Azureus

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Azureus

Postby Samwise » 23 Apr 2009 19:26

«Não procure. Não encontrará. Não existimos.»

As indicações afiguravam-se-lhe como irrevogavelmente certas, mesmo sem grande esforço de confrontação lógica de sua parte. Representavam uma certeza, uma sentença, e uma ordem, tudo ao mesmo tempo. Não podia escapar delas e nunca teria acesso aos recursos que o permitissem fazer. Nem sequer o deixariam começar a tentar abordar uma rota de fuga.

James imaginou um edifício imenso, gigantesco até para os padrões arquitectónicos das novas sociedades, construído em parte incerta, centenas de metros debaixo do solo, com salas do tamanho de armazéns, galerias que se estendiam até se perderem de vista, grandes parques de estacionamento de tecnologia cibernética, onde clusters e clusters de servidores registavam, quase em tempo real, toda a informação que lhes chegava a partir dos mais diversos sistemas de vigilância. Imaginou bases de dados de proporções que excediam a sua noção de finito, instrumentos de medida que exigiam unidades centenas de dígitos acima daqueles com que estava habituado a lidar, e uma disponibilidade energética e tecnológica que ultrapassava a sua percepção de real.

Consciente da sua própria pequenez, sabendo-se impossibilitado de alterar a mais pequena variável da equação a seu favor, recostou-se para trás e riu-se. Riu-se tendo por certo que cada pequena gargalhada que desprendia dos lábios, cada lágrima que acompanhava o riso, estava a ser captada por variados mecanismos de gravação presentes no seu quarto, invisíveis e desconhecidos aos seus sentidos. Cada parcela de gravação do seu riso, visual e auditiva, seria prontamente comparada com as outras semelhantes, validada, separada em planos de perspectiva diferenciados, redundantes mas necessários, compactada, e armazenada em células numa base de dados que tinha por chave primária uma sequência alfanumérica de algumas dezenas de dígitos, referente à sua pessoa.

Quantos objectos no seu quarto teriam sido preparados para fazerem parte desse sistema de catalogação? Quantos componentes desses objectos teriam algoritmos de funcionamento calibrados para registarem toda e qualquer descarga energética que por eles passasse? Quantos nano-sensores teriam sido espalhados deliberadamente na sua roupa, na sua mobília, na tinta que dava cor às paredes, nas dobradiças de cada porta de cada divisão, agregados geneticamente às células de cada corpo a um subnível microscópico?

Que fariam eles com essa informação? Que futuros estariam já a ser delineados com as estatísticas e padrões de comportamento sociais decorrentes desses dados?

E os operadores? Aqueles que trabalhavam sobre os dados de tais sistemas, será que, também eles, tinham a vida dividida em pequenas parcelas de informação electrónica, espalhada por milhares de tabelas interrelacionadas, armazenadas em avançados sistemas de bases de dados, colocadas à disposição de aplicações de alerta de desvios e registo de tendências?

Vários cenários alternativos, cada qual menos interessante que o próximo, entrecruzavam-se no raciocínio de James, todos terminando em becos sem saída. Pela primeira vez na vida, James sentiu o frio absoluto e glacial do isolamento e da insignificância do indivíduo perante o universo.

A mensagem… a mensagem…

As suas actividades diárias estavam ali apresentadas pormenorizadamente, de uma forma mais detalhada do lhe que seria possível obter através da consulta à sua própria memória. A mensagem representava, para além de um aviso sério em relação ao que andava a fazer, uma insolente invasão de privacidade e um alegre espezinhar dos seus direitos como cidadão de um estado democrático. Ainda assim, aquele texto não podia ser entregue nas mãos da polícia, acompanhado de uma qualquer queixa-crime contra incertos, ou de um pedido de investigação. Seria como saltar da frigideira para o meio das chamas. Afinal de contas, eles controlavam a polícia, eles controlavam todos, tudo, físico ou virtual.

Tentara ingenuamente seguir o caminho de routing que a mensagem havia tomado pelos vários serviços de encaminhamento na Internet. Tinha vários programas que faziam esse tipo de operação. Queria perceber onde havia sido originada e quem tinha tido aquela estúpida ousadia. A busca terminou abruptamente com várias mensagem de "Autorização Negada" e "Informação Desconhecida" e “O Pedido Excedeu o Tempo”, após várias voltas ao mundo por servidores sedeados em países cada vez mais distantes.

De resto, e até àquele momento, o dia havia passado sem grandes desvios à norma, monótono, cada acção dentro dos padrões regulares de qualquer outro dia nos últimos três anos. Após oito horas de trabalho no centro de desenvolvimento aplicacional da empresa, James chegou a casa por volta das sete e meia. Tirou os óculos e esfregou o nariz nos locais onde estes assentavam. Ardia-lhe a vista por ter estado tanto tempo seguido em frente aos três ecrãs LCD que tinha sobre a secretária, a cruzar dados que aparentemente nada tinham que ver uns com os outros, fazendo correspondências remotas através de ínfimas parcelas de informação coincidente. A cabeça latejava-lhe ao ritmo do batimento cardíaco, exausta dos milhões de operações em cadeia a que havia estado dedicada durante as horas anteriores. James abriu o frigorífico, tirou uma garrafa de água-das-pedras e foi-se sentar sobre a cama. Descalçou-se sem ajuda das mãos.

Como era habitual, olhar para um computador era a última coisa que lhe apetecia fazer quando chegava do trabalho. Como era habitual, abriu o portátil - que voltou imediatamente à vida - e carregou no ícone do cliente de e-mail. Recebera 23 mensagens novas, 16 delas automaticamente arquivadas na pasta de spamm. Começou a ler as 7 que haviam sobrado na inbox. As três primeiras eram de amigos do trabalho e traziam como anexos vídeos humorísticos - James reencaminhou-as, uma a uma, para a lista de outros amigos e conhecidos, o circuito do costume; a quarta apresentava uma campanha promocional de uma agência de software, anunciava 50% de redução no preço de um programa de tratamento de imagem de que nunca tinha ouvido falar - lixo; as duas seguintes eram repetidas - recibos de operações bancárias referente ao dia anterior, transacções na bolsa de valores; e a sétima provinha de alguém intitulado Azureus, um nome que James relacionava com antigos programas que serviam para descarregar música e filmes da Internet.

O título da mensagem exibia um estranho "Relatório Diário de Actividade" e o corpo era um extenso bloco negro sem qualquer palavra visível. James moveu o rato sobre o bloco negro, seleccionando-o, e o texto da mensagem apareceu. Três linhas volvidas, James havia largado a garrafa sobre a colcha da cama, sem reparar no redondel mais escuro que começara a alastrar no local, e coçava nervosamente a barba sob o queixo.

Não procure. Não encontrará. Não existimos.

A nossa inexistência pertence a organismos secretos, não necessariamente agregados a governos ou serviços estatais.

Não procure.

Em caso de dúvida, sua ou de terceiros, esta mensagem terá sido inventada por si.

---

Boa tarde - James (Nathaniel Newton) Nash -,

---

- James (Nathaniel Newton) Nash -
#000890989030009000092032900003942002030939392-83e8748844334276462893#

:Também conhecido por:

#ONLINE#
John Currin (Último IP registado: 215.115.56.26 Em: #2019#10#12)
Henry Brolin (UIPR: 215.126.33.230 Em: #2019#10#12)
Kevin Briggs (UIPR: 214.78.190.45 Em: #2019#10#12)
LucaBrasi (UIPR: 215.20.42.112 Em: #2019#10#12)
ThePunisher (UIPR: 215.51.55.62 Em: #2019#10#11)
SweetRevenge (UIPR: 215.124.201.200 Em: #2019#10#11)
Veronica_Late (UIPR: 214.100.14.126 Em: #2019#10#11)
TheBanger (UIPR: 214.220.35.16 Em: #2019#10#11)
Ragnarok (UIPR: 215.40.89.192 Em: #2019#10#01)
UnholyKali (UIPR: 102.62.130.42 Em: #2019#08#30)
LaChikaLoca (UIPR: 215.189.174.222 Em: #2019#08#05)
DaLeppa (UIPR: 215.189.2.187 Em: #2019#08#03)

#OTHER ALIASES#
-NULL-

---

:Data de Relatório:
#2019#10#12#19:05:23:548#

---

:Início do registo:
#2019#10#12#00:00:00:001#

---

:Indumentária:
- Fato de bonbazine cinzento marca Guci,"Loja dos Fatos",factura nº08000013288, pago cartão de débito/crédito 0025-024-000-00125118, lavado seco três vezes "5 à Sec", datas: 15/08/2018, 29/10/2018, 10/01/2019
- Camisa às riscas - azuis/brancas - ao alto
- Gravata azul escura, motivos sortidos, cinzentos
- Roupa interior boxers planos, escuros, cor cinza
- Meias pretas
- Sapatas escuros, executivo, fivela prateada de lado
- Relógio cronógrafo marca Tag Heur, modelo XADV, ponteiros

---

:Resumo horário:
Saída - Residência - 08:34:48:652
Entrada - Multi-Development-Software - 09:01:15:236
Saída - Multi-Development-Software - 13:35:58:965
Entrada - Multi-Development-Software - 14:42:06:562
Saída - Multi-Development-Software - 18:58:08:147
Entrada - Residência - #N/A#

---

:Deslocações:
Residência - Trabalho - 27min
Trabalho Residência - #N/A#
Meio - Móvel - Modelo BWM Série 3 TDS cor Azul
Velocidade Média - 58Km/h
Velocidade Máxima - 162Km/h
Total Km's percorridos - 59
Total Consumo - 3,352L - 46,566Kwh

---

:Variáveis de Local:
Residência - Condomínio #302 - Rua da Conceição, nº 15, 3º Esq., 241525, Topeca
Local de Trabalho - Multi-Development-Software - Av. da Conquista - 237 - Piso térreo, 230020, Topeca Sul, Novo Parque Industrial
Outros locais - NULL

---

:Actividade laboral:
Numero de transacções com sucesso - 1.522
Numero de transacções sem sucesso - 324
índice de Produção - 41.114UP
índice de produtividade - 82,6%

---

:Refeições:
Local#1 - "Jane's Corner" - 13:48:02:153
Acompanhantes: Peter (Harley McKenzie) Hallwell (Jr.) ; Bianca (Herbert Chuster) Kostner
Local#2 - Bar - Multi-Development-Software - 18:01:09:524
Acompanhantes: - Bianca (Herbert Chuster) Kostner

---

:Contactos por telemóvel:
#972335322328 - IN - 08:20:52:984
#965555442455 - OUT - 10:26:18:265
#084584528154 - OUT - 15:36:15:545
#972335322328 - OUT - 17:58:21:954


:Operações bancárias:

# Conta 5225-2445415454-544-45465-44
- NULL
Saldo Actual - 25.354€
# Conta 5465-2445987723-148-35448-42
- NULL
Saldo Actual - 256.354€

:Registo de Movimento de cartões electrónicos:
- NULL

:Actividade Internet:

#URL's:
xttp://onlinemusicsimple.com.ue
xttp://bbde.org.ue
xttp://lsNews.com.pt
xttp://CantinhadaSogra.bl.pt
xttp://odesportodoze.bl.com
xttp://otangodeles.bl.com
xttp://imdb2.us.com
xttp://Clitcuts.uacom
xttp://pornmasternow.uacom
xttp://younude.zcom
xttp://fuckzuz.uacom

#Bibliotecas Activas:
Firefox.exe
EHorse.exe
TorrentLocatorZ.exe
NinjaIPScrambler.exe
ActiveCamera.exe
NeuronalFeedBacker.exe

#Ficheiros Transaccionados - 2.145
#Volume da Informação por Download – 21.252MB
#Volume da Informação por Upload – 28.545MB


:Consumo de recursos naturais por actividade própria:
Electricidade - 168,721Kwh
Água - 58,52L
Gás - 0,0151m3

:Dados Biométricos:
Total Batimentos Cardíacos - #N/A
Média por minuto - #N/A
Máximo Registado por minuto - #N/A
Mínimo Registado por minuto - #N/A
Total de Horas de sono 06:24:45:024
Evacuações Líquidas - 1,54L
Evacuações Sólidas – NULL

:Relações Amorosas Conhecidas:
Bianca (Herbert Chuster) Kostner, casada, 2 filhos.

:Actividade Sexual
Total de relações tentadas- NULL
Identificação de parceiros (PK) - NULL
Horários - NULL

----

:PROPÓSITO DA TRANSMISSÃO:
1º aviso para término de interferência na acção governativa #455, através da acção activista no site de opinião "Eles querem é Tango!" (URL- xttp://otangodeles.bl.com)
Incumprimento com a sugestão levará à divulgação de informações indesejadas a conhecidos próximos.
----

Tenha o resto de um bom dia - James (Nathaniel Newton) Nash -



Com numa experiência alucinatória induzida por XTrZ, as variáveis numéricas contidas na mensagem rodopiavam livremente pela memória de James, uma após outra, clamando a atenção da percepção imediata. Descontrolado, não conseguir exercer qualquer força disciplinadora sobre elas.

James levantou-se então da cama e fez a única coisa que imaginou como lógica: sentado em frente ao portátil, resumiu tudo aquilo que se havia passado e publicou o texto disfarçado de conto futurista num conhecido fórum de literatura, para que todos pudessem ler, ficar avisados, e meditar sobre a triste situação em que, ignorando, se encontravam.

Adivinhou que a publicação seria recebida pelos leitores com um sorriso nos lábios, pensando tratar-se de uma brincadeira bem orquestrada, de um fogacho de imaginação fértil na cabeça de um técnico de informática pouco inspirado. Uma coisa era certa, as suas reacções à leitura do conto estariam a ser rigorosamente medidas e armazenadas para futura análise específica, em contextos particulares ainda por determinar. Tal como tudo o resto que faziam durante as 24 horas do dia.

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Sharky
Edição Única
Posts: 4587
Joined: 19 Jun 2008 00:04
Location: Margem Sul
Contact:

Re: Azureus

Postby Sharky » 23 Apr 2009 20:21

Bem original, muito fixe :thumbsup:

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Re: Azureus

Postby Pedro Farinha » 23 Apr 2009 20:40

:notworthy: :notworthy: :notworthy:

Muito bom Sam, como sempre, quando dás larga a ela, a tua imaginação é espantosa. Gostei, ainda, dos detalhes da informação do relatório (incluindo o bbde.org.ue) e da forma arranjada pelo James para a denúncia.

:notworthy: :notworthy: :notworthy:

User avatar
Venom
Encadernado a Couro
Posts: 488
Joined: 01 Jan 2005 03:17
Contact:

Re: Azureus

Postby Venom » 24 Apr 2009 01:06

Muito bom, nota especial para o mail, excelente atenção aos detalhes. Só tenho uma coisa a apontar

Evacuações Líquidas m3 - 1,54L


Se o m3 for metro cúbico então porque é que a quantidade vem em litro?

Venom
no sci-fi masterpiece depicts an AI that, upon coming online and searching its database in an effort to better understand mankind, responds by shouting, “You guys are awesome! We should get nachos!

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Azureus

Postby Samwise » 24 Apr 2009 10:06

Venom wrote:
Evacuações Líquidas m3 - 1,54L


Se o m3 for metro cúbico então porque é que a quantidade vem em litro?

Venom


Há mais algumas calinadas semelhantes ali para o meio... :rolleyes:
Significa que não lhe fiz assim uma revisão muito cuidada. Foi terminar, limpar os erros ortográficos mais simples (com o dicionário do Word) e publicar. Sempre posso argumentar que foi assim tal e qual que recebi a mensagem ( :mrgreen4nw: ).

Anyway, obrigado a todos pelos comentários. O assunto é engraçado (entre aspas) para divagar e para nos fazer pensar onde terminará a nossa ingenuidade e começará a realidade.

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Ripley
Edição Limitada
Posts: 1219
Joined: 30 Jan 2009 02:10
Location: Under some mossy rock
Contact:

Re: Azureus

Postby Ripley » 24 Apr 2009 12:28

Caramba! A nossa discussão sobre legislação vs (i)legalidade dos downloads deu nisto?
Sam, estou a ver que o PotatoFace tem que te arranjar uns diplomas e ofícios sobre matéria fiscal daqueles bem giros que baralham toda a gente (lembram-se da eterna discussão do IA, não lembram?) para te inspirar mais :mrgreen4nw:

Excelente texto. Recordou-me o início de um livro, Getting Back de William Dietrich. Eras capaz de gostar.
"És a metade que me é tudo." [Pedro Chagas Freitas]
---§§§---
"O amor não se percebe. Não é para perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma. É a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende." [Miguel Esteves Cardoso]

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Azureus

Postby Samwise » 24 Apr 2009 12:48

Ripley wrote:Caramba! A nossa discussão sobre legislação vs (i)legalidade dos downloads deu nisto?
Sam, estou a ver que o PotatoFace tem que te arranjar uns diplomas e ofícios sobre matéria fiscal daqueles bem giros que baralham toda a gente (lembram-se da eterna discussão do IA, não lembram?) para te inspirar mais :mrgreen4nw:


:biggrin:

A ideia não proveio do contexto/discussão legalista do tema. Foi antes a partir do e-mail que escrevi para mandar para a SPA, e depois para o IGAC - algures a meio da sua feitura comecei a pensar nos contras: e se estes tipos tiverem uma base de dados daquelas que sempre imaginámos mas nunca julgámos plausível, onde vão buscar informações sobre o comum cidadão supostamente anónimo que navega na Internet? Tipo: "Estás a querer saber das leis para veres se te safas, é? Aqui no nosso registo tens corrida aí para uns 20 anos a ver o Sol às tiras..." :devil2:

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5488
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: Azureus

Postby pco69 » 24 Apr 2009 14:07

Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...


Return to “Samwise”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron