Philip K. Dick

Escolha um autor e fomente uma discussão sobre a sua obra e a sua vida
Wallace
Encadernado a Couro
Posts: 348
Joined: 02 Jan 2005 18:30
Location: Highlands of Scotland
Contact:

Philip K. Dick

Postby Wallace » 18 Feb 2006 04:44

Tenho lido alguns livros dele, tenho gostado, mas como ha pouca coisa ca no forum deste conhecido e aclamado autor, vou por aqui umas coisinhas. É tudo retirado do site da Presença, editora cá dos livros dele (pelo menos a mais visível).

[size=125]Philip K. Dick[/color]
[img]http://www.presenca.pt/images/autores/philip%20k.dick._med.jpg[/img]

Philip K. Dick (1928), viveu a maior parte da sua vida na Califórnia. A sua obra, de cariz profundamente experimental, questiona as bases da própria existência humana, revelando-nos uma visão futurista do Universo, onde realidade e ficção se misturam, num gesto de perícia inigualável. Uma escrita ao mesmo tempo trespassada pelas vivências do autor, sendo disso exemplo, o título A Scanner Darkly, dedicado a muitos dos seus amigos atingidos pelo flagelo das drogas, uma realidade que também ele conheceu de perto nos momentos mais conturbados da sua vida.
Na década de 50, Dick começa a escrever para revistas de ficção científica, desenvolvendo um estilo nunca visto até então e assumindo um lugar de destaque na literatura de ficção científica. As décadas de 50, 60 e 70 foram períodos especialmente produtivos da sua carreira enquanto escritor. Em 1962 ganhava o 'Grande Prémio da Ficção Científica' com a obra The Man In The High Castle e em 1974, com Flow My Tears, The Policeman Said, conquistou o 'Prémio John W. Campbell'. Aos poucos, o seu nome tornava-se imperativo no género da ficção científica.
Philip K. Dick fizera nascer uma vasta obra, com cerca de 36 livros publicados, que viria a ser mais conhecida após a sua morte, em 1982, na sequência de um ataque cardíaco.

Titulo: À ESPERA DO ANO PASSADO
[img]http://www.presenca.pt/images/livros/01240021_gra.jpg[/img]
Tema: Literatura
Colecção: Viajantes no Tempo
Nº na Colecção: 21
Preço c/iva: €12,47
ISBN: 9722332481
Nº de Páginas: 240
Data de lançamento:
7-9-2004

Sinopse: No livro À Espera do Ano Passado viajamos a um futuro próximo, e encontramos uma humanidade que se move no espaço interplanetário, mas que se encontra espartilhada numa guerra aparentemente invencível contra um inimigo alienígena. O seu incerto futuro está depositado nas mãos de um único homem, Molinari, uma figura enigmática e obscura. Mas conseguirá este líder supremo da humanidade salvá-la de um fim catastrófico?

Titulo: PAGO PARA ESQUECER
[img]http://www.presenca.pt/images/livros/01240014_gra.jpg[/img]
Tema: Literatura
Colecção: Viajantes no Tempo
Nº na Colecção: 14
Preço c/iva: €17,45
ISBN: 9722331477
Nº de Páginas: 272
Data de lançamento:
3-2-2004

Sinopse: Autor de cerca de 120 short stories, muitas das quais publicadas em magazines pulp, Philip Dick só conseguiria impor-se como autor com a publicação de The Man in the High Castle (1962) que foi galardoado com o Hugo Award de 1963, seguido do British SF Award de 1967 atribuído a Os Três Estigmas de Palmer Eldritch publicado pela Presença. Pago Para Esquecer de 1953 é o conto que dá o nome a este livro que conta também com uma recolha de 11 short stories escritas entre as décadas de 50 e 70. O conceito do anti-herói, a existência de mundos alternativos, as viagens no tempo, são alguns dos temas abordados pelo autor. A adaptação cinematográfica deste livro tem estreia marcada para dia 19 de Fevereiro, com distribuição da Lusomundo.

Titulo: UBIK - ENTRE DOIS MUNDOS
[img]http://www.presenca.pt/images/livros/01240007_gra.JPG[/img]
Tema: Literatura
Colecção: Viajantes no Tempo
Nº na Colecção: 7
Preço c/iva: €14,96
ISBN: 9722330284
Nº de Páginas: 204
Data de lançamento:
6-5-2003

Sinopse: Ubik, tal como Blade Runner ou Minority Report, é uma das obras-primas de Philip K. Dick. Um dos livros mais assinaláveis dos anos 60, foi escrito num estilo muito próximo da pulp fiction e encerra tanto um thriller como um romance. O enredo desenrola-se numa atmosfera futurista, no ano de 1992, em que os avanços tecnológicos permitem manter os defuntos num estado de meia-vida até à próxima reencarnação. É criada em Nova Iorque uma organização que emprega pessoas com vários talentos psíquicos, desde telepatas a precogs, entre outros. Do mesmo autor de Relatório Minoritário e de Os Três Estigmas de Palmer Eldritch, Ubik é uma espantosa comédia metafísica sobre o medo da morte e a salvação, em que as pessoas são congeladas, num estado de meia-vida. Mais um livro deste consagrado autor que integra a colecção Viajantes no Tempo.

Titulo: OS TRS ESTIGMAS DE PALMER ELDRITCH
[img]http://www.presenca.pt/images/livros/01240005_gra.JPG[/img]
Tema: Literatura
Colecção: Viajantes no Tempo
Nº na Colecção: 5
Preço c/iva: €12,47
ISBN: 9722330098
Nº de Páginas: 210
Data de lançamento:
5-3-2003

Sinopse: Num futuro não muito longínquo, Leo Bulero é um capitalista que distribui uma substância chamada Do-C aos habitantes de Marte, que à falta de outras distracções locais (se excluirmos o sexo) se entregam continuamente a ilusões da dita substância. No entanto, este monopólio de Bulero parece estar ameaçado por uma nova droga de translação designada U-Melhor. Palmer Eldritch, um homem de negócios exilado numa galáxia distante, é o detentor desta nova substância que em vez de ilusões, cria realidades, levando as pessoas a ela sujeitas a deslocarem-se, no espaço e no tempo, por vários futuros possíveis. O preço da utilização desta droga é o controlo de Palmer Eldritch do universo privado de cada um – universo esse do qual ninguém pode sair, nem mesmo morto.
Quem se atreverá a deter esta terrível substância, capaz de transformar o mundo ou acabar com ele??
Obrigatório para os amantes da ficção científica…

Titulo: RELATÓRIO MINORITÁRIO
[img]http://www.presenca.pt/images/livros/01240002_gra.JPG[/img]
Tema: Literatura
Colecção: Viajantes no Tempo
Nº na Colecção: 2
Preço c/iva: €9,98
ISBN: 9722329545
Nº de Páginas: 85
Data de lançamento:
1-10-2002

Sinopse: Em Washington D.C. decorre o ano de 2054 e o crime foi eliminado. O futuro é previsto e os culpados penalizados antes mesmo dos crimes serem cometidos. Numa unidade da elite do Departamento da Justiça denominada Pré-Crime (Precrime), todas as provas para condenar criminosos são visionadas por Pre-Cogs, três seres psíquicos cujas previsões nunca falharam. Trata-se da força policial mais avançada da nação e ninguém trabalha mais para a Pré-Crime do que o seu cérebro, o comissário John Anderton (interpretado por Tom Cruise na adaptação cinematográfica). Devastado por uma perda trágica, Anderton dedica-se de corpo e alma a um sistema totalmente inovador que poderá poupar milhares de pessoas de uma tragédia semelhante à que ele viveu – o desaparecimento do filho.
Anderton está plenamente convencido que a Pré-Crime funciona, até se tornar, ele próprio, o principal suspeito – o sistema indica que John Anderton irá assassinar um desconhecido em menos de 36 horas. Uma leitura imperdível.






Nao tenho jeito para tecer criticas... :stars:
Mas fica o topico, e podem opinar.
In the year of our Lord 1314, patriots of Scotland, <br />starving and outnumbered, charged the fields at Bannockburn. <br />They fought like warrior poets. <br />They fought like Scotsmen. <br />And won their freedom.

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13871
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: Philip K. Dick

Postby Thanatos » 18 Feb 2006 12:11

Já agora chamo a atenção para este outro tópico que está directamente relacionado com o autor: <a href='http://www.bbde.org/index.php?showtopic=2340' target='_blank'>http://www.bbde.org/index.php?showtopic=2340</a>
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
acrisalves
Edição Única
Posts: 3490
Joined: 29 Dec 2004 13:53
Location: In a florest mist
Contact:

Re: Philip K. Dick

Postby acrisalves » 18 Feb 2006 14:04

De Philip K Dick li os livros publicados pela Europa-América, na colecção de livros de bolso FC (já ha uns... 8/9 anos :blink: )
- Os três estigmas de palmer eldrich
- Marionetas cósmicas
- A transmigração de Timothy Archer
- Os clãs da lua de alfa
- Ubik
- Os olhos do ceu

Alguns tocam na religião, mas a maioria tocam em aspectos muito humanos... Lembro-me de, na altura, ter uma relação de adoração / ódio - um certo fascínio pelo pouco usual, pelo diferente e marcante livro...

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13871
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: Philip K. Dick

Postby Thanatos » 18 Feb 2006 14:29

Eu deve-me faltar ler uns dois ou três dele. Inclusive li os 3 romances iniciais dele que nunca foram aceites em vida para publicação. O homem em si era uma personagem algo complexa, com neuroses e paranóias incríveis que a pouco e pouco começaram a surgir nos seus livros da fase final como por exemplo A Scanner Darkly, VALIS, Radio Free Albemuth e outros. É um autor que ou se gosta ou se detesta, não tem meio termo.

Uma nota final: os seus primeiros romances de FC são pouco interessantes e repletos de clichés, como é o caso de Lotaria Solar ou os Clãs da Lua Alfa. Recomendo começarem por ler dele o Homem no Alto Castelo, Os 3 Estigmas de Palmer Eldritch e Ubik (todos cá publicados), são uma boa iniciação. Depois tentem encontrar o Flow My Tears, The Policemen Said (Vazio Infinito) e o Blade Runner - Perigo Iminente, ambos da colecção de FC da Europa-América para se embrenharem mais ainda na obra deste autor.
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13871
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: Philip K. Dick

Postby Thanatos » 22 Feb 2006 19:43

São gostos ThUnDDeR. Eu não gostei muito.
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

Wallace
Encadernado a Couro
Posts: 348
Joined: 02 Jan 2005 18:30
Location: Highlands of Scotland
Contact:

Re: Philip K. Dick

Postby Wallace » 05 Mar 2006 21:21

hum... o Ubik por acaso ainda nao li... nao posso dizer nada sobre ele... mas por vezes as coisas tornam-se confusas porque misturam realidades espaço-temporais que se cruzam e por vezes é dificil perceber o que é o "que",o "quando" e o "onde"...
In the year of our Lord 1314, patriots of Scotland, <br />starving and outnumbered, charged the fields at Bannockburn. <br />They fought like warrior poets. <br />They fought like Scotsmen. <br />And won their freedom.

User avatar
Sofiushka
Edição Limitada
Posts: 1048
Joined: 14 Dec 2007 22:58
Location: Porto
Contact:

Re: Philip K. Dick

Postby Sofiushka » 29 Nov 2009 16:49

Ando há uns tempos tentada a comprar os livros editados pela Presença, mas as capas são tão feiinhas que me tiram a vontade de sequer pegar no livro. A do Os três estigmas... até fere a vista. Alguém tem alguma coisa a dizer em relação à facilidade da leitura em inglês? Não tenho exactamente dificuldade a ler inglês, mas se a escrita for muito "floreada", começo a perder-me e a perder a paciência também...

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13871
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: Philip K. Dick

Postby Thanatos » 30 Nov 2009 00:08

Sofiushka wrote:Ando há uns tempos tentada a comprar os livros editados pela Presença, mas as capas são tão feiinhas que me tiram a vontade de sequer pegar no livro. A do Os três estigmas... até fere a vista. Alguém tem alguma coisa a dizer em relação à facilidade da leitura em inglês? Não tenho exactamente dificuldade a ler inglês, mas se a escrita for muito "floreada", começo a perder-me e a perder a paciência também...



É difícil de responder. A escrita dele não é «floreada» no sentido ray bradburiesco da expressão mas antes complicada/confusa no sentido em que o pensamento do homem é tudo menos linear. Eu se fosse a ti pegava num romance como o Flow My Tears, The Policeman Said e se conseguires ler aquilo em inglês sem te perderes então força que o pior já passou! :tongue:

Eu há dias recebi esta pequena maravilha em termos de livros como objecto de apreciação/arte: http://www.amazon.com/Philip-K-Dick-Collec...5902&sr=1-3

Mas é algo que só aconselho a amantes da obra do homem. Para os meros curiosos qualquer das edições da Masterworks of SF da Gollancz chega e sobra e são bem baratuchas. Traduções? Pois... traduções... :whistling:
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13871
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: Philip K. Dick

Postby Thanatos » 16 Jan 2010 15:01

Carta de Philip K. Dick a exortar o filme Blade Runner (que nunca chegou a ver na versão final).
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
pco69
Cópia & Cola
Posts: 5488
Joined: 29 Apr 2005 23:13
Location: Fernão Ferro
Contact:

Re: Philip K. Dick

Postby pco69 » 20 May 2010 17:46

http://livrariapodoslivros.blogspot.com ... ritar.html

Image

Máquina de irritar

Há muitos anos atrás, no passado, um pedaço de matéria inanimada ficou tão irritado com alguma coisa que rastejou dali para fora, movido pela indignação.

Num conto de Philip K. Dick (1928-1982), Left Shoe, My Foot («Sapato Esquerdo, Meu Pé»), esta observação inspira a personagem Doc Labyeinth a construir uma máquina de irritar tão poderosa que consegue dar vida a objectos inanimados; a história acaba com um sapato Oxford castanho de homem a desaparecer numa sebe com um sapato de salto alto animado. Seguem-se ruídos de esfreganço continuo.
Fenómenos desencadeantes de enfarte do miocárdio

Esforços físicos, stress psíquico, digestão de alimentos, coito, tempo frio, vento de frente e esforços a princípio da manhã.

Ou seja, é extremamente perigoso fazer sexo ao ar livre com vento de frente, após ter tomado o pequeno almoço numa manhã de inverno...

User avatar
Anibunny
Edição Única
Posts: 2814
Joined: 10 Jun 2009 23:11
Location: Porto
Contact:

Re: Philip K. Dick

Postby Anibunny » 15 Sep 2011 17:40

Estou a ler o "Flow my tears, the policeman said" e estou a duvidar seriamente das minhas capacidade literária. Não consigo descortinar temas, nem símbolos para além dos óbvios "ids" e "perda de identidade", "confusão do eu" :(

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13871
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: Philip K. Dick

Postby Thanatos » 07 Dec 2011 11:39

Um dos meus autores favoritos, Rudy Rucker, discorre sobre outro dos meus autores favoritos, Phil K. Dick e sobre o nascimento do cyberpunk: http://io9.com/5865721/the-death-of-phi ... -cyberpunk

In the early 1980s I'd lost my job as a math professor in the conservative southern town where I'd temporarily been working-this was Lynchburg, Virginia. Rather than looking for another academic position, I dropped out to be a freelance writer. At this point I'd published two novels, White Light and Spacetime Donuts, with Software soon to appear. And I'd published a couple of nonfiction popular science books as well.

I started hearing about a new writer called William Gibson. I saw a copy of Omni with his story, "Johnny Mnemonic." I was awed by the writing. Gibson, too, was out to change SF. And we weren't the only ones.

Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!


Return to “Autores”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 2 guests