Dom Casmurro - Machado de Assis [Concluído]

Qual das seguintes imagens escolheria para a capa de "Dom Casmurro"?

Poll ended at 07 Oct 2013 23:08

Lady Agnew of Lochnaw
3
33%
Spanish Dancer
5
56%
A Roman Lady
0
No votes
Young Woman at Piano
1
11%
 
Total votes: 9

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Dom Casmurro - Machado de Assis [Concluído]

Postby vampiregrave » 13 Sep 2013 09:56

O primeiro clássico de literatura brasileira que será tratado no âmbito do Projecto Adamastor :bbde:
Textos Fonte:
Machacdo.mec.gov.br
Wikisource

Venham daí as vossas sugestões para capa. Assim que tiver uma melhor noção do enredo partilharei também as minhas.

Resumo da obra
O romance inicia-se numa situação posterior a todos os seus acontecimentos. Bento Santiago, já um homem de idade, conta ao leitor como recebeu a alcunha de Dom Casmurro. A expressão fora inventada por um jovem poeta, que tentara ler para ele no trem alguns de seus versos. Como Bento cochilara durante a leitura, o rapaz ficou chateado e começou a chamá-lo daquela forma.

O narrador inicia então o projeto de rememorar sua existência, o que ele chama de "atar as duas pontas da vida". O leitor é apresentado à infância de Bentinho, quando ele vivia com a família num casarão da rua de Matacavalos.

O primeiro fato relevante narrado é também seu primeiro motivo de preocupação. Bentinho escuta uma conversa entre José Dias e dona Glória: ela pretende mandá-lo ao seminário no cumprimento de uma promessa feita pouco antes de seu nascimento. A mãe, que já havia perdido um filho, prometera que, se o segundo filho nascesse "varão", ela faria dele padre. Na conversa, dona Glória soubera da amizade estreita entre o menino e a filha de Pádua, Capitolina.

Bentinho fica furioso com José Dias, que o denunciara, e expõe a situação a Capitu. A menina ouve tudo com atenção e começa a arquitetar uma maneira de Bentinho escapar do seminário, mas todos os seus planos fracassam. O garoto segue para o seminário, mas, antes de partir, sela, com um beijo em Capitu, a promessa de que se casaria com ela.

No seminário, Bentinho conhece Ezequiel de Souza Escobar, que se torna seu melhor amigo. Em uma visita a sua família, Bentinho leva Escobar e Capitu o conhece.

Enquanto Bentinho estuda para se tornar padre, Capitu estreita relações com dona Glória, que passa a ver com bons olhos a relação do filho com a garota. Dona Glória ainda não sabe, contudo, como resolver o problema da promessa e pensa em consultar o papa. Escobar é quem encontra a solução: a mãe, em desespero, prometera a Deus um sacerdote que não precisava, necessariamente, ser Bentinho. Por isso, no lugar dele, um escravo é enviado ao seminário e ordena-se padre.

Bentinho vai estudar direito no Largo de São Francisco, em São Paulo. Quando conclui os estudos, torna-se o doutor Bento de Albuquerque Santiago. Ocorre então o casamento tão esperado entre Bento e Capitu. Escobar, por seu lado, casara-se com Sancha, uma antiga amiga de colégio de Capitu. Capitu e Bentinho formam um "duo afinadíssimo".

Essa felicidade, entretanto, começa a ser ameaçada com a demora do casal em ter um filho. Escobar e Sancha não encontram a mesma dificuldade: têm uma bela menina, a quem colocam o nome de Capitolina.

Depois de alguns anos, Capitu finalmente tem um filho, e o casal pode retribuir a homenagem que Escobar e Sancha lhe haviam prestado: o filho é batizado com o nome de Ezequiel.

Os casais passam a conviver intensamente. Bento vê uma semelhança terrível entre o pequeno Ezequiel e seu amigo Escobar, que, numa de suas aventuras na praia - o personagem era excelente nadador -, morre afogado.

Bento enxerga no filho a figura do amigo falecido e fica convencido de que fora traído pela mulher. Resolve suicidar-se bebendo uma xícara de café envenenado. Quando Ezequiel entra em seu escritório, decide matar a criança, mas desiste no último momento. Diz ao garoto, então, que não é seu pai. Capitu escuta tudo e lamenta-se pelo ciúme de Bentinho, que, segundo ela, fora despertado pela casualidade da semelhança.

Após inúmeras discussões, o casal decide separar-se. Arruma-se uma viagem para a Europa com o intuito de encobrir a nova situação, que levantaria muita polêmica. O protagonista retorna sozinho ao Brasil e se torna, pouco a pouco, o amargo Dom Casmurro. Capitu morre no exterior e Ezequiel tenta reatar relações com ele, mas a semelhança extrema com Escobar faz com que Bento Santiago o rejeite novamente. O destino de Ezequiel é infeliz: ele morre de febre tifóide durante uma pesquisa arqueológica em Jerusalém.

Triste e nostálgico, o narrador constrói uma casa que imita sua casa de infância, na rua de Matacavalos. O próprio livro é também uma tentativa de recuperar o sentido de sua vida. No fim, o narrador parece menosprezar um pouco a própria criação. Convence-se de que o melhor a fazer agora é escrever outra obra sobre "a história dos subúrbios".


Imagens para votação




User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Dom Casmurro - Machado de Assis [Em Desenvolvimento]

Postby Samwise » 13 Sep 2013 12:03

Considero muito positivo para o Adamastor poder contar com literatura brasileira. :tu:

Na sequência do teu repto denominado "Tempestade Cerebral" (boa tradução à letra, btw :mrgreen: ) - e que tal pensar em literatura de outros PALOP também?
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: Dom Casmurro - Machado de Assis [Em Desenvolvimento]

Postby vampiregrave » 13 Sep 2013 13:52

Samwise wrote:Considero muito positivo para o Adamastor poder contar com literatura brasileira. :tu:

Na sequência do teu repto denominado "Tempestade Cerebral" (boa tradução à letra, btw :mrgreen: ) - e que tal pensar em literatura de outros PALOP também?


Não tenho nada contra a ideia, mas teria que investigar a disponibilidade das obras em formato digital. Se tiveres alguma sugestão específica a nível de autor/obra, coloca na tempestade B)

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: Dom Casmurro - Machado de Assis [Em Desenvolvimento]

Postby vampiregrave » 16 Sep 2013 21:00

Comecei a revisão. Como é meu costume, quando não tenho nenhuma edição da obra que estou a rever, encomendei uma das edições mais recentes. Optei pela edição da Relógio d'Água, que junta Dom Casmurro e Esaú e Jacó no mesmo volume. Eis senão que me deparo com isto logo ao abrir o livro:

"Dado o actual contexto ortográfico de transição da língua portuguesa optou-se por manter a grafia da edição brasileira utilizada."

Portanto, o acordo ortográfico é agora utilizado como desculpa para apresentar ao consumidor um produto que nada acrescenta aos textos disponíveis online, cobrando quase vinte euros por isso...

Uma coisa é certa, estes não me voltam a enganar :P

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: Dom Casmurro - Machado de Assis [Em Desenvolvimento]

Postby vampiregrave » 19 Sep 2013 09:02

A primeira sugestão para imagem de capa (carece de autorização), baseada na adaptação cinematográfica creio eu:

Image

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: Dom Casmurro - Machado de Assis [Em Desenvolvimento]

Postby vampiregrave » 01 Oct 2013 09:23

Mais algumas sugestões. Já contactei o autor da primeira imagem que sugeri mas, até agora, ainda não obtive resposta.


User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: Dom Casmurro - Machado de Assis [Em Desenvolvimento]

Postby vampiregrave » 01 Oct 2013 21:07

Últimas sugestões:



Aproveitei também para editar o post principal com um resumo da obra. Dentro em breve dou início à votação.

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: Dom Casmurro - Machado de Assis [Em Desenvolvimento]

Postby vampiregrave » 02 Oct 2013 23:09

Votação aberta. Apesar da minha preferência pela primeira sugestão que aqui apresentei, como não obtive qualquer resposta do autor, resolvi excluí-la da lista.

User avatar
MAGG
Livro Raro
Posts: 2010
Joined: 11 Sep 2009 13:26
Location: Mar de Dentro ...
Contact:

Re: Dom Casmurro - Machado de Assis [Em Desenvolvimento]

Postby MAGG » 03 Oct 2013 15:41

Votado :)

User avatar
nimzabo
Enciclopédia
Posts: 971
Joined: 26 Sep 2009 22:07
Contact:

Re: Dom Casmurro - Machado de Assis [Em Desenvolvimento]

Postby nimzabo » 03 Oct 2013 18:19

Este é um dos livros que tenho curiosidade de ler mas nem sabia muito bem do que tratava.
E continuo sem saber mas depois de ler 3 ou 4 frases na diagonal, do resumo, dá-me ideia que se calhar nem me interessa tanto assim.
Madame Bovary e Great Gatsby, por exemplo, são dois grandes nomes que li e que não me disseram grande coisa.
Pergunto-me se não será também o caso deste.

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: Dom Casmurro - Machado de Assis [Em Desenvolvimento]

Postby vampiregrave » 03 Oct 2013 19:17

nimzabo wrote:Este é um dos livros que tenho curiosidade de ler mas nem sabia muito bem do que tratava.
E continuo sem saber mas depois de ler 3 ou 4 frases na diagonal, do resumo, dá-me ideia que se calhar nem me interessa tanto assim.
Madame Bovary e Great Gatsby, por exemplo, são dois grandes nomes que li e que não me disseram grande coisa.
Pergunto-me se não será também o caso deste.


Tal como acontece com outras grandes obras, é a ambiguidade que torna este livro tão interessante. Os capítulos finais obrigam-te a repensar tudo o que leste, desenterrando um sem fim de pequenos pormenores que, numa primeira leitura, têm pouca importância, mas que acabam por se revelar como valiosas pistas para decifrar as motivações e o carácter das personagens principais. Existe bastante dissimulação, e não é fácil apontar o momento a partir da qual os sentimentos genuínos se tornam em mera falsidade (será até que alguma vez foram genuínos?).

Pessoalmente gostei, e acho que é uma pena que obras deste calibre sejam tão pouco divulgadas no nosso país.

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1840
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: Dom Casmurro - Machado de Assis [Em Desenvolvimento]

Postby vampiregrave » 04 Oct 2013 09:52

Se alguém estiver interessado, pode desde já descarregar uma versão praticamente final do eBook através deste link.



Return to “Obras Concluídas”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 2 guests