Assim

User avatar
Drops
Dicionário
Posts: 709
Joined: 04 Jan 2005 03:49
Location: somewhere over the rainbow
Contact:

Assim

Postby Drops » 02 Jan 2009 14:53

E é de saber que já não somos que se desenrola a história deste capítulo. De saber que a distância passou a abismo, e que os telefones deixaram de fazer sentido quando já não nos conhecemos.
A vida parece abrir-me horizontes novos a cada dia, e no meio de nenhures a solidão perdeu-me o rasto. A cabeça manteve-se ocupada, e um dia destes percebi que raramente atravessas os meus pensamentos, que a saudade se fez à estrada, que o carinho caiu no esquecimento.

Hoje não me conheces, faço parte de um álbum de fotos já meias envelhecidas, e os teus passos já não dependem dos meus.

E é de saber que as coisas correm bem, finalmente bem, que o meu ser descansa de noite. De saber que o tempo passou a eternidade, e que as palavras são desnecessárias quando já não nos encontramos a cada esquina.
Sou finalmente o epicentro dos meus dias, as peças começam a encaixar, as obrigações impedem-me de pensar. Ao final de cada dia adormeço com um sorriso, e de ti, apenas um sussuro suave me diz que estás bem, ou talvez apenas melhor. A paixão, saudade, esse amor que apregoavas ao vento... passaram a memórias que raramente recordas, e sei que sorris com mais frequência.

Hoje sei que não te conheço, fazes parte da letra de uma música antiga, e os meus sorrisos já não dependem dos teus.

E embora isto seja uma espécie de despedida, já nada é sobre ti, nem por ti, nem para ti. Hoje o narcisismo atingiu o seu ponto mais alto, e este talvez seja um grito de glória "Uma vez mais eu sobrevivi!".


E como uma pessoa, por vezes muito sábia, disse: "De amor, só morreram Romeu e Julieta, e foi só mesmo porque Shakespear quis!"


16-11-2008
"I'm not crazy I'm just a little unwell..."

User avatar
azert
Edição Única
Posts: 2705
Joined: 14 Sep 2007 12:30
Location: Braga
Contact:

Re: Assim

Postby azert » 02 Jan 2009 20:14

Gostei muito desta expressão "Sou finalmente o epicentro dos meus dias". Faz-me lembrar uma canção já antiguinha que dizia "se falo em mim e não em ti é que nesse momento já me despedi".
Há, de facto, um trabalho de recentramento (não sei se o termo existe) após o final de uma ligação forte com outra pessoa, tal como dizes no teu texto.
Image Image

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Re: Assim

Postby Pedro Farinha » 02 Jan 2009 23:47

Também gostei muito do teu texto Drops. acho que desta vez conseguiste por bem os sentimentos sem caíres para o lado das lamechices ou dos lugares comuns.

Azert quanto a isso do recentramento não sei não. A minha vida sempre foi muito pacata e por isso tenho pouca experiência dessas cavalgadas sinusoidais de muito bem ou muito mal, mas acho que a minha vida descentrou-se de mim lá para os 20 e poucos anos e só foi variando qual o centro. Nunca me senti como o centro de coisa nenhuma, antes como a base de sustentação de todos os outros.


Return to “Drops”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 2 guests

cron