The Catcher in the Rye/ À Espera no Centeio - J. D. Salinger

User avatar
grayfox
Edição Única
Posts: 4203
Joined: 01 Jul 2008 16:20
Location: Braga
Contact:

Re: The Catcher in the Rye - À Espera no Centeio

Postby grayfox » 28 Jan 2010 21:31

leuqar wrote:Ontem li o que escreveram sobre o livro (que não conhecia) e fiquei interessada em lê-lo. Entretanto hoje na página do público li que o escritor faleceu hoje.


xiça :(

eu eu so ontem é que me interessei pelo livro
faz-me lembrar quando em pequeno comecei a apoiar um clube e a partir daí ele esteve uma eternidade pra voltar a ser campeão.
A melhor assinatura chinesa da actualidade.

User avatar
Ripley
Edição Limitada
Posts: 1219
Joined: 30 Jan 2009 02:10
Location: Under some mossy rock
Contact:

Re: The Catcher in the Rye - À Espera no Centeio

Postby Ripley » 29 Jan 2010 15:13

Na Secção Livros do DN/Sapo:

A morte do escritor foi anunciada pelos seus representantes literários, a empresa Harold Ober Associates. “Apesar de ter partido a anca em Maio, a saúde do escritor era excelente até ao súbito declínio após o novo ano. Não sofreu dor antes ou no momento da morte”. Salinger vivia em isolamento há mais de meio século. "Era o Garbo das letras, famoso por não querer ser famoso", escreveu Charles mcGrath no obiturário do 'The New York Times'.
"És a metade que me é tudo." [Pedro Chagas Freitas]
---§§§---
"O amor não se percebe. Não é para perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma. É a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende." [Miguel Esteves Cardoso]

urukai
Edição Única
Posts: 3232
Joined: 07 Aug 2008 23:35
Location: Lisboa
Contact:

Re: The Catcher in the Rye - À Espera no Centeio

Postby urukai » 06 Jul 2010 11:14

The Catcher in the Rye

I hate those people that always start a review with a sentence from the book their reviewing. I really do. Especially when they write in another language just to show they are intelligent and all. That is so fucking phony that it just kills me!
Se considerarmos The Catcher in the Rye como uma obra contemporânea, e por contemporânea restrinjo-a a algo que tivesse sido escrito nos últimos 10 anos, ainda assim este livro seria um furo de originalidade e um bom exercício de escrita observacional. No entanto, se a enquadrarmos na altura em que foi escrita (anos 40) então transforma-se num monumental e extraordinário rasgo de inovação e numa magnifica e deliciosa transmutação da mente real de um teenager confuso e inconsequente para o papel. Salinger conseguiu que uma ideia aparentemente enfadonha e cinzenta (o fim-de-semana de um rapaz nova-iorquino) se transformasse no palco perfeito onde uma personagem, densamente caracterizada e com a intensidade de um rollercoaster, desenvolve um marcante e inolvidável monólogo com a vida que o rodeia. O estilo de escrita (na primeira pessoa e sob a forma de um diálogo interno e subjectivo) adapta-se na perfeição e até meio do livro (altura em que se torna um pouco repetitivo) obriga-nos a soltar gargalhadas ou, para os mais sisudos, a acenar com satisfação. A variedade de lugares e personagens-comuns é acutilante e descreve toda uma época. Durante a leitura falharam-me algumas referências mas não pude deixar de reconhecer a actualidade e pertinência de certas situações.
Como já disse é um livro que, apesar de pequeno, acaba por perder o fulgor na segunda metade pois a fórmula do estilo de escrita esgota-se e a estória, que era pouca ou nenhuma, acaba por não ajudar a manter o interesse nos píncaros que um primeiro impacto permitiu atingir.
O Holden Caulfield é uma personagem memorável e tenho a certeza que me fará companhia durante muito tempo com o seu sui generis pov. Tenho pena de não ter lido o livro quando era mais jovem pois de certeza que os paralelismos teriam sido maiores e a leitura mais absorvente. Percebo agora, depois de o ler e absorver, como deve ter sido inspirador ler este livro, pleno de originalidade e com tal simplicidade desarmante, há mais de 60 anos while smoking cigarrete after cigarrete and keeping an eye on the kids that just keep running on this field of rye towards the cliff of adulthood. Well, I am no phony if I just say that this book really kills me!

User avatar
Cerridwen
Edição Única
Posts: 7357
Joined: 01 Jan 2005 13:17
Location: Torres Vedras
Contact:

Re: The Catcher in the Rye/ À Espera no Centeio - J. D. Salinger

Postby Cerridwen » 30 Sep 2011 11:40

Lançamento: À Espera no Centeio, de J. D. Salinger

Editora: Livros Quetzal
ISBN: 9789725649749
Classificação: Romance
Páginas: 240
Data de publicação: 14 de Outubro de 2011

Sinopse: «A voz do seu protagonista, o anti-herói Holden Caulfield, encontrou eco nos anseios e angústias das camadas mais jovens, tornando-o numa figura icónica do inconformismo. Da mesma forma, os temas da identidade, da sexualidade, da alienação, e do medo de existir, tratados numa linguagem desassombrada e profundamente original, fizeram de The Catcher in the Rye um símbolo da contracultura dos anos 50 e 60. Mas, passados sessenta anos sobre a sua primeira publicação, vendidos mais de 65 milhões de exemplares em quase todas as línguas, e instituído marco incontornável da literatura mundial, À Espera no Centeio mantém toda a actualidade e a frescura da rebelião.»

User avatar
Cerridwen
Edição Única
Posts: 7357
Joined: 01 Jan 2005 13:17
Location: Torres Vedras
Contact:

Re: The Catcher in the Rye/ À Espera no Centeio - J. D. Salinger

Postby Cerridwen » 01 Oct 2011 11:36

Para comemorar a nova edição de À Espera no Centeio, a Quetzal convida os leitores a dar voz a Holden Caulfield, no próximo dia 15 de outubro, às 18h, no Bartô (Rua Costa do Castelo, n.º 1/7). Nesta maratona de leitura participarão, entre outros, Fernando Alvim, Inês Fonseca Santos, Nuno Costa Santos, Pedro Vieira e Raquel Marinho. Os leitores poderão inscrever-se através do e-mail quetzalblog@sapo.pt. Haverá surpresas para os participantes.

Fonte: Blogue da Quetzal

User avatar
Forbidden
Capa Dura
Posts: 328
Joined: 01 Aug 2012 14:45
Contact:

Re: The Catcher in the Rye/ À Espera no Centeio - J. D. Sali

Postby Forbidden » 19 Jan 2013 22:40

A leitura de A Espera no Centeio (Catcher in the Rye) esta a ser muito interessante. Nunca li nenhum livro como este, e unico. O livro e sobre a adolescencia e e contado na primeira pessoa, num estilo muito peculiar. O protagonista, chamado Holden Caulfield, tem uma visao sarcastica do mundo e das pessoas que o rodeiam, e uma forma peculiar de se expressar, repetindo frequentemente certas expressoes e frases. E uma personagem fantastica, pois consegue fascinar-nos e encantar-nos, ainda que se consiga ver nele uma dose de hipocrisia e consiga ser um pouco irritante. E um livro extremamente popular e importante, mas mais do que isso, e uma excelente leitura. Recomendo vivamente.
"I took a deep breath and listened to the old brag of my heart: I am, I am, I am."

- Sylvia Plath


Return to “Autores P - T”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 7 guests

cron