O Atentado

O espaço para a colocação de textos da autoria dos membros do BBdE.
User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4349
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

O Atentado

Postby Bugman » 11 Oct 2011 15:16

O Atentado

Ribomba um trovão junto à estação
Assenta no chvo agora o pó da explosão
Pararam de rodar máquinas
Carruagens
Vagões
Reune-se agora a curiosa multidão
Ansiosa de sangue
Sedenta de ver
Os mártires da causa que não conhecem
Não sabem o manifesto ainda agora a ser escrito
Ao redor de uma mesa coberta de carne
De sumo
De pão
Ao redor de uma mesa se fez uma revolução
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela

Return to “Escritos & Outros”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 4 guests

cron