The Stand (complete and uncut) - Stephen King

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

The Stand (complete and uncut) - Stephen King

Postby Samwise » 05 Jan 2005 17:46

Algures no interior da America, num laboratório ultra-secreto financiado pelo governo (daqueles que todos sabemos que existem mas que ninguém sabe onde), algo de muito grave acontece.
Por causa de uma falha de segurança, um vírus mortal, altamente contagioso e extremamente eficaz sai cá para fora. O vírus, gerado em laboratório como uma variação da gripe, tem uma taxa de mortalidade na ordem dos 98%. Mata numa questão de dias (quatro ou cinco, mais ou menos) e não há nem vacina nem cura.
O começo desta novela não podia ser mais aliciante. Imaginem o que poderia acontecer com um vírus destes à solta...

Depois de "The Shining", uma obra centrada em torno de apenas três personagens, King "abre os flancos".
Em "The Stand" temos uma reunião de algumas micro-histórias, cada uma delas com um punhado razoável de personagens (aqueles que são imunes ao tal vírus). É aquilo que se costuma designar por "mosaico". um conjunto de peças que encaixam umas nas outras para construir um objecto superior, melhor que a soma das suas partes.
Para quem desconhece o estilo de King, vai certamente estranhar a falta de uma linha narrativa fluente. Para alem de andar a saltitar de uma peça do mosico para a outra, a fluidez da história é dilacerada pelas descrições de cada um dos personagens.

Deixo um aviso que considero importante para quem estiver a pensar ler o "The Stand"
Mais ou menos a meio da obra o desenvolvimento da história do vírus perde o lugar no pódio. O foco muda para outras questões: a batalha entre bem e o mal. Os sobreviventes do apocalipse agregam-se em torno de dois líderes carismáticos... um é representante de Deus e o outro representante do "Demo".
Mas também não é este combate (que dá o título ao livro) aquilo que mais interessa. O que mais interessa são os personagens. É para eles que King escreve a história. Com um notório carinho e com uma dedicação ímpar.
Para terem uma pequena noção daquilo que estou a falar vejam as seguintes situações:
No início da história, numa vila esquecida do interior, um grupo de cinco homens fazem serão numa bomba de gasolina. Cada um deles tem direito a uns bons parágrafos de descrição, como que a dizer "nós somos humanos, não somos apenas mais uma personagem num livro qualquer." 72 horas depois desta reunião, apenas um deles está vivo... dos outros, tombados pelo vírus, nunca mais se houve falar.
A meio da história ainda estão a surgir novos e importnantes personagens. Um deles (uma velinha frágil e simpática) tem direito a umas boas dez páginas de introdução, já para não falar do "acompanhamento de personalidade" que segue daí para a frente.
"Poder de síntese", uma característica com algum relevo na maior parte dos romances que andam para aí é coisa que neste livro não existe! (Eis algo que encontrei nos teus contos Thanatos)

Quem chegou até aqui deve estar com a sensação que eu não gostei do livro...
Pois bem... foi um dos livros que mais gostei de ler até agora. De King foi mesmo o que mais gostei.
Não é uma obra sem defeitos (será que existe alguma?), mas como ele próprio diria..."It´s a damned good reading!"

King... a falar sobre o seu livro: "...The Stand was particularly fulfilling, because there I got a chance to scrub the whole human race, and man, it was fun! "

10/10

Sam

P.S. Já agora... o "uncut" que está no título refere-se a uma revisão que o autor fez o livro original, acrescentando-lhe algumas passagens removidas e actualizando alguns assuntos. O original foi lançado em 1978 com 800 páginas. A versão actualizada saiu em 1991 com quase 1200 páginas (!?).
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
grayfox
Edição Única
Posts: 4203
Joined: 01 Jul 2008 16:20
Location: Braga
Contact:

Re: The Stand (complete and uncut)

Postby grayfox » 18 May 2009 12:01

Página 300, so far so good. Para já é um livro que escorrega muito bem, não sinto que já li 300 páginas, ainda está tudo tão no inicio e não custou nada a cá chegar. King tem uma escrita muito simples, sem ser banal, gosto muito da maneira como ele interpõe expressões típicas americanas nas suas descrições (e neste sentido a tradução há-de sempre ficar a perder), e principalmente como limita ao máximo as descrições físicas ou visuais dos locais, dando enorme primazia ao desenvolvimento das personagens. Neste sentido é um livro um pouco diferente do 'Salem's Lot onde a principal personagem é a vila enquanto que neste ele se divide para seguir várias personagens em vários pontos do país. Em relação à história penso que sei para onde se dirige, mas acho que me vou enganar redondamente (contraditório não?), para já estou a gostar muito da Frannie e do Stu, e tenho muita curiosidade em relação a um certo tipo que vagueia pelo deserto, aparentemente mau como as cobras, que não me lembro do nome :smile:

