Uma coisa qualquer

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13871
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Uma coisa qualquer

Postby Thanatos » 01 Oct 2010 22:44

Pediram-me um texto sobre qualquer coisa. Mas um texto sobre qualquer coisa mesmo que seja sobre uma coisa qualquer, qualquer terá de ser a coisa para que seja um texto sobre essa coisa. Qualquer que ela seja. E assim tamborilando os dedos e ruminando o tabaco e burilando os neurónios pensei que coisa qualquer poderia eu escrever nesse tal texto. Poderia escrever sobre cera, lacre, graxa de sapatos? Sobre feiticeiros verdes e calçadas amarelas? Sobre gnósticos sinais de triângulos e compassos? Ou poderia escrever sobre as constelações que me assombram as noites e me espiam invisíveis os dias?

Ou... ou... bolas! Que coisa tão elusiva é escrever sobre qualquer coisa. Olha, que se dane e a caminho do bar. Um shot e uma caipirinha nada mais preciso para que ela venha. A coisa, Qualquer uma. É bem-vinda.

O que eu precisava mesmo era duma musa. Daquelas como todos aqueles poetas do antigamente se gabavam de ter. Uma gaja boazona que me soprasse na orelha (e até podia soprar noutras partes mas sobre isso, seus pervertidos, não vou escrever aqui). Ah, sim. Maravilha! É duma musa que eu preciso. Para escrever uma coisa qualquer. E onde será que arranjo uma? Dantes ainda havia as páginas amarelas. Penso que ainda as há mas agora são electrónicas, digitais, limpas, assépticas, sem interesse. Nada como folhear aquele papel bíblia com anúncios catitas e que até dava para embrulhar as castanhas assadas, quentinhas, em Outubro. Olha já comia umas! Mas das boas, nada daquelas todas bichadas a saber a larvas. Pffff, dessas dispenso.

Mas divago. Queria, pois, uma musa. E se metesse anúncio? Mas alguém ainda lê os anúncios para além dos depravados à procura de sexo com mulatinhas brasileiras universitárias? E vocês já repararam na quantidade de mulatinhas brasileiras universitárias que andam a oferecer felatio no Correio da Manhã? Ainda dizem que é difícil entrar para a faculdade. O tanas. Qualquer prova oral e tá-se bem. Se calhar algumas até são como aquela ministra que há dias se enganou e trocou inflação por felatio. Olha a risota que foi. O giro era a explicarem em rodapé o que é felatio. Isso é que foi giro. Mas então, hoje em dia de politicamente correcto convém explicar tudo para as pessoas com défice de atenção focalizada ou lá que raios como chamam aos parvos agora.

Então e a musa? O tempo passa e preciso de qualquer coisa escrita. Já começo a pensar que nem uma musa me safava. Pelo menos no que concerne ao escrever qualquer coisa. Noutros aspectos talvez. Ou talvez não. Quem sabe? E não era o outro, o Besta 666 que falava e praticava muito sexo? Esse é que os tinha no sítio, com aquele mamar de cobra lá ia gozando a vida. Nunca trabalhou um dia honesto na vida e ainda hoje tem seguidores. E escrevia. Sobre qualquer coisa.

Estou bem arranjado. As horas passam, o cigarro murcha, o vinho estonteia e nada de escrever sobre qualquer coisa. Essa indefinida, impalpável, inalcançável coisa. Ó Deuses e Deusas, que querem de mim? Sacrifícios? O mais disposto que estou a ir nessa coisa dos sacrifícios é suportar uns 23% de IVA. E não me peçam mais. Que o povo é manso mas só até a panela de pressão começar a chiar.

Olha e escrevendo sobre nada acabei por escrever qualquer coisa. Aqui fica. Bom proveito.
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
Sharky
Edição Única
Posts: 4587
Joined: 19 Jun 2008 00:04
Location: Margem Sul
Contact:

Re: Uma coisa qualquer

Postby Sharky » 01 Oct 2010 22:59

Eu gosto de caminhar ao acaso, cuspir aquela treta que vai cá dentro, fazendo sentido ou não. Epá, dá para subornar o nosso subconsciente, com palavras vagas em troca de bombocas de morango, que a Musa me dá. Sabe bem.
Mas essa Musa, guardo-a para mim :P

Gostei do texto, simples e...dasss.

User avatar
Ripley
Edição Limitada
Posts: 1219
Joined: 30 Jan 2009 02:10
Location: Under some mossy rock
Contact:

Re: Uma coisa qualquer

Postby Ripley » 02 Oct 2010 01:59

Thanatos wrote:(...)
Poderia escrever sobre cera, lacre, graxa de sapatos?

E deixavas de fora os barcos, os sapatos, as couves e os reis?
Thanatos wrote:Sobre feiticeiros verdes e calçadas amarelas?

... mais o canito e os sapatitos rubi...
Thanatos wrote:O mais disposto que estou a ir nessa coisa dos sacrifícios é suportar uns 23% de IVA.

Essa parte assemelha-se à Rainha de Copas a mandar cortar cabeças, só que neste caso é mais esfuracar os bolsos dos contribuintes a ver se cai mais qualquer coisinha.

Quem inventa coisas assim se calhar consegue acreditar em seis coisas impossíveis antes do pequeno-almoço... :whistle:
"És a metade que me é tudo." [Pedro Chagas Freitas]
---§§§---
"O amor não se percebe. Não é para perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma. É a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende." [Miguel Esteves Cardoso]

User avatar
Arsénio Mata
Livro Raro
Posts: 1773
Joined: 01 Oct 2009 20:41
Location: Portimão
Contact:

Re: Uma coisa qualquer

Postby Arsénio Mata » 03 Oct 2010 19:19

Entre a musa e a besta, venha o diabo e escolha... :)
Gostei deste texto...
Only in the bloodline is this terror exposed
A knife to the eye of modern day times
Exactly what you've worked for.

A price for the pride
I can feel the distance coming
The holes in my lungs
Won't let me take this anymore.

http://umhomemsimpatico.tumblr.com/


Return to “Thanatos”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron