Fevereiro 2012 / Júlio Dinis

Todos os meses é proposto um novo autor para leitura e discussão pelos foristas.

Moderator: grayfox

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Fevereiro 2012 / Júlio Dinis

Postby Samwise » 07 Feb 2012 14:01

Bugman wrote:Fiz um raid a casa dos meus pais e não sei se ler Uma Família Inglesa ou A Morgadinha dos Cannaviaes (sic).


Como estás na dúvida e te manifestaste ( :mrgreen: ), seria bom poder contar com uma opinião sobre uma obra que não foi escolhida por mais ninguém. O pessoal parece ter-se dividido entre a Morgadinha e as Pupilas, pelo que... :angel:
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4349
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: Fevereiro 2012 / Júlio Dinis

Postby Bugman » 13 Feb 2012 13:13

Nao sei se vou alinhar nisto do clube do mes! :)

Ainda tenho o ALA para acabar de Dezembro e Fevereiro está a ser de loucos... Após ter lido seis páginas d' A Morgadinha dos Cannaviaes ganhei pano para mangas nas discussoes sobre o Acordo Ortográfico, mas vou seguir o conselho do Sam e, se conseguir tempo, mudo para Uma Família Inglesa.
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: Fevereiro 2012 / Júlio Dinis

Postby vampiregrave » 13 Feb 2012 23:04

pageHunter wrote:Relativamente ao conteúdo estou a adorar. Cresci numa aldeia e fui criado com os meus avós e bizavós, e ouvir a história da Morgadinha dos Canaviais é revisitar o Portugal das histórias que ouvi em pequeno, algumas das quais os meus bizavós e os seus antepassados foram protagonistas. Por esse motivo está a ser uma leitura especial para mim!


Senti o mesmo. É raro encontrar diálogos e descrições da vida na aldeia tão genuínas. Por outro lado, também torna visível como alguns escritores contemporâneos, que procuram capturar a vida rural nas suas palavras, falham redondamente.

User avatar
pageHunter
Edição Limitada
Posts: 1220
Joined: 28 May 2009 13:05
Location: Coimbra - Portugal
Contact:

Re: Fevereiro 2012 / Júlio Dinis

Postby pageHunter » 14 Feb 2012 00:03

vampiregrave wrote:
pageHunter wrote:Relativamente ao conteúdo estou a adorar. Cresci numa aldeia e fui criado com os meus avós e bizavós, e ouvir a história da Morgadinha dos Canaviais é revisitar o Portugal das histórias que ouvi em pequeno, algumas das quais os meus bizavós e os seus antepassados foram protagonistas. Por esse motivo está a ser uma leitura especial para mim!


Senti o mesmo. É raro encontrar diálogos e descrições da vida na aldeia tão genuínas. Por outro lado, também torna visível como alguns escritores contemporâneos, que procuram capturar a vida rural nas suas palavras, falham redondamente.

Concordo plenamente :)

Este livro, ao contrário de outros clássicos que eu já li e comentei do género "é um bom livro que na altura em que foi escrito deveria ser bem melhor", acho que tem mais valor actualmente do que se fosse lido na época em que foi escrito. Situações do quotidiano rural do século XIX retratadas neste livro, na altura corresponderiam a uma leitura banal, e hoje constituem um retrato histórico de grande valor. Fora o retrato e as descrições do quotidiano do século XIX, que já caracterizei de "deliciosas", acho que Júlio Dinis consegue também na morgadinha construir uma boa história com personagens muito credíveis. Outro dos pontos fortes para mim, e pelo que li até agora, os personagens!
Read
Mataram o Sidónio!, Francisco Moita Flores
Different Seasons, Stephen king
The Great Gatsby, F. Scott Fitzgerald

Reading
Sunset Park, Paul Auster



Whatchlist2012@IMDB Watchlist2013@IMDB

User avatar
pageHunter
Edição Limitada
Posts: 1220
Joined: 28 May 2009 13:05
Location: Coimbra - Portugal
Contact:

Re: Fevereiro 2012 / Júlio Dinis

Postby pageHunter » 22 Feb 2012 22:20

Terminei A Morgadinha dos Canaviais. Adorei o livro, e escrevi uma breve crítica aqui (foi mesmo nota máxima ;))

Como este é o autor do mês aqui ficam os principais elementos que, para mim, caracterizam este autor:

Positivos:
- escrita "deliciosa", com diálogos e descrições muito bons, tudo na medida certa
- valioso retrato da sociedade portuguesa do século XIX
- excelentes personagens, bastante consistentes, sobretudo a nível psicológico
- intriga muito boa, combinando elementos cómicos, comédia e tragédia

Negativos:
- poucos livros! Partiu cedo demais :(

Vai ser um autor para repetir nos próximos tempos com outro livro :cheers:
Read
Mataram o Sidónio!, Francisco Moita Flores
Different Seasons, Stephen king
The Great Gatsby, F. Scott Fitzgerald

Reading
Sunset Park, Paul Auster



Whatchlist2012@IMDB Watchlist2013@IMDB

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4349
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: Fevereiro 2012 / Júlio Dinis

Postby Bugman » 23 Feb 2012 12:03

Nao sei se concordo com a opiniao do pagehunter, mas é uma opiniao sobre areia. Lembro-me de ter lido Uma Família Inglesa e de ter gostado, mas após uma segunda tentativa de entrar na coisa nao ter gostado tanto e nem ter acabado. Por outro lado os dois capítulo da Morgadinha que já li estao a ser muito agradáveis de se ler, apesar de nao puxarem mais por mim do que o ALA.

Concordo no entanto com quem disse que aquilo é genuína linguagem de província e que nada ali soa a falso e colado para parecer provinciano.
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

croquete
Edição Limitada
Posts: 1038
Joined: 11 Feb 2009 16:29
Contact:

Re: Fevereiro 2012 / Júlio Dinis

Postby croquete » 23 Feb 2012 14:18

Bugman wrote:nada ali soa a falso e colado para parecer provinciano


Sim, também concordo. Mas tem uma escrita muito mais bonita que o ALA.
O ALA castiga o leitor como que a perguntar " Então gostas de ler ? Então toma lá disto." :td:

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4349
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: Fevereiro 2012 / Júlio Dinis

Postby Bugman » 23 Feb 2012 15:32

Respondi-te ao comentário aqui.
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4349
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: Fevereiro 2012 / Júlio Dinis

Postby Bugman » 19 Mar 2012 13:50

Nao é que a linguagem seja complicada mas as longas explicaçoes que ele faz ao leitor estao a começar a causar baixas nos neurónios do interesse na morgadinha... :(
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4349
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: Fevereiro 2012 / Júlio Dinis

Postby Bugman » 31 Mar 2012 11:13

Ontem em conversa com outros dois utilizadores do fórum acabei por encontrar a expressão que me faltava para caracterizar a escrita de Júlio Diniz, e que serve também de resumo aos motivos pelo qual a Morgadinha vai ficar esquecidinha: sinto-me a ler o guião de uma novela da TVI!

Não quer dizer que não haja algum cuidado na escrita, nem que não capte a essência de alguns tipos, mas na verdade há ali um enrolar, um ir buscar histórias paralelas, uma necessidade de contar toda a vida das personagens até a aquele momento que me aborrecem de morte (e eu ando a ler a Roda do Tempo!). Li "Uma Família Inglesa" quando tinha cerca de 13 anos e gostei muito. Lembro-me de mais tarde ter recomeçado a ler e, por algum motivo, ter parado ainda antes de acabar o primeiro capítulo. Não sei porquê, mas desconfio que o motivo pode ser parecido pelo qual a Morgadinha vai ser fechada antes de chegar a meio... :(
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela


Return to “Autor do Mês”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest