As Cinquenta Sombras de Grey - E. L. James

User avatar
Sharky
Edição Única
Posts: 4587
Joined: 19 Jun 2008 00:04
Location: Margem Sul
Contact:

Re: As Cinquenta Sombras de Grey - E. L. James

Postby Sharky » 22 Jan 2013 17:35

:mrgreen:
Last edited by Sharky on 22 Jan 2013 20:20, edited 2 times in total.

croquete
Edição Limitada
Posts: 1038
Joined: 11 Feb 2009 16:29
Contact:

Re: As Cinquenta Sombras de Grey - E. L. James

Postby croquete » 22 Jan 2013 19:05

:o

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5488
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: As Cinquenta Sombras de Grey - E. L. James

Postby pco69 » 22 Jan 2013 23:04

Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
Dalilah
Comic Book
Posts: 165
Joined: 30 Jun 2005 15:37
Location: Odivelas
Contact:

Re: As Cinquenta Sombras de Grey - E. L. James

Postby Dalilah » 07 Mar 2013 11:44

Eu li estes livros. Os 3. Bem, dizer que li é um overstatement, fui passando páginas e lendo trechos e foi o que deu para ficar com a visão global da coisa. Um bocado como quem segue uma novela vendo um episódio por semana...

Devo admitir que o que me levou a lê-los foi, como alguém disse aqui, o sururu todo de roda deles... felizmente não os comprei, ofereceram-me o primeiro e li os PDF dos outros.
E sim, é mau, muito mau, mas entretém. Compreendo que para quem não tenha grandes referências de leitura, sejam tentadores, por serem literatura light no seu extremo + muito sexo, que é coisa que interessa sempre a toda a gente :whistle:
"Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim."<br><br>Cumprimentos,<br><br>Dalilah

efest
Rascunho
Posts: 1
Joined: 25 Mar 2013 15:49
Contact:

Re: As Cinquenta Sombras de Grey - E. L. James

Postby efest » 27 Mar 2013 13:49

**** Post moderado (Samwise) ****

Viva, efest, Bem-vindo ao BBdE. As minhas desculpas por ter apagado o teu primeiro post, mas esta comunidade não é uma zona de promoção daquilo a que vulgarmente se designa por "pirataria".

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4348
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: As Cinquenta Sombras de Grey - E. L. James

Postby Bugman » 16 Aug 2013 10:35

Como isto anda morno, e parece que a coisa ainda esquenta, hoje na ronda dos jornais dei com o seguinte:

Sombras de Grey: erotismo ou violência doméstica?

Paula Cosme Pinto wrote:in Expresso

"Isto é acima de tudo uma história de amor. Com sexo, mas é uma história de amor". Foi por estas palavras que a autora de "As 50 Sombras de Grey" me explicou há cerca de um ano o sucesso inesperado dos seus livros. A curta entrevista teve de ser feita por email e, até hoje, fiquei com pena de não ter tido a oportunidade de perguntar em resposta: "Mas até que ponto pode haver violência, humilhação e coacção numa história de amor?". Gostava de saber qual a perpsetiva de E.L. James sobre isto.

Ainda na mesma entrevista à Revista do Expresso, a autora explicou que quando começou a escrever o livro achou "interessante explorar o que pode acontecer quando alguém conhece e se apaixona por uma pessoa com determinado estilo de vida e não quer fazer parte dele". O rumo da história cliché entre a virginal universitária que se perde de amores pelo multimilionário dominador - que tinha tudo para ser perfeito não fosse o seu universo sadomasoquista, onde ela não quer entrar - poderia ser uma tampa, por exemplo. Ou uma mulher que impõe a sua vontade própria e não se deixa coagir sexual e emocionalmente pelo medo de perder o outro. Ou até a mulher que afinal descobre ter um fetiche proporcionalmente igual e embarca no mesmo modo de vida cheia de vontade. Mas não é isso que acontece no livro.

O lado negro das Sombras de Grey

Esta semana foi publicado no Journal of Women's Health um estudo da Universidade estatal de Ohio que concluiu que a obra que já vendeu mais de 70 milhões de exemplares "promove a violência contra as mulheres", perpetuando a imagem do homem como agressor e a da mulher como vítima passiva. Dito assim até pode parecer um grande exagero, mas se pensarmos que ainda este ano saíram os resultados de um estudo sobre violência no namoro em Portugal (em jovens dos 13 e 29 anos) e 25ª% dos inquiridos revelaram já ter sido vítimas de atos abusivos, talvez dê que pensar.

O estudo da equipa norte-americana, que leu e esmiuçou a trilogia capítulo a capítulo, analisou o padrão de comportamentos das personagens e concluiu que a violência física e emocional está presente em grande parte das suas interações, seja em modo de intimidação, vigilância, isolamento ou humilhação. Como, por exemplo, os momentos em que Christian controla onde e com quem a namorada está, obriga-a a comer, limita-lhe o contato com a família e amigos, recusa-se a deixá-la sair de casa sozinha e por aí fora,. Maioritariamente por causa de ciúmes e sempre sob risco de se zangar com ela. Quantas pessoas passarão por isto na vida real e o escondem por medo ou vergonha? Também a personagem feminina do livro demonstra ter o perfil da mulher maltratada, sob ameaças constantes e com perdas de identidade e vontade própria para não o aborrecer.

Digamos que no meio disto tudo, a única coisa que não remete para violência abusiva são mesmo as cenas de sexo com direito a algemas, chibatas e palmadas, em que ambos estão a ter prazer. Algo que, sejamos francos, pode fazer parte da vida sexual de qualquer casal que, de mútuo acordo, assim o deseje. Por mais que as mentes puritanas achem que é feio ou condenável, não passa de uma fantasia. E quanto a isso, todos nós temos as nossas. É saudável que assim seja.

Da ficção à vida real

"As Sombras de Grey" são ficção, é certo, mas eu já perdi a conta a quantas jovens adolescentes eu vi na praia a lerem este livro. E quando me pus a ler os comentários deixados em fóruns internacionais, o que não faltam são miúdas apaixonadas pelo sombrio Christian, que dizem sonhar com um homem como ele e estarem dispostas a viver tais abusos para viver um amor como aquele. Mas convenhamos que viver uma suposta história de amor, baseada no medo do outro, não é um bom exemplo a seguir. Mesmo que ele seja rico, toque piano, fale francês e seja arraçado de Brad Pitt. Se pensarmos que esta tem sido a trilogia mundialmente mais badalada dos últimos tempos, por ter ajudado inúmeras mulheres a melhoraram a sua vida conjugal, eu diria que é também preocupante. "Este livro perpetua abusos perigosos, mas é vendido como uma história romântica e erótica", frisa Ana Bonomi, umas das autoras da investigação. "O conteúdo erótico podia ter sido alcançada sem que a mulher fosse exposta como uma vítima".

Só no ano passado a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima detetou quase 17 mil crimes de violência doméstica em Portugal. Mais de 50% destas pessoas eram vítimas de maus tratos psicológicos, ameaça e coacção dentro da sua própria casa. De vez em quando é preciso relembrar que a violência não é feita apenas de maus tratos físicos. A violência psicológica é tão grave quanto a física. E todos os romances de cordel que promovem a permissão da mesma dentro de uma relação só ajudam a que esta ideia continue (demasiado) enraizada.

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/sombras-de-grey ... z2c7hWDFAr
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela


Return to “Autores F - J”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 2 guests