeare, a primeira colónia humana, que Ender irá governar. Ender decide fazer a viagem acordado em vez de em stasis (criogenia?) e dessa forma envelhecer um pouco e passar de treze anos a quinze. Uma idade mais consentânea com um governador. :mrgreen: Durante a viagem, vai conhecendo os outros passageiros que também decidiram fazer a viagem acordados.

A viagem e a estadia em Shakespeare, são formas de conhecer mais um pouco a personagem fantástica que é Ender. Durante o seu governo da colónia, Ender descobre a última Rainha da espécie aniquilada por si. Após dois anos de governo, decide sair e avançar em direcção a outra colónia. Ganges, povoada maioritariamente por indianos, mas com uma criança génio a causar problemas. Resolve o problema. E avança mais uma vez. :tu:

Mais um livro de excelente ficção cientifica. :bow:
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Xenocide - Orson Scott Card

Postby Samwise » 28 Dec 2010 19:04

Image

Terceiro volume da Saga "Ender", a suceder a dois livros que colocavam a fasquia bastante alta (os "míticos" Ender's Game e Speaker for the Dead, ambos vencedores dos prémios Hugo e Nebula), Xenocide acabou por me desiludir bastante, por muitas e variadas razões.

Card pega em assuntos que aparentemente tinham ficado resolvidos em Speaker for the Dead e, como quem não quer a coisa, volta a atiçar algumas brasas que ainda fumegavam. Quer isto dizer que os problemas que assolavam a comunidade em Lusitânia voltam praticamente todos à ribalta nesta nova incursão, nomeadamente: os conflitos sociais que opõem as duas raças predominantes (pequeninos e humanos), com uma terceira a revelar-se num momento critico da intriga (os buggers), e o ressurgimento, na máxima força, de um virus chamado "descolada", que é essencial para a sobrevivência de todo o ecossistema local mas que mata humanos em poucos dias se estes não tomarem o respectivo antídoto.

No centro da intriga continuam a estar os dilemas morais que Card tanto gosta de explorar segundo várias perspectivas, e desta feita é a própria Lusitânia, no seu todo, que está ameaçada de extinção pelo Congresso Galáctico que, ao temer que a "descolada" se propague pelo universo (colocando toda raça humana em risco, portanto) envia uma frota de naves para "fazer desaparecer" o planeta.

O ponto de partida é relativamente interessante, mas o desenvolvimento é decepcionante. Não só Card introduz uma série de novas personagens que não adiantam nada à história (ocupando assim quase metade das páginas a "tratar" delas), como no final acaba por não terminar o que começou, deixando a resolução da intriga principal para outras núpcias, coisa que não tinha sucedido nos dois volumes anteriores, que são estanques nesse sentido.

O desenvolvimento narrativo é feito a um ritmo lento e arrastado (muito por culpa das tais novas personagens, um grupo de humanos geneticamente alterados de forma a conseguirem maior aproveitamento da inteligência, mas condicionados por uma estranha dependência do divino), só arrancando alguma "velocidade" (e interesse, cumpre referir) nas últimas 50-100 páginas, onde algumas situações referentes à saga são explicados (com destaque para os aparelhos de comunicação instantânea, os "ansibles", e para uma entidade chamada Jane, que acompanha Ender desde que este derrotou os buggers, no primeiro volume da série), e onde novos pontos de partida narrativos são criados (de forma algo atabalhoada, no meu entender, e já a pensar em futuros livros da colecção, por certo).

De positivo, há a caracterização das personagens (cada uma com a sua "voz única") e a exploração dos dilemas que os assolam, com uma série de camadas de interesses particulares e colectivos, dispersos no tempo e no espaço, a sobreporem-se, a intercalarem-se e a chocarem sem que Card perca o fio à meada. Deste ponto de vista, a habilidade do autor é exímia - peca um pouco pelo excesso de minúcia nas explicações, talvez por ter receado a incompreensão de alguns leitores. Era desnecessário, por outro lado, que no final do livro todos tivessem de dar o seu contributo para a resolução dos problemas. Tal como para a introdução/utilização dos novos personagens, pareceu-me uma escolha forçada.