Para já estou a gostar!
A melhor assinatura chinesa da actualidade.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: The Stand (complete and uncut)

Postby Samwise » 18 May 2009 12:26

grayfoxpt wrote:Página 300, so far so good. Para já é um livro que escorrega muito bem, não sinto que já li 300 páginas, ainda está tudo tão no inicio e não custou nada a cá chegar. King tem uma escrita muito simples, sem ser banal, gosto muito da maneira como ele interpõe expressões típicas americanas nas suas descrições (e neste sentido a tradução há-de sempre ficar a perder), e principalmente como limita ao máximo as descrições físicas ou visuais dos locais, dando enorme primazia ao desenvolvimento das personagens. Neste sentido é um livro um pouco diferente do 'Salem's Lot onde a principal personagem é a vila enquanto que neste ele se divide para seguir várias personagens em vários pontos do país. Em relação à história penso que sei para onde se dirige, mas acho que me vou enganar redondamente (contraditório não?), para já estou a gostar muito da Frannie e do Stu, e tenho muita curiosidade em relação a um certo tipo que vagueia pelo deserto, aparentemente mau como as cobras, que não me lembro do nome :smile:

Para já estou a gostar!


Ahhhh... that would be the man with many names... (se calhar, até onde leste, ainda não foi apontado nenhum em específico - talvez apenas "the walking man/dude")

E estou-me a lembrar que o Dark Tower começa mais ou menos assim "The gunslinger went into the desert and the man in black followed." :whistling:

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
grayfox
Edição Única
Posts: 4203
Joined: 01 Jul 2008 16:20
Location: Braga
Contact:

Re: The Stand (complete and uncut)

Postby grayfox » 18 May 2009 13:36

Samwise wrote:Ahhhh... that would be the man with many names... (se calhar, até onde leste, ainda não foi apontado nenhum em específico - talvez apenas "the walking man/dude")

E estou-me a lembrar que o Dark Tower começa mais ou menos assim "The gunslinger went into the desert and the man in black followed." :whistling:

Sam


Na verdade foi apresentado com vários nomes mas não fixei nenhum.
Humm, não tinha associado a essa frase do Dark Tower, que se a memória não me engana é " The black man walked through the desert and the gunslinger followed"
Interesting :pcorn:
A melhor assinatura chinesa da actualidade.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: The Stand (complete and uncut)

Postby Samwise » 18 May 2009 15:30

grayfoxpt wrote:
Samwise wrote:Ahhhh... that would be the man with many names... (se calhar, até onde leste, ainda não foi apontado nenhum em específico - talvez apenas "the walking man/dude")

E estou-me a lembrar que o Dark Tower começa mais ou menos assim "The gunslinger went into the desert and the man in black followed." :whistling:

Sam


Na verdade foi apresentado com vários nomes mas não fixei nenhum.
Humm, não tinha associado a essa frase do Dark Tower, que se a memória não me engana é " The black man walked through the desert and the gunslinger followed"
Interesting :pcorn:


Whatever (a tua versão está mais perto da correcta, though: o pistoleiro vai atrás do homem de negro). A associação não é imediata nem simples, mas essa é uma das que existe entre as duas obras.

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

Tzimbi
Livro Raro
Posts: 1604
Joined: 11 May 2007 23:24
Location: Lisboa
Contact:

Re: The Stand (complete and uncut)

Postby Tzimbi » 18 May 2009 15:42

Samwise wrote:P.S. Já agora... o "uncut" que está no título refere-se a uma revisão que o autor fez o livro original, acrescentando-lhe algumas passagens removidas e actualizando alguns assuntos. O original foi lançado em 1978 com 800 páginas. A versão actualizada saiu em 1991 com quase 1200 páginas (!?).


Este deve ter sido o meu GRANDE erro, li a versão "uncut". Se o autor já é verborreico na versão mais reduzida, nesta torna-se quase insuportável! :unsure:
Para não ser muito injusta, devo dizer que o livro até tem alguns méritos (já não me lembro bem quais, mas tem... :hypocrite: ).
Boa sorte, gray!

S.

User avatar
grayfox
Edição Única
Posts: 4203
Joined: 01 Jul 2008 16:20
Location: Braga
Contact:

Re: The Stand (complete and uncut)

Postby grayfox » 18 May 2009 16:29

Tzimbi wrote:Este deve ter sido o meu GRANDE erro, li a versão "uncut". Se o autor já é verborreico na versão mais reduzida, nesta torna-se quase insuportável! :unsure:
Para não ser muito injusta, devo dizer que o livro até tem alguns méritos (já não me lembro bem quais, mas tem... :hypocrite: ).
Boa sorte, gray!

S.


Obrigado Tzimbi, por camaradagem vou tentar não gostar do livro!!!

ps: esqueci-me de dizer que é muito engraçado ler este livro numa altura em que se fala tanto na gripe A
A melhor assinatura chinesa da actualidade.

Tzimbi
Livro Raro
Posts: 1604
Joined: 11 May 2007 23:24
Location: Lisboa
Contact:

Re: The Stand (complete and uncut)

Postby Tzimbi » 19 May 2009 10:34

grayfoxpt wrote:Obrigado Tzimbi, por camaradagem vou tentar não gostar do livro!!!


hei, eu não disse que não gostei. Apenas penso que o King devia ser mais contido nas palavras, tem uma certa tendência para divagar e não acrescentar nada de especial, quer em termos de acção ou mesmo de meras descrições. Mas, se não estou a baralhar-me, o Sam disse-me que essa é uma das características (defeito, diria eu...) da escrita do King.
Qualquer dia pego na Dark Tower para ficar com uma ideia mais definida sobre o senhor. :rolleyes:

S.

User avatar
grayfox
Edição Única
Posts: 4203
Joined: 01 Jul 2008 16:20
Location: Braga
Contact:

Re: The Stand (complete and uncut)

Postby grayfox » 19 May 2009 10:49

Tzimbi wrote:hei, eu não disse que não gostei. Apenas penso que o King devia ser mais contido nas palavras, tem uma certa tendência para divagar e não acrescentar nada de especial, quer em termos de acção ou mesmo de meras descrições. Mas, se não estou a baralhar-me, o Sam disse-me que essa é uma das características (defeito, diria eu...) da escrita do King.
Qualquer dia pego na Dark Tower para ficar com uma ideia mais definida sobre o senhor. :rolleyes:

S.


Ah, eu prefiro assim, como sou distraído tenho tendência a gostar menos daqueles livros em que se se perde uma palavra perde-se o sentido todo ao texto!
A melhor assinatura chinesa da actualidade.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: The Stand (complete and uncut)

Postby Samwise » 19 May 2009 10:53

Tzimbi wrote:
grayfoxpt wrote:Obrigado Tzimbi, por camaradagem vou tentar não gostar do livro!!!


hei, eu não disse que não gostei. Apenas penso que o King devia ser mais contido nas palavras, tem uma certa tendência para divagar e não acrescentar nada de especial, quer em termos de acção ou mesmo de meras descrições. Mas, se não estou a baralhar-me, o Sam disse-me que essa é uma das características (defeito, diria eu...) da escrita do King.


Verdade. E concordo que é um defeito. Mesmo assim, há livros em que acabo por gostar desse defeito (most notably: este e o It, que ainda consegue ser pior quanto ao factor "economia narrativa").

A grande piada é que este é mesmo King que defende quase à dentada que a escrita se deve limitar ao essencial no On Writing...

Qualquer dia pego na Dark Tower para ficar com uma ideia mais definida sobre o senhor. :rolleyes:


Má ideia, ou má escolha de palavras... :tongue:
Ou pegas noutra obra - de um livro apenas - que seja mais curta, ou vais mesmo ficar com uma má ideia sobre o senhor, e não necessariamente com uma ideia "mais definida". :biggrin:

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: The Stand (complete and uncut)

Postby Samwise » 19 May 2009 10:55

No teu caso, Tzimbi, esquecia o King... (para teu bem, mas sobretudo para meu bem).

