Lady Entropy - 2011

User avatar
Lady Entropy
Papa-livros
Posts: 1094
Joined: 03 Oct 2009 12:09
Location: Porto, Portugal
Contact:

Re: Lady Entropy - 2011

Postby Lady Entropy » 30 May 2011 11:30

Image

Like M. T. Anderson's Feed (2002), this hip, fascinating thriller aggressively questions consumer culture. Seventeen-year-old Hunter lives up to his name. A "cool hunter," he's paid by corporations to comb his native Manhattan in search of street style that could become the next new trend. Hunter meets and falls for fellow teen culture-watcher Jen, just before Hunter's boss mysteriously disappears. Jen and Hunter hold the most clues, and their wild, increasingly dangerous search uncovers a plot to subvert a consumer system that dictates what is cool.


Acabei de ler o So Yesterday do Scott Westerfeld.

Curto o gajo milhões, devorei isto em 3 horitas, ele tem muito jeito para ideias e conceitos um bocado out there, que mais ninguém pensa.

O lado mau é que às vezes o final é um bocado underwhelming (mesmo problema do Extras), que foi um nadinha o caso neste livro. Mas vale bem a pena.

Por outro lado, os personagens deles são todos muito "chapa quatro" muito iguais em termos de personalidade de livro para livro. O protagonista e a love interest deste livro são extremamente parecidos com os do Peeps, por exemplo. No entanto são... agradáveis, se não originais.

Leitura fácil, divertida, instrutiva, e aprendi montes de coisas novas! :tu:
"I believe in pink. I believe that laughing is the best calorie burner. I believe in kissing, kissing a lot. I believe in being strong when everything seems to be going wrong. I believe that happy girls are the prettiest girls. I believe that tomorrow is another day and I believe in miracles."

— Audrey Hepburn

User avatar
Lady Entropy
Papa-livros
Posts: 1094
Joined: 03 Oct 2009 12:09
Location: Porto, Portugal
Contact:

Re: Lady Entropy - 2011

Postby Lady Entropy » 31 May 2011 11:32

Image

Demónios e anjos existem mesmo, ou são apenas criações dos nossos medos e esperanças?
O Joel conhece o rapaz do bairro da Babilónia que traz a “morte” no bolso e, às vezes, caminha com duas sombras ao seu lado. Estamos em cima dos doze dias do ano em que as coisas podem acontecer, e os três jotas penetram num universo desconhecido e espiritualizado, intrometendo-se na luta entre o demónio que ameaça esse rapaz e o anjo que o protege.
Os Adoradores de Baal. O maldito Círculo Amarelo. O sétimo filho da besta. O burro inteligente. O enigma da dupla sombra. E, claro, o morto contente, um jovem demónio que sorri de modo enigmático, como se estivesse contente. Será possível que ele esteja assim, com a morte suspensa, há mais de quinhentos anos? E, pior ainda, que se apreste para voltar à vida?



A série Triângulo Jota foi a "série da minha vida". Quando eu era miúda, era uma papa-livros tão grande ou maior que agora -- talvez fosse a falta de PC ou TV cabo, mas o certo é que lia e relia livros todos os dias. Li muitas séries para míudos (Uma Aventura, Os Cinco, etc.), mas nenhuma me marcou tanto como o Triângulo Jota (série que aparentemente acabou com este Volume, porque o autor se dedicou a escrever livros sobre chavalos vampiros). Muito para pena minha. Enquanto que as outras séries eram limpas e salutares, com protagonistas certinhos, e que mais parecia que estavam num anuncio de pasta dos dentes, o Triângulo Jota era uma série que não nos tratava como miúdos estúpidos. Que não "almofadava" a realidade. Havia mortes, violência, referência a tios terem sexo (que na altura me deixou um bocado horrificada), e, a partir do livro 4, palavrões. Claro que eu sabia montes desses. Era real, mas era a primeira vez que eu lia palavrões num livro. Era excitante. Era como... sei lá, fazer asneiras e não ser apanhada.

Esta série ensinou-me sobre:
- Tríades chinesas
- Tarot
- Michael Jackson
- Rituais satânicos
- Perfumismo
- Travestis
- Rituais mediums
- Kali
- Rosas
- Escrita criativa
- Cirurgia plástica
- Tráfico de orgãos
- The Doors

entre muitos outros.

A sério. Esta série não conseguia ser mais espetacular mesmo que tentasse!

Querem admirar-se porque eu preferia esta série a, digamos, Uma Aventura?

O Morto Contente começa lento. Até aborrecido, porque a Joana, 3º lado do triângulo, não se envolve a princípio. Mas o livro agarrou-me e não consegui parar de ler até ao fim. Não é tão bom como os outros, mas tem um certo charme, e plot twists abundam! E o Inspector Cavadinhas, detective Noir à portuguesa, volta.

Tenho muita pena que parece que a série acabou, porque isto é uma das poucas séries que compraria às cegas -- e que me dá vontade de ser míuda oura vez!
"I believe in pink. I believe that laughing is the best calorie burner. I believe in kissing, kissing a lot. I believe in being strong when everything seems to be going wrong. I believe that happy girls are the prettiest girls. I believe that tomorrow is another day and I believe in miracles."

— Audrey Hepburn

User avatar
Bubbles
Livro Raro
Posts: 1994
Joined: 29 Dec 2004 18:33
Location: Halifax
Contact:

Re: Lady Entropy - 2011

Postby Bubbles » 31 May 2011 13:05

Oh lady, que blast from the past! Eu adorava esta serie de livros, os dois livros "Guardado no coraçao" foram os meus preferidos durante anos na adolescencia, e devo te-los lido uma bela quantidade de vezes ^_^
"Não sou obrigada a jurar obediência às palavras de qualquer mestre" Horácio
"Um coração saudável tem um comportamento caótico"
Joana Augusto's Flick Photostream *** The Ground Beneath My Feet

User avatar
Lady Entropy
Papa-livros
Posts: 1094
Joined: 03 Oct 2009 12:09
Location: Porto, Portugal
Contact:

Re: Lady Entropy - 2011

Postby Lady Entropy » 01 Jun 2011 09:00

Image

Surpreendentemente, não odiei este livro da Sookie Stackhouse. Finalmente, coisas acontecem (peca pelo excesso, parece que a autora que apercebeu que nos livros anteriores, não acontecia nada, então tentou compensar aqui) e entre uma guerra de weres, uma de vampiros, e plots menores soltos, resolve-se uma série de coisas que estavam assim pelo ar.

Aliás, este é o meu maior problema com a novela, que, em vez de ter principio, meio e fim, parece simplesmente ser uma colecção de resoluções de coisas que começaram noutros livros, com uns quantos miniplots para encher.

Mas, all in all, foi o livro que desgostei menos desde o 1º.

Image

Por outro lado, não gostei mesmo NADA do Vampires Not Invited, e não vou voltar a ler nada desta autora. Heroína Mary Sue, com toneladas de poderes e mais alguns -- vilões aborrecidos e estúpidos. A única coisa que se aproveitava? O conceito da história. Bom, mais ou menos.

Mas aqui vou para uma das minhas rants preferidas: porque é que autores de Fantasia Urbana escrevem criaturas que são supostamente montes de antigas e montes de espertas como idiotas? Neste caso, os vampiros neste mundo são considerados "segunda categoria" pelos outros seres sobrenaturais. E eles querem mudar isso, e têm um plano para o fazer. E decidem comentar isso num nightclub de paranormais. Que é onde a heroína está e ouve.

Sim. Não estou a gozar. A heroína vai curtir prá night, e descobre que a razão dos ataques das pixies (que toda a gente acha que são random) foram encomendados pelos vampiros que querem usar isso como distração para manter a equipa de investigadores da heroína. Já para não falar da magnifica cena de "As you know, Bob" onde o vampiro principal faz, por razão nenhuma, uma mega exposição do seu plano ao seu servo -- feito apenas para benefício da autora para a heroína que estava invisível a espiar os dois.

Horrível!

Image

Em comparação, El Sol de Breda, terceiro livro da série do Capitão Alatriste, é bom. Não tão "swashbuckling" como os dois livros anteriores, mas mesmo assim muito muito bem escrito, o narrador tem uma voz muito interessante e agradável, e pinta um quadro muito realista da guerra de espanha na flandres. Acho que é isso que faz falta a Portugal: um autor que consiga pegar em épocas históricas e escrever livros instrutivos E interessantes. A pesquisa e informação dada neste livro é inacreditável. Não consigo evitar comparar com o Evangelho do Enforcado e ver o quão mais pobre o David Soares é em termos de escrita e pesquisa. Não sou daqueles que gostam de dizer que só o que se faz lá fora é bom, mas tenho que dizer que nisto, os espanhois batem-nos aos pontos.


