Travessão e hífen

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1839
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Travessão e hífen

Postby vampiregrave » 28 Mar 2014 13:09

Um ponto em que não existe controvérsia, mas que convém uniformizar, para não ser necessário desperdiçar tempo após ter sido feita a revisão da obra. A Miriam partilhou comigo algumas fontes interessantes:

Guia do Tradutor
Guia do Tradutor
N.B.: O travessão a utilizar corresponde ao travessão quadratim ou risca ( — ) e não
ao hífen ( - ), nem ao travessão meio-quadratim ( – ), os quais estão graficamente ao
mesmo nível do travessão, mas são mais curtos. Comparar:

— Verifica — dir-lhe-ei eu —, vê-se bem a diferença!
– Verifica – dir-lhe-ei eu –, vê-se bem a diferença!
- Verifica - dir-lhe-ei eu -, vê-se bem a diferença!

No entanto, graças aos atalhos de teclado, é sempre possível utilizar em qualquer
circunstância o símbolo exato:

— travessão quadratim ou risca (—): «Ctrl» + «Alt» + «Num - » ou «Alt» + «0151»
— travessão meio-quadratim ou meia-risca (–): «Ctrl» + «Num - »
— hífen ou traço de união (-): «-»

Em MS Word, estando ativada a opção Replace hyphens (--) with dash (–) (verificar
em Tools / AutoCorrect Options / AutoFormat) quando um hífen (ou dois) é
introduzido, protegido por um espaço de cada lado, entre letras ou números, é
geralmente transformado num travessão meio-quadratim (–). É impossível uma
idêntica automatização para o travessão quadratim.


Quanto ao uso do travessão em geral:
http://publications.europa.eu/code/pt/pt-4100408pt.htm

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4347
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: Travessão e hífen

Postby Bugman » 28 Mar 2014 13:13

Já tinha pensado nisso na Morgadinha... Vai ser bonito rever aquelas 700 páginas à cata de travessões e hífens... :(
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1839
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: Travessão e hífen

Postby vampiregrave » 28 Mar 2014 13:17

Bugman wrote:Já tinha pensado nisso na Morgadinha... Vai ser bonito rever aquelas 700 páginas à cata de travessões e hífens... :(


Com o Find & Replace é relativamente simples, não dá é para fazer replace all para todos os casos.

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4347
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: Travessão e hífen

Postby Bugman » 28 Mar 2014 14:13

Sim, claramente não vou fazer scroll página a página. Acontece que, como boa "novela" que é, aquilo tem discurso directo p'ra caramba, se é que me faço entender!
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Travessão e hífen

Postby Samwise » 28 Mar 2014 14:47

Uma questão: em que circunstâncias se usa o "travessão meio-quadratim"?

Acho que nunca dei sequer por tal símbolo... enquanto que é relativamente simples de distinguir e de perceber os contextos de utilização dos outro dois.
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1839
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: Travessão e hífen

Postby vampiregrave » 28 Mar 2014 15:21

Boa questão. Só em casos muito específicos ao que parece.

Wikipedia, artigo em inglês:
En dash
The en dash, n dash, n-rule, or "nut" (–) is traditionally half the width of an em dash.[5][6] In modern fonts, the length of the en dash is not standardized, and the en dash is often more than half the width of the em dash.[7] The widths of en and em dashes have also been specified as being equal to those of the upper-case letters N and M respectively,[8][9] and at other times to the widths of the lower-case letters.[7][10]
In most uses of en dashes, they are closed up to the joined words. It is only in the role of em dashes – for example, in setting off parenthetical statements such as this one – that they take spaces around them.


Wikipedia, artigo em português:
A meia-risca (também chamada de traço de ligação, meio-traço ou traço médio) é um sinal de pontuação que serve para unir os valores extremos de uma série, como números (1–10), letras (A–Z) ou outras, indicando ausência de intervalos na enumeração.
Serve igualmente para unir palavras que tenham um nexo lógico (ex.: a viagem Lisboa–Porto). Esta opção é particularmente útil quando uma das palavras é composta e já tem hífens (ex.: Linda-a-Velha–Lisboa).
Em alguns textos, geralmente curtos ou compostos em fonte bastonada (não-serifada), é usado no lugar do travessão.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Travessão e hífen

Postby Samwise » 16 Apr 2014 20:22

Constatei, durante o processo inicial de revisão, que o texto que utilizei como base tinha os travessões quadratim todos grafados como meio-quadratim. Foi fácil alterar neste caso, porque não há situações de uso do meio quadratim no texto.

É um bocado estranho não ter um símbolo destes no teclado, para uso directo (ou com shift, até porque não é nada invulgar o seu uso).
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
vampiregrave
Livro Raro
Posts: 1839
Joined: 11 Apr 2010 18:32
Location: Lisboa
Contact:

Re: Travessão e hífen

Postby vampiregrave » 16 Apr 2014 20:25

Samwise wrote:Constatei, durante o processo inicial de revisão, que o texto que utilizei como base tinha os travessões quadratim todos grafados como meio-quadratim. Foi fácil alterar neste caso, porque não há situações de uso do meio quadratim no texto.

É um bocado estranho não ter um símbolo destes no teclado, para uso directo (ou com shift, até porque não é nada invulgar o seu uso.


Alt + 0151 não dá grande jeito não :P Mas provavelmente é possível personalizar o atalho no Word. Também podes simplesmente fazer insert.


Return to “Critérios de Edição e Revisão”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron