António Lobo Antunes

Escolha um autor e fomente uma discussão sobre a sua obra e a sua vida
User avatar
Sharky
Edição Única
Posts: 4587
Joined: 19 Jun 2008 00:04
Location: Margem Sul
Contact:

Re: António Lobo Antunes

Postby Sharky » 18 Nov 2009 12:17

Thanatos wrote:Consta que existe uma edição limitada especial dedicada ao Pedro Farinha, Os Rabos de Judas...


Existe também um livro chamado " O meu Pipi " que eu tenho lá em casa, se quiseres empresto-te...

DiogoSilva
Panfleto
Posts: 16
Joined: 17 Nov 2009 19:10
Location: Portugal, Setúbal
Contact:

Re: António Lobo Antunes

Postby DiogoSilva » 18 Nov 2009 15:42

Pois é, acho sempre interessantíssimos todos os excertos que leio dele de livros recentes, mas não me lembro do OCDJ ser nada assim nem tão interessante (para mim). Então quer dizer que tem um "estilo" diferente das obras posteriores? Sendo assim, qual dos seus livros (a partir do quarto) é que mais me recomendam?

Mas vou dar uma segunda oportunidade ao OCDJ na mesma, mal tenha oportunidade.
<a href="http://diogo-als.blogspot.com/" target="_blank">Voar nos pensamentos</a><br />^^O meu blogue...

User avatar
Sharky
Edição Única
Posts: 4587
Joined: 19 Jun 2008 00:04
Location: Margem Sul
Contact:

Re: António Lobo Antunes

Postby Sharky » 18 Nov 2009 15:46

Eu vou ler os dois primeiros e depois irei adquirir os dois últimos para comparar, se dizem, porque não bisbilhotar? :mrgreen4nw:
Depois meto-me noutro escritor tuga :whistling:

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: António Lobo Antunes

Postby Samwise » 18 Nov 2009 15:52

DiogoSilva wrote:Então quer dizer que tem um "estilo" diferente das obras posteriores?


Lê o trecho que está no link e avalia por ti próprio. Ao fim de umas linhas, de certeza que dás pela coisa... :mrgreen4nw:

Sendo assim, qual dos seus livros (a partir do quarto) é que mais me recomendam?


Estou a meio de O Manual dos Inquisidores e estou a gostar. Não posso é fazer comparações com a restante obra (a do período "segundo", por assim dizer) porque não a conheço. O único outro livro que li dele neste estilo foi o Eu Hei-de Amar uma Pedra, e esse não to aconselho para já.
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Re: António Lobo Antunes

Postby Pedro Farinha » 18 Nov 2009 21:45

Thanatos wrote:Consta que existe uma edição limitada especial dedicada ao Pedro Farinha, Os Rabos de Judas...




Ah como eu gostava de ter essa edição especial autografada para mim pelo Lobo Antunes. Mas não no meu rabo :wink:

croquete
Edição Limitada
Posts: 1038
Joined: 11 Feb 2009 16:29
Contact:

Re: António Lobo Antunes

Postby croquete » 19 Nov 2009 11:55

Por acaso já estive para o comprar.

Até tinha preparado o descurso e tudo, não fosse apanhar o empregado desprevenido, decidi pedir o livro em modo "gourmet do café da esquina".

"Olhe era os cuzinhos de Judas se faz favor"

:rolleyes:

sigbjorntrumbaugh
Rascunho
Posts: 6
Joined: 12 Dec 2009 20:33
Contact:

Re: António Lobo Antunes

Postby sigbjorntrumbaugh » 19 Dec 2009 18:51

Como este tópico é triste à seis horas da tarde.

User avatar
grayfox
Edição Única
Posts: 4203
Joined: 01 Jul 2008 16:20
Location: Braga
Contact:

Re: António Lobo Antunes

Postby grayfox » 20 Dec 2009 02:47

às duas da manha é um espetaculo :rolleyes:
A melhor assinatura chinesa da actualidade.

Anaa
Rascunho
Posts: 7
Joined: 02 Feb 2010 21:08
Contact:

Re: António Lobo Antunes

Postby Anaa » 13 May 2010 00:08

Dele ainda só li os Cus de Judas.
Ao inicio não percebi muito bem, tive algumas dificuldades em adapatar-me ao estilo do autor, mas agora reconheço que é um livro bastante brilhante e que é preciso ter-se muito talento para retratar tão bem duas realidades tão distintas, como ele retratou. O livro é sobre a guerra em África e, ao mesmo tempo, sobre um passado, um presente e um futuro. É bonito, um pouco aborrecido em algumas partes, visto que eu adormeci três vezes a lê-lo, mas para quem gosta do autor vale muito a pena.

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Re: António Lobo Antunes

Postby Pedro Farinha » 16 May 2010 14:03

Anaa wrote:visto que eu adormeci três vezes a lê-lo


:blink: este foi daqueles livros em que tive dificuldade em adormecer enquanto não o acabei

User avatar
Hamartia
Manifesto
Posts: 84
Joined: 31 Jan 2009 17:41
Contact:

Re: António Lobo Antunes

Postby Hamartia » 22 May 2010 22:40

Em relação à evolução da escrita do autor em questão, recomendo a experiência que tenho feito: ler os seus livros por ordem cronológica. ;)

E dêem uma espreitadela no Conhecimento do Inferno e no Fado Alexandrino. :bbde:
«Es cierto que escribir me calma de a ratos, será por eso que hay tanta correspondencia de condenados a muerte, vaya a saber. Incluso me divierte imaginar por escrito cosas que solamente pensadas en una de esas se te atoran en la garganta, sin hablar de los lagrimales; me veo desde las palabras como si fuera otro, puedo pensar cualquier cosa siempre que en seguida lo escriba, deformación profesional o algo que se empieza a ablandar en las meninges.»

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: António Lobo Antunes

Postby Samwise » 22 May 2010 23:32

Olá, Hamartia, :bye:

Li o Conhecimento do Inferno e fartei-me mais ou menos a meio do livro. Há como que uma insistência maníaca e obsessiva em torno de uma série de ideias/assuntos/expressões que torna a leitura bastante repetitiva e cansativa.

Talvez a experiência não me tenha corrido de feição pelo facto de ter tentado a leitura na imediata sequência de Os Cus de Judas. Saí esgotado dessa livro e provavelmente deveria ter intercalado algumas outras obras - não ALA - pelo meio.
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Hamartia
Manifesto
Posts: 84
Joined: 31 Jan 2009 17:41
Contact:

Re: António Lobo Antunes

Postby Hamartia » 23 May 2010 11:39

Samwise wrote:Olá, Hamartia, :bye:

Li o Conhecimento do Inferno e fartei-me mais ou menos a meio do livro. Há como que uma insistência maníaca e obsessiva em torno de uma série de ideias/assuntos/expressões que torna a leitura bastante repetitiva e cansativa.

Talvez a experiência não me tenha corrido de feição pelo facto de ter tentado a leitura na imediata sequência de Os Cus de Judas. Saí esgotado dessa livro e provavelmente deveria ter intercalado algumas outras obras - não ALA - pelo meio.



Boas, Sam. :)

Confesso que tenho um gosto por livros que me deixam doente, um pouco como Agostinho, por exemplo. Um grande amigo meu diz que é dos livros mais pesados que já leu, mas é algo que se repete na sua obra: parte de frases ou ideias e em torno delas, construído o enredo, retorna vezes sem conta ao ponto de partida até nos deixar enrodilhados na própria leitura. Também nós, leitores, sofremos um pouco para acompanhar as suas personagens, mas acabamos recompensados no final. Quando se tem uma experiências dessas, nada como voltar a tentar. :bbde:
«Es cierto que escribir me calma de a ratos, será por eso que hay tanta correspondencia de condenados a muerte, vaya a saber. Incluso me divierte imaginar por escrito cosas que solamente pensadas en una de esas se te atoran en la garganta, sin hablar de los lagrimales; me veo desde las palabras como si fuera otro, puedo pensar cualquier cosa siempre que en seguida lo escriba, deformación profesional o algo que se empieza a ablandar en las meninges.»

MiguelGGP
Brochura
Posts: 29
Joined: 02 May 2010 00:01
Contact:

Re: António Lobo Antunes

Postby MiguelGGP » 24 May 2010 22:38

Hamartia wrote:

Boas, Sam. :)

Confesso que tenho um gosto por livros que me deixam doente, um pouco como Agostinho, por exemplo. Um grande amigo meu diz que é dos livros mais pesados que já leu, mas é algo que se repete na sua obra: parte de frases ou ideias e em torno delas, construído o enredo, retorna vezes sem conta ao ponto de partida até nos deixar enrodilhados na própria leitura. Também nós, leitores, sofremos um pouco para acompanhar as suas personagens, mas acabamos recompensados no final. Quando se tem uma experiências dessas, nada como voltar a tentar. :bbde:


Exactamente ! No caso de "As Naus" acontece precisamente isso. Uma narrativa densa, enrodilhada, confusa e com recorrência constante aos mesmos termos e situações. Muito ao estilo do "Nobel" Espanhol Camilo José Cela.

E essa forma de escrever torna-o um dos melhores escritores portugueses actualmente, apenas precedido de José Saramago.

User avatar
Bugman
Edição Única
Posts: 4348
Joined: 24 Jun 2009 17:47
Location: Almada Capital
Contact:

Re: António Lobo Antunes

Postby Bugman » 25 May 2010 08:25

MiguelGGP wrote:[...] actualmente, apenas precedido de José Saramago.


Eu diria que actualmente nem precedido é!

Agora que nas suas obras há sempre como que uma ideia central, em torno do qual as personagens se movimentam, isso é quase que uma imagem de marca, essa constante fuga para se retornar ao ponto de partida. Na minha opinião isso pode advir do facto de o ALA não ter vivido só da escrita.
A PENA online | O Bug Cultural

Normalcy was a majority concept, the standard of many and not the standard of just one man. Robert Neville
O homem que obedece a Deus, não precisa de outra autoridade. Petr Chelčický
Ao mesmo tempo que ali estava tudo igual, não estava você lá, não está teu passado, não está nada. Quer dizer: só você sabe que esteve ali. A parede, os prédios, não guardam a gente. Nós só nos guardamos a nós mesmos. Só valemos nós connosco. Fora daí é literatura, é poesia, é arte. Ferreira Gullar
Yes, I am a woman of the law. And there are lots of laws. But if they don't offer us justice, then they aren't laws! They are just lines drawn in the sand by men who would stand on your back for power and glory. Sartana
"No, Señoría, no es lo mismo estar dormido que estar durmiendo, porque no es lo mismo estar jodido que estar jodiendo". Camilo Jose Cela


Return to “Autores”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 5 guests

cron