E assim se conclui com sucesso, Maio! 17 livros no mês, e 100 livros este ano em total! Go me. Acabei por ler montes de fantasia (e eu a pensar que já me safava, depois de Abril), mas, all in all, uma experiência muito interessante.

Agora tenho é que ler o livro que o Samwise amávelmente me emprestou pelo correio, Stephen King, mas que não tive tempo para ler.


Maio:
Desafio - Ler 10 livros sugeridos pelos outros Forumias - Desafio Superado :tu:
Desafio secundário: ler mais 7 livros, e chegar aos 100 livros lidos neste ano - Desafio Superado :tu:

1 -The Lord of the Rings: The Fellowship of the Rings - J R R Tolkien (sugestão Tzimbi)
2 -The Lord of the Rings: The Two Towers - J R R Tolkien(sugestão Tzimbi)
3 -The Lord of the Rings: The Return of the King - J R R Tolkien (sugestão Tzimbi) (1008 páginas)
4 - Capitán Alatriste: El Sol de Breda - Artur Perez-Reverte (sugestão MAGG) (265 páginas)
5 - Chronicles of the Ohtori: Brilliance of the Moon - Liam Hearn (sugestão Sofiuska ) (350 páginas)
6 - O Evangelho do Enforcado - David "Alan Moore de Meia-Tijela" Soares (sugestão Anibunny) :pissed: (341 páginas)
7 - Earthsea Quartet: A Wizard of EarthSea - Ursula K Leguin(sugestão MAGG)
8 - Earthsea Quartet: The Tombs of Atuan - Ursula K Leguin(sugestão MAGG)
9 - Earthsea Quartet: The Farthest Shore - Ursula K Leguin (sugestão MAGG)
10 - Earthsea Quartet: Tehanu - Ursula K Leguin (sugestão MAGG) (691 páginas)

1 - Fragile Eternity - Melissa Marr (389 páginas)
2 - Radiant Shadows - Melissa Marr (340 páginas)
3 - Darkest Mercy - Melissa Marr (327 páginas)
4 - Triângulo Jota: O Morto Contente - Álvaro de Magalhães (169 páginas)
5 - Vampires Not Invited - Cheyenne McCray (322 páginas)
6 - So Yesterday - Scott Westerfeld (238 páginas)
7 - From Dead to Worse - Charlaine Harris (359 páginas)

Total Livros - 17
Total Páginas - 4.799
"I believe in pink. I believe that laughing is the best calorie burner. I believe in kissing, kissing a lot. I believe in being strong when everything seems to be going wrong. I believe that happy girls are the prettiest girls. I believe that tomorrow is another day and I believe in miracles."

— Audrey Hepburn

User avatar
npipas
Dicionário
Posts: 668
Joined: 24 Aug 2008 18:29
Location: Cacem
Contact:

Re: Lady Entropy - 2011

Postby npipas » 01 Jun 2011 10:25

A sério Lady quando for grande quer ser como tu... :P
100 livros é o meu objectivo para o ano todo e tu já os leste em 5 meses!!! :bow:
E ainda há gente que diz que eu leio muito... ao pé de ti sou um "menino de coro"... :blush:

Pipas :cheers:

User avatar
Lady Entropy
Papa-livros
Posts: 1094
Joined: 03 Oct 2009 12:09
Location: Porto, Portugal
Contact:

Re: Lady Entropy - 2011

Postby Lady Entropy » 18 Jun 2011 10:55

Ora bem, estamos a meio de Junho e só agora vou dar o meu desafio?

Culpem a minha viagem a Inglaterra.

Image


Como ando com a cabeça um bocado em água, e tendo ficado sem metade do mês, vou então fazer o desafio deste mês ser o "O que é nacional é bom". O meu objectivo vai ser ler todos os livros tugas que tenho na minha lista.

Para desafio secundário vou tentar chegar novamente aos 20 livros, que é para ver se mantenho a média (e chego aos 200 livros lidos no fim do ano).


Junho:
Desafio - Ler todos os livros de autores portugueses que tenho por ler na lista - Desafio a Decorrer - :bbde:
Desafio secundário - Ler 20 livros para manter a média - Desafio a decorrer :bbde:
"I believe in pink. I believe that laughing is the best calorie burner. I believe in kissing, kissing a lot. I believe in being strong when everything seems to be going wrong. I believe that happy girls are the prettiest girls. I believe that tomorrow is another day and I believe in miracles."

— Audrey Hepburn

User avatar
Lady Entropy
Papa-livros
Posts: 1094
Joined: 03 Oct 2009 12:09
Location: Porto, Portugal
Contact:

Re: Lady Entropy - 2011

Postby Lady Entropy » 20 Jun 2011 12:33

Image Image Image

Estas foram as minhas leituras em Inglaterra, EBook, a série "Gillian Key, ParaDoc" (se bem que já encontrei outros sites que lhe chamam "Shadow Therapy").

Já tinha lido o primeiro, li agora os outros 3.

E duas coisas se podem dizer da série:

a) as capas são espetaculares
b) a série é MÁ! MESMO MUITO MÁ!

Tão má que se torna camp, e logo, por isso, a adoro! Gillian Key é uma parapsicóloga... neste sentido quer dizer que ela faz avaliações psicológicas a seres paranormais. Sim, porque vampiros neste mundo têm uma condição chamada "Fangxiety".

Pois.

De todas as formas, Gillian é uma Mary Sue: não só é super jovem como é uma psicologa com um monte de doutoramentos, (e é uma sex therapist), e uma capitã dos Marines americanos. Toda a gente a adora, e passam a série toda a elogiá-la e a explicar o quão espetacular ela é. A história é... a Key a ir aqui e ali e

a) Ser atacada
b) Ser raptada
c) Ter sexo com alguém
d) Ameaçar alguém

Basicamente é isso.

Eu considero esta série um dos meus prazeres secretos porque me faz acreditar que se alguém que escreve tão mal consegue ser publicado? Eu também consigo.

E é camp.

Eu adoro camp.
"I believe in pink. I believe that laughing is the best calorie burner. I believe in kissing, kissing a lot. I believe in being strong when everything seems to be going wrong. I believe that happy girls are the prettiest girls. I believe that tomorrow is another day and I believe in miracles."

— Audrey Hepburn

User avatar
Lady Entropy
Papa-livros
Posts: 1094
Joined: 03 Oct 2009 12:09
Location: Porto, Portugal
Contact:

Re: Lady Entropy - 2011

Postby Lady Entropy » 22 Jun 2011 13:20

Image

Acabei de ler o Órbias de Fábio Ventura.

O que achei que estava pior neste livro era...bem, que foi mal classificado. Este livro estava na secção de fantasia da FNAC de St. Catarina, lá em baixo, quando devia estar na secção de cima, de livros infantis.

E acho que foi por isso que recebeu tão duras críticas. Este livro não é um livro que possa recomendar a adultos porque NÃO É UM LIVRO PARA ADULTOS. Não tem a sorte de ser Harry Potter que agrada a todos, mas tenho que dar umas cepas aos maiores criticos do livro porque foram burros e não conseguiram notar que este livro é um livro para young teens. E não qualquer young teens. Raparigas que, de preferência, gostem das séries de anime magical girls.

O livro como livro normal não se aguenta, mas como livro para miudas...pá, acho que lhes ensina umas coisas interessantes:

- Amizade
- Respeitar as outras pessoas apesar das diferenças
- Falibilidade dos heróis
- Luta pela melhora pessoal
- Vilões nascidos de causas trágicas
- Traição
- Preço da vida
- Falhar, e continuar a tentar

E o final é um final do mais trágico que há. Sim, e acho que é muito bem para desabituar criancinhas do felizes para sempre. Gostei de como a heroína no final tenta lidar com a tristeza da derrota quase absoluta (primeiro livro que leio à muito tempo com um final tão negro).

A outra coisa que devo apontar é que a escrita nota-se que é inexperiente (especialmente as descrições de combate). O setting é diferente, e um bocado WTF? (nomeadamente os espíritos patronos serem o Camões, o Pessoa, o Infante D. Henrique, a Rainha Santa Isabel... Essa até me fez trocar os olhos), mas nota-se que é muito inspirado em Magic Knight Rayearth (e não tanto Sailor Moon). O World Building podia ser um bocadinho melhor e mais original, mas, novamente, acho que miudas vão gostar disto, e para elas, descrição boa e combate e world building que se lixe.

Pena que não tenha prima mais nova a quem dar o livro...
"I believe in pink. I believe that laughing is the best calorie burner. I believe in kissing, kissing a lot. I believe in being strong when everything seems to be going wrong. I believe that happy girls are the prettiest girls. I believe that tomorrow is another day and I believe in miracles."

— Audrey Hepburn

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13870
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: Lady Entropy - 2011

Postby Thanatos » 22 Jun 2011 13:38

Tás aqui, tás na lista negra. :devil:
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

urukai
Edição Única
Posts: 3232
Joined: 07 Aug 2008 23:35
Location: Lisboa
Contact:

Re: Lady Entropy - 2011

Postby urukai » 22 Jun 2011 15:23

O David Soares e o Fábio Ventura escreveram livros com os mesmos personagens??????

Fernando Pessoa e o Infante D. Henrique são, então, os culpados! :twisted:

User avatar
Anibunny
Edição Única
Posts: 2814
Joined: 10 Jun 2009 23:11
Location: Porto
Contact:

Re: Lady Entropy - 2011

Postby Anibunny » 22 Jun 2011 22:45

Olha até nem foi assim muito má :p

User avatar
Lady Entropy
Papa-livros
Posts: 1094
Joined: 03 Oct 2009 12:09
Location: Porto, Portugal
Contact:

Re: Lady Entropy - 2011

Postby Lady Entropy » 23 Jun 2011 01:27

Se querem maldade? NÃO LEIAM O PRÓLOGO!

Estraga todo o livro

Juro. À anos que não via um prólogo destruir de forma tão horrenda todas as mensagens, todo o crescimento de personagem, toda a LÓGICA da forma como o prólogo do Orbias o faz. Tenho vontade de esbofetear o autor por isto.
"I believe in pink. I believe that laughing is the best calorie burner. I believe in kissing, kissing a lot. I believe in being strong when everything seems to be going wrong. I believe that happy girls are the prettiest girls. I believe that tomorrow is another day and I believe in miracles."

— Audrey Hepburn

User avatar
Lady Entropy
Papa-livros
Posts: 1094
Joined: 03 Oct 2009 12:09
Location: Porto, Portugal
Contact:

Re: Lady Entropy - 2011

Postby Lady Entropy » 29 Jun 2011 22:17

Image

Divine Misdemeanors é mais um na colecção da Merry Gentry, escrito pela Laurell K Hamilton, autora também da progressivamente horrível Anita Blake, vampire hunter.

Merry Genty é uma fo... fadinha, pronto, uma Fae Princess\Detective\Celebrity, que é meia humana, meia Fae e por isso tem que lidar com um monte de problemas que daí advém. E o que me irrita, é que a LHK é melhor e mais interessante nesta série do que com a Anita.

Esta série está a perder um bocado de balanço, mas continua interessante, ainda que para não morrer de tédio, salte todas as cenas de sexo. Mas para quem gosta de Sidhe, Politiquisse e outras coisas interessantes, devem ler isto. Na realidade, gosto mais do "World Build" do que das histórias em si (e das personagens) e, apesar da Merry ser quase uma Mary Sue, a personagem é bem mais simpática e agradável que qualquer outra que a LHK escreveu. E as cenas de sexo são secantes, mas podemos saltá-las sem perder nada. Um dos meus secret guilty pleasures.
"I believe in pink. I believe that laughing is the best calorie burner. I believe in kissing, kissing a lot. I believe in being strong when everything seems to be going wrong. I believe that happy girls are the prettiest girls. I believe that tomorrow is another day and I believe in miracles."

— Audrey Hepburn

User avatar
Lady Entropy
Papa-livros
Posts: 1094
Joined: 03 Oct 2009 12:09
Location: Porto, Portugal
Contact:

Re: Lady Entropy - 2011

Postby Lady Entropy » 29 Jun 2011 22:50

Voltei-me, nos últimos dias, para o Teen Spy-fi, com os dois livros da série "The Squad" e o 4º volume das Gallagher Girls.

Image Image

Bayport High operates like any other high school - jocks at the top, outsiders at the bottom, and everyone else in between. Enter Toby Klein, a sophomore computer hacker who doesn't play well with others. She has zero school spirit, a black belt in karate, and what her guidance counselor calls an "attitude problem." She's the last person you’d expect to be invited to join the varsity cheerleading squad.

But things are different at Bayport.

Bayport's varsity cheer squad is made up of the hottest of the hot. But this A-list is dangerous in more ways than one. The Squad is actually a cover for the most highly trained group of underage government operatives the United States has ever assembled. Athletically, they're unmatchable, though they make it all look easy on the field. Mentally, they're exceptional - but with one flash of their gorgeous smiles, you'll completely forget that. Socially, they're gifted, so they can command and manipulate any situation. And above all, they have the perfect cover, because, beyond herkies and highlights, no one expects anything from a cheerleader.

Toby Klein might not seem like the most likely recruit, but she’s never been one to turn down a challenge. If she can hand the makeover, Bayport High may just have found its newest cheerleader.

Pretty, popular, armed, and extremely dangerous - meet The Squad


A série não está mal, li num instante e diverti-me bastante a ler. As personagens são um bocado típicas, mas tenta quebrar um bocado do normal "Protagonista incompetente que cai de para-quedas neste mundo". Aqui, pelo menos, temos uma gaja competente. No entanto, por originalidade do conceito, e por humor, gosto mais ainda das Gallagher Girls.


Image

When Cammie Morgan enrolled at the Gallagher Academy, she knew she was preparing for the dangerous life of a spy. What she didn’t know was that the serious, real-life danger would start during her junior year of high school. But that’s exactly what happened two months ago when Cammie faced off against an ancient terrorist organization dead set on kidnapping her.

Now the danger follows her everywhere, and even Cammie “The Chameleon” can’t hide. When a terrifying encounter in London reveals that one of her most-trusted allies is actually a rogue double-agent, Cammie no longer knows if she can trust her classmates, her teachers—or even her own heart.

In this fourth installment of the New York Times best-selling series, the Gallagher Girls must hack, spy, steal, and lie their way to the truth.as they go searching for answers, recognizing that the key to Cammie’s future may lie deep in the past.


Apesar de não ser tão original como os outros livros, está a tornar-se mais maduro, e mais "dark", mostrando uma maior maturidade em temas.

Claro que a personagem principal ainda tem algumas cenas parvas
Spoiler! :
(Um grupo de super vilões anda atrás dela, e ela decide fugir da academia que é o sítio mais seguro do mundo para "proteger" o resto do pessoal, abandonando família e amigos).


No entanto, li depressa e diverti-me. Enquanto não penso continuar a ler o The Squad, quero ler mais das Gallagher Girls.
"I believe in pink. I believe that laughing is the best calorie burner. I believe in kissing, kissing a lot. I believe in being strong when everything seems to be going wrong. I believe that happy girls are the prettiest girls. I believe that tomorrow is another day and I believe in miracles."

— Audrey Hepburn

User avatar
Lady Entropy
Papa-livros
Posts: 1094
Joined: 03 Oct 2009 12:09
Location: Porto, Portugal
Contact:

Re: Lady Entropy - 2011

Postby Lady Entropy » 10 Aug 2011 12:31

É uma vergonha. Sem dúvida.

Eu, a Lady Entropy, a papa livros...

Só leu um livro (1) em todo Julho.

Admitidamente, as mudanças em casa (tenho um corredor cheio de estantes, viva!), o computador novo (que dá para correr jogos que antes nem podia sonhar), e as obras andaram a dar-me água pelas barbas.

Infelizmente, parece que Agosto vai pelo mesmo caminho -- tenho lido mais comics e bd do que livros livros - tive algumas surpresas desagradáveis (Blood Work) e algumas interessantes (Echo).

Enfim.

Em Julho li o primeiro volume da trilogia do Scott Westerfeld, Midnighters, e confesso que cada vez gosto mais do autor -- está a competir com a Enid Blyton e com o autor do Triângulo Jota para "Autor Favorito de Young Adult".

Chegaram-me livros novos, entretanto, desde a prendinha que ganhei no concurso aqui do BBDE, até ao Hidden Budhas -- assim que puder, vou actualizar a minha lista de "To Read".
"I believe in pink. I believe that laughing is the best calorie burner. I believe in kissing, kissing a lot. I believe in being strong when everything seems to be going wrong. I believe that happy girls are the prettiest girls. I believe that tomorrow is another day and I believe in miracles."

— Audrey Hepburn


Return to “Arquivo - 2011”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron