Praça Verde

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Praça Verde

Postby Pedro Farinha » 21 Feb 2011 00:39

Há um sniper escondido em cada esquina e as balas varrem a praça onde as fumarolas dos gases lacrimogéneos escondem os rostos em fuga. A multidão, como uma maré, flui e reflui, abriga-se, esconde-se mas não se cala.

Há bandeiras que se agitam em rostos firmes. O nome do nosso país é gritado com amor e o do ditador é cuspido com raiva.

Em Bengasi a cidade é nossa diz alguém, e um rio de brilho nos olhos varre a multidão. Não nos calarão.

Os mercenários abrem fogo e vemos alguns companheiros caírem. Esperamos uma aberta para irmos resgatar os seus corpos mártires. Olho em volta e apesar da dor e da revolta vejo esperança.

Estamos cercados.

A morte espreita-me a cada momento e no entanto nunca me senti tão vivo.

Return to “Pedro Farinha”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 2 guests

cron