User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13870
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Postby Thanatos » 11 Apr 2005 11:32

A vagarosa indiferença das ondas sobressaltava-se sobre os seixos espelhados da praia. Ao longe, onde o fio do horizonte marcava os reinos da água e do ar, pequenas figuras volteavam em sarabanda incansável. Eram centenas de minúsculos pontos que traçavam trajectos em linhas invisíveis, seguindo rotas imaginárias, percorrendo trilhos ilusórios. E atrás dos minúsculos pontos uma sombra se agigantava cobrindo com manto de breu a esfera celeste e trazendo a notícia de mais um fim de dia.

Ele ali estava. Sozinho e imerso no mundo particular dos solitários. Sentado sobre os seixos, pouco acima da linha de rebentação, sentia o derradeiro toque do Phebus na pele e acariciava esquecidamente a textura lisa dos seixos castanhos. De vez em vez erguia o olhar para a sarabanda distante, mas logo tornava a fixar-se no ponto pouco à frente dos pés. O mundo solitário era um convite à reflexão, mas ele não meditava. Nem tão pouco reflectia. Apenas estava. Ali e sozinho. Esperando nem ele bem sabia o quê. Mas enquanto esperava a alma esvaziava-se da dor dos últimos dias e tudo lhe parecia sereno. Calmo, pardacento, sem mágoa nem rancor. Já tudo tinha sido decidido e os laços tinham sido cortados, definitivamente. E agora ali estava ele sozinho. Tal como ele imaginara que seria. E portanto tudo tinha ido de encontro aos desejos antigos. A insustentável ambição de ser dono de si. De não ter a quem nada dizer. Dono das horas e dos locais.

Então porque, naquele momento em que o ar e o mar são engolidos na vítrea penumbra, se sentia ele tão triste?

R. Loureiro, 2005-04-11
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Só

Postby Samwise » 11 Apr 2005 11:44

Mágnifico texto sobre a solidão!

Gsoto particularmente da envolvência da natureza descrita na primeira parte e das descrições do estado de espirito do personagem!
Os sentimentos foram apanhados na sua essências e passados para o papel enquanto ainda estavam vivos!

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Cerridwen
Edição Única
Posts: 7357
Joined: 01 Jan 2005 13:17
Location: Torres Vedras
Contact:

Re: Só

Postby Cerridwen » 12 Apr 2005 09:13

A descrição do ambiente está muito boa, bem como o resto do texto. :P [size=50](tirando o pormenor de ter sido obrigada a consultar o dicionário por causa de algumas palavritas.. :ph34r: )[/color]


Return to “Thanatos”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron