O Deserto dos Tártaros - Dino Buzzati

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5487
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

O Deserto dos Tártaros - Dino Buzzati

Postby pco69 » 27 Nov 2008 11:09

Durante o livro, acompanhamos duas entidades diferentes mas que se completam. Giovanni Drogo, um tenente na sua primeira colocação que é enviado para a Fortaleza Bastiani, uma fortaleza de fronteira que é a segunda entidade.

Ao longo do livro, vemos a vida de Drogo a acompanhar a decadencia da Fortaleza, sempre à espera de algo. À espera do ataque do país estrageiro que fica para lá da fortaleza.

Os momentos de tédio dessa vida de soldado de fronteira, são quebrados por coisas muito 'normais' mas que por se darem naquele local esquecido, se tornam em coisas espantosas. Um cavalo. Um tiro. A construção de uma estrada....

Passamos a leitura do livro a esperar que algo aconteça.
Que Drogo finalmente saia da fortaleza. Que o inimigo ataque. Que uma determinada estrada seja feita.
Drogo, a fortaleza e os seus ocupantes, passam esse mesmo tempo a esperar o mesmo que nós.

É um livro sobre uma vida à espera.
À espera do acontecimento que faça a redenção da vida que levam.
À espera do ataque dos Tátaros, que nunca vem.
À espera.....

Quando....
Já perto do fim do livro...
O ataque por que tantos anos Drogo, já com o posto de Major, esperou toda a sua vida....
O acontecimento que irá dar sentido a toda a espera na fortaleza do fim do mundo e ignorada por todos.....
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
npipas
Dicionário
Posts: 668
Joined: 24 Aug 2008 18:29
Location: Cacem
Contact:

Re: O Deserto dos Tártaros

Postby npipas » 02 Dec 2008 15:53

Adorei esse livro, achei-o fantástico, tanto como da forma como ele está escrito como da forma em que ele vai descrevendo a vida, ou melhor a decadência, a espera e a desilusão da vida do tenente Drogo, o seu afastamento da realidade e "fusão" da vida dele com a fortaleza.
O final do livro está absolutamente fantástico, de facto um livro imperdível.
Fiquem bem :dribble:

User avatar
acrisalves
Edição Única
Posts: 3490
Joined: 29 Dec 2004 13:53
Location: In a florest mist
Contact:

Re: O Deserto dos Tártaros

Postby acrisalves » 02 Dec 2008 20:16

Spoiler! :
Aquilo sim é que foi uma vida desperdiçada.


Fica aqui o meu comentário, publicado inicialmente no blog

_________________________________________________________________________________

Entusiasmada com a leitura de O Segredo do Bosque Velho, depressa adquiri outro do mesmo autor publicado pela Cavalo de Ferro - O Deserto dos Tártaros. E gostei tanto deste como do anterior, o que nem sempre é possível se um autor se colar tanto a um estilo que um segundo livro nada traz de novo. Este, no entanto, é mais sólido, mais melancólico e simultaneamente, implacável.

Num forte isolado na fronteira, a surrealidade reina e a vida parece suspensa. Os oficiais destacados eludem-se eternamente, deixando-se prender pela rotina e pela ilusão de uma idílica glória numa grande batalha. Com o tempo, a posição militar ocupa o expoente máximo da vida destes homens incapazes de admitir que não é por sua vontade que permanecem no forte. Assim, Giovanni Drogo deixa passar os melhores anos, antecipando o momento que nunca mais chega e perdendo na rotina diária, o tempo, a vontade e as perspectivas de vida.

Dada a premissa existe neste livro maior espaço para o desenvolvimento de um discurso filosófico essencilamente existencialista e talvez por isso, tenha achado O Deserto dos Tártaros mais melancólico e implacável que O Segredo do Bosque Velho, mas também mais sólido e coerente.

Retirado de [Rascunhos - O Deserto dos Tártaros]

User avatar
Cerridwen
Edição Única
Posts: 7357
Joined: 01 Jan 2005 13:17
Location: Torres Vedras
Contact:

Re: O Deserto dos Tártaros - Dino Buzzati

Postby Cerridwen » 06 Sep 2014 17:13

A Presença lançou em Julho uma nova edição desta obra.

Deixo a sinopse: «O Deserto dos Tártaros é unanimemente considerado o melhor romance de Dino Buzzati e uma das obras-primas do século XX. É a história poderosa e algo irónica de uma Companhia num posto militar fronteiriço, preparada e na expectativa de enfrentar um inimigo que nunca chega, mas incapaz de avançar ou recuar.

Esta obra baseia-se na experiência vivida por Dino Buzzati quando serviu no exército, antes da Segunda Guerra Mundial. O livro vive das ressonâncias que o ligam com alguns dos problemas mais profundos da existência: a segurança como valor contraposto à liberdade, a resignação progressiva perante as oportunidades de realização na vida e a frustração das expectativas de concretizar feitos excecionais que mudem o sentido da existência.»


Return to “Autores A - E”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 2 guests