Cremação

j.t.parreira
Comic Book
Posts: 169
Joined: 27 Jun 2005 13:00
Location: Aveiro-Portugal
Contact:

Cremação

Postby j.t.parreira » 02 Sep 2009 15:20

Tinha pedido que o cremassem
Necessitava de acção
Rompeu assim pelo aquecimento
Global e depois entrou
Na atmosfera, num buraco
Do ozono, busquem-no
Em todos os boletins
Meteorológicos.

J.T.Parreira

User avatar
Aignes
Enciclopédia
Posts: 858
Joined: 05 Jan 2006 23:59
Contact:

Re: Cremação

Postby Aignes » 03 Sep 2009 18:53

Oh, que bonito... :smile:

busquem-no
Em todos os boletins
Meteorológicos.
«The force that through the green fuse drives the flower
Drives my green age; that blasts the roots of trees
Is my destroyer.
And I am dumb to tell the crooked rose
My youth is bent by the same wintry fever.»

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Re: Cremação

Postby Pedro Farinha » 03 Sep 2009 18:55

Também gostei muito e especialmente do mesmo trecho que a Aignes

User avatar
azert
Edição Única
Posts: 2705
Joined: 14 Sep 2007 12:30
Location: Braga
Contact:

Re: Cremação

Postby azert » 04 Sep 2009 15:58

Nunca me tinha apercebido de que através da cremação havia uma hipótese de reentrar no cosmos pela porta do céu.  :smile:  Também eu gostei do trecho final.

Confesso que o destino dos corpos é algo que me incomoda. Discordo, em absoluto, com<!--coloro:#708090--><!--/coloro-->*<!--colorc--><!--/colorc--> os rituais fúnebres da nossa sociedade.

<!--coloro:#708090--><!--/coloro-->*Não sei se é "discordo com" ou "discordo de"<!--colorc--><!--/colorc-->  :unsure:
Image Image

User avatar
Aignes
Enciclopédia
Posts: 858
Joined: 05 Jan 2006 23:59
Contact:

Re: Cremação

Postby Aignes » 04 Sep 2009 21:59

azert wrote:Nunca me tinha apercebido de que através da cremação havia uma hipótese de reentrar no cosmos pela porta do céu.  :smile:  Também eu gostei do trecho final.

Confesso que o destino dos corpos é algo que me incomoda. Discordo, em absoluto, com<!--coloro:#708090--><!--/coloro-->*<!--colorc--><!--/colorc--> os rituais fúnebres da nossa sociedade.

<!--coloro:#708090--><!--/coloro-->*Não sei se é "discordo com" ou "discordo de"<!--colorc--><!--/colorc-->  :unsure:


Concordo com /discordo de... diria eu... :unsure:

(sorry pela invasão, jt parreira, já me vou embora)
«The force that through the green fuse drives the flower
Drives my green age; that blasts the roots of trees
Is my destroyer.
And I am dumb to tell the crooked rose
My youth is bent by the same wintry fever.»

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Re: Cremação

Postby Pedro Farinha » 04 Sep 2009 22:36

Continuando a invasão e a propósito de um comentário off-topic da menina azert