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

Tzimbi
Livro Raro
Posts: 1604
Joined: 11 May 2007 23:24
Location: Lisboa
Contact:

Re: The Stand (complete and uncut)

Postby Tzimbi » 19 May 2009 18:57

Samwise wrote:No teu caso, Tzimbi, esquecia o King... (para teu bem, mas sobretudo para meu bem).


Então Sam? Primeiro recomendas, depois dizes "esse não, outro" e, por fim, esquece (para o teu bem)! Assim só me deixas ainda mais curiosa... :hypocrite: Quero entender a tua "paixão" pelo King! :tongue:
Ia pegar na saga Dark Tower, porque me ofereceram o primeiro volume, não tinha nenhuma razão especial em mente. Além disso, tirando The Stand e Dark Tower, só tenho mais um livro do King e, ó infâmia, está em português (The Shining).

S.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: The Stand (complete and uncut)

Postby Samwise » 19 May 2009 19:28

Tzimbi wrote:Então Sam? Primeiro recomendas, depois dizes "esse não, outro" e, por fim, esquece (para o teu bem)! Assim só me deixas ainda mais curiosa... :hypocrite: Quero entender a tua "paixão" pelo King! :tongue:
Ia pegar na saga Dark Tower, porque me ofereceram o primeiro volume, não tinha nenhuma razão especial em mente. Além disso, tirando The Stand e Dark Tower, só tenho mais um livro do King e, ó infâmia, está em português (The Shining).

S.


Sim, e continuo a recomendar, mas o King não é para toda a gente - não é, sobretudo, para leitores com níveis de exigência acima da média, habituados a literatura mais séria (:hypocrite:), a autores mais reconhecidos pelo meio literário elitista. Da tua reacção ao The Stand concluo que não vale a pena insistir muito contigo - a escrita dele não te move. O Dark Tower, ainda por cima, não será a melhor obra para "o continuares a avaliar", mas já que tens o Gunslinger por oferta, be my guest. Não te vou dizer "não digas que não te avisei", mas vou dizer "ficarei surpreso se o livro te entusiasmar".

Do livros que li dele, acho que o único que neste momento de recomendaria, ou melhor, que talvez tivesse alguma hipótese de uma aceitação positiva contigo, é o Misery. E...e...

Quanto ao "esse não, outro", e tendo em conta que será novidade para ti, proponho o Somerset Magham. O Fio da Navalha, o Servidão Humana, o Cakes and Ale. Pick one. Se não gostares destes livros, desisto (considerarte-ei um caso perdido :devil:).

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
grayfox
Edição Única
Posts: 4203
Joined: 01 Jul 2008 16:20
Location: Braga
Contact:

Re: The Stand (complete and uncut)

Postby grayfox » 27 May 2009 11:43

Estou quase a meio (página 500 e tal). Esta semana tem sido um pouco complicado pegar no livro mas posso dizer que o autor tem um trabalho bem conseguido no sentido de fazer o leitor conectar-se com as personagens. Começa-se a notar uma transição entre a introdução, desenvolvimento de personagens, definição das circunstâncias e o desenvolvimento da narrativa, em que até ao momento nos é dado a suspeitar de uma épica luta entre o bem e o mal.

Neste momento o livro desenvolve-se em três frentes, sendo que senti numa delas um pouco cansaço por me parecer uma personagem pouco interessante e ainda por cima a única que nesta altura deambula sozinha. Quanto ao resto, extremamente interessante especialmente o surdo-mudo, uma personagem que se inicialmente parecia básica e estereotipada, cada vez mais se revela profunda tentando fazendo o bem por meios menos bons, e suspeito, muito dividida nesta luta entre o bem e o mal!
A melhor assinatura chinesa da actualidade.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: The Stand (complete and uncut)

Postby Samwise » 27 May 2009 12:21

Nesta altura dos acontecimentos, creio que já não estás tão preocupado com o saberes o final (ou pelo menos alguns pormenores do final - que não sei nem quero saber quais são). A leitura não sai minimamente prejudicada com esse facto. O livro não é para ser lido apenas com o objectivo de saber como acaba - há toda uma enorme construção de personagens, interacções, acontecimentos que valem, mais do que o fim, a leitura de uma obra tão extensa. (podia aqui fazer uma comparação deslavada com o sexo, mas creio que esta simples menção dá para ficares com uma ideia sobre o que pretendo dizer). :wink:

Esse personagem solitário de que falas, é o "Trashcan man"?

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -


Return to “Autores K - O”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 2 guests

cron