O balanço é positivo pela margem mínima, mas não sei se me apetece ler o próximo...

6/10
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5487
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: Xenocide - Orson Scott Card

Postby pco69 » 28 Dec 2010 20:57

Comecei à pouco a ler o 'Ender's shadow' e numa introdução ao livro, o autor refere: "In fact, in one sense Ender's game has no sequels, for the other three books make one cotinuos history story in themselves, while Ender's game stands alone."

Ou seja, Speaker for the dead, Xenocide e Children of the mind, formam um trilogia por si próprios. Nesse sentido, creio que deverás ler então o seguinte e tirar talvez outras conclusões... :pipoca:

nota) ainda não avancei para o Xenocide. Vou ler primeiro o quarteto Shadow, no entanto, com excepção dos três que ele refere ali atrás, o autor refere que os livros podem ser lidos isoladamente. :mrgreen:

Achei o Ender in Exile muito interessante. Mas descobri que contem alguns spoilers para quem vá ler o quarteto Shadow. Creio que nada extremamente importante, mas como sabemos que algumas das personagens desse quarteto vão estar vivas e o mau de serviço nem por isso, acaba por ser ligeiramente chato. :mrgreen:

Já agora, a personagem Jane, não surge no fim de Ender's game, mas sim numa outra novela; First Meetings que acabei à pouco de encomendar à Bookdepository :mrgreen:
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Ender in Exile - Orson Scott Card

Postby Samwise » 28 Dec 2010 21:54

Alta confusão que é esse esquema!!!! :D Ficaste com alguma ideia sobre a ordem correcta para ler as sagas? Isto de ir escrevendo interlúdios posteriormente, para ir encaixando nas fendas, não está com nada! :mrgreen:

Não percebi uma coisa. Do outro lado dizes que acabaste de ler o Ender's Shadow, mas a crítica que pões aqui é ao Ender in Exile... Ou leste os dois, um a seguir ao outro? :ph34r:
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Xenocide - Orson Scott Card

Postby Samwise » 28 Dec 2010 21:58

pco69 wrote:Comecei à pouco a ler o 'Ender's shadow' e numa introdução ao livro, o autor refere: "In fact, in one sense Ender's game has no sequels, for the other three books make one cotinuos history story in themselves, while Ender's game stands alone."

Ou seja, Speaker for the dead, Xenocide e Children of the mind, formam um trilogia por si próprios. Nesse sentido, creio que deverás ler então o seguinte e tirar talvez outras conclusões... :pipoca:


Pois, mas o Speaker of the Dead termina tudo aquilo a que se propõe no início da narrativa, e o Xenocide não.


Já agora, a personagem Jane, não surge no fim de Ender's game, mas sim numa outra novela; First Meetings que acabei à pouco de encomendar à Bookdepository :mrgreen:


Pelo que percebi, na cronologia de lançamento dos livros (não na cronologia da intriga), a Jane aparece pela primeira vez no Ender's Game, quando ainda nem sequer tinha esse apelido. Em todo o caso, é um pormenor irrelevante. Quando souberes quem é/o que é a Jane... :twisted: (eu não cheguei a ficar totalmente esclarecido - pareceu-me que a explicação é engenhosa em demasia para suportar os seus próprios argumentos :whistle: ).
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5487
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: Ender in Exile - Orson Scott Card

Postby pco69 » 30 Dec 2010 13:30

Samwise wrote:Alta confusão que é esse esquema!!!! :D Ficaste com alguma ideia sobre a ordem correcta para ler as sagas? Isto de ir escrevendo interlúdios posteriormente, para ir encaixando nas fendas, não está com nada! :mrgreen:

Não percebi uma coisa. Do outro lado dizes que acabaste de ler o Ender's Shadow, mas a crítica que pões aqui é ao Ender in Exile... Ou leste os dois, um a seguir ao outro? :ph34r:


Realmente não percebeste, ou eu não me expliquei bem. A critica (opinião) é para o Ender in Exile, que foi o que li. Neste mesmo post, digo que a seguir vou ler o quarteto Shadow. :D

Acabei o Ender's shadow aqui à uma hora e já coloco uma opinião noutro tópico. :tu:

Em relação à forma de ler a saga, o autor refere que podem ser lidos interdependente uns dos outros, e daquilo que já li, acredito que sim, mas atenção que o Ender in Exile dá uma série de spoilers para a saga shadow, pelo que se pretenderes ler a saga na totalidade, deverás seguir a ordem; Shadow primeiro e só depois o Ender in Exile. :pipoca:

Em relação a preencher os buracos já depois de bastantes livros feitos. Neste caso há espaço para bastante. Como sabes, a diferença temporal entre o Ender's game e o Speaker for the dead, é de 3000 anos.... :mrgreen:

NO entanto, para quem pretenda uma sequência, creio que a ordem será:
Ender's game
Ender's shadow e o quarteto shadow
Ender in exile e seguintes
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5487
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Ender's Shadow - Orson Scott Card

Postby pco69 » 30 Dec 2010 15:01

Ender's Shadow - Orson Scott Card

Tal como está no mapa que coloquei no tópico Ender in Exile, esta é uma história paralela a Ender’s game. Decorre no mesmo periodo e grande parte nos mesmo locais, ma com uma grande diferença. O protagonista não é Ender, embora este tenha naturalmente um papel de destaque, mas sim Bean.

Já li o Ender’s game à bastantes anos, pelo que bastantes pormenores já sã coisas que não me lembro. Um desses pormenores é a relação e Ender com Bean. Neste livro, a noção de Bean, é de que não é totalmente apreciado (não num mau sentido, mas num sentido de aproveitar as fabulosas capacidade de Bean), por Ender, no entanto em Ender in Exile, Bean é descrito por Ender como um dos maiores, senão como o seu maior amigo durante a sua permanência na escola de guerra e durante as batalhas.

Realmente, ver os mesmos acontecimentos por duas personagens diferentes (mesmo sendo o mesmo autor), dá um perspectiva diferente das coisas. Talvêz mais abrangente, e de certeza diferente.

Bean é uma criança precoce. Mesmo mesmo mesmo precoce. Com um ano de idade, consegue fugir dum perigo que o ameaçava. Com dois ou três anos de idade, concebe um plano que acaba por o salvar de morrer à fome como mais uma criança abandonada nas ruas de uma grande cidade. Com quatro anos é descoberto por uma recrutadora da IF (International Fleet) e após mais um ano de crescimento, é levado para a Battle School, sendo o mais novo e o menor de qualquer outro dos recrutados. O que não impede que também seja o melhor de todos os que fizeram os testes de candidatura.

Aprende tudo como se fosse uma esponja de aprendizagem, ajuda Ender a ganhar a guerra com os invasores extraterrestres e prepara-se para a guerra humana que vem a seguir.

O autor concebe que após o mundo se ter reunido para enfrentar a ameaça vinda do exterior, e após essa ameaça terminada, todos tentarão tomar conta da IF de forma a poder dominar o mundo. Existem três poderes. Europa/America, Novo pacto de Varsóvia com a Russia por detrás e a China.

Bean, através das suas capacidades dedutivas apreende isso tudo e prepara-se para o que será o após vitória sobre os invasores. Basicamente este livro termina com Bean a dizer/pensar que a guerra de Ender tinha acabado e que agora esta seria a sua guerra.

Sendo um livro de FC, é também um livro sobre relações humanas, nomeadamente o Bullies que ameaçam e sempre ameaçarão os mais fracos. Seja para obter poder seja para obter comida.

Naturalmente a minha próxima leitura será Shadow of the Hegemon, onde veremos Bean aliado a Peter Wiggin, o irmão malvado de Ender numa luta entre blocos com o intuito de dominar o mundo e salvar os seus ex colegas da escola de guerra.
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...


Return to “Autores A - E”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 5 guests

cron