As Crianças São Muito Infantis - Fernando Caeiro, Filipa de Rocha Marques

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5487
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

As Crianças São Muito Infantis - Fernando Caeiro, Filipa de Rocha Marques

Postby pco69 » 21 Apr 2015 13:37

Image

«O Fernando tem uma família numerosa – maldito sejas, que tens um cartão especial de descontos em determinados hipermercados! – e é das interações entre os seus elementos, nas viagens que fazem numa clássica carrinha pão-de-forma (uma viatura é um dos melhores palcos para interação familiar, porque ninguém pode fugir!) que nasce o verdadeiro tratado de vida familiar, filosofia, ou por vezes puro nonsense que é "As Crianças São Muito Infantis" – maldito sejas, que não só tens um cartão especial de descontos em determinados hipermercados, como inventaste um título que eu gostaria de ter inventado!O Facebook d’ "As Crianças São Muito Infantis" é um dedicado trabalho de amor, patente na incessante coleção de instantâneos das conversas que o Fernando tem com os filhos e no bom gosto do trabalho gráfico da Filipa da Rocha Marques (nome artístico: Laura Palmer; felizmente a Filipa não está morta e embrulhada em plástico). Há uma certa natureza e estética de folheto de segurança de avião na maneira como a família é retratada, nas vinhetas quase iguais desta odisseia. Quase – um dos prazeres de mergulhar n’As Crianças São Muito Infantis é não só no desfrutar do texto, mas das pequenas subtilezas das ilustrações, que criam a ilusória ideia de rotina, estilhaçada pelas constantes surpresas e pérolas de sabedoria que saem de filhos e pai.Nem toda a gente tem a quantidade de filhos Mel-Gibsónica do Fernando Caeiro (gosto destes exageros, de vez em quando); mas toda a gente se pode rever no que se passa dentro daquela carrinha. Ou porque é pai de um filho – como é o meu caso – ou então porque tem sobrinhos, ou porque tem afilhados, ou porque conhece bem os filhos dos amigos. Ou então porque é filho de alguém, independentemente da idade que tenha. Acontecem coisas universais dentro da carrinha do Fernando Caeiro; ele é o pai, mas ele próprio mantém uma saudável traquinice de filho, mesmo nas suas tentativas de impor a ordem no seu eterno passeio de carrinha, que espero que ainda agora esteja no começo.Aqui se reúne a nata dos primeiros tempos d’ "As Crianças São Muito Infantis; fechado o livro, corram para o Facebook, porque, no tempo que demoraram a ler estas linhas, já aconteceram mais coisas naquela carrinha. Sonho que o Fernando vai continuar isto pelos anos fora, até serem os filhos a levá-lo a ele, já com a devida mudança de cor na barba e no cabelo (atenção, Filipa), em promissores passeios de fim de semana, daqueles em que se levam sogros / avós a apanhar ar. O futuro é promissor para "As Crianças São Muito Infantis". E diz a natureza humana que, mesmo que a dada altura não haja crianças naquela pãode- forma, o título continuará a ser válido.É que nós, as crianças, somos mesmo muito infantis.»


Um livro muito simples e ao mesmo tempo muito complexo. :tu:
Larguei umas valentes gargalhadas ao lê-lo.
E já "enfiei" uma quantas histórias pelos olhos de uns penduras similares às personagens. :rotfl:
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

Return to “Lançamentos e Opiniões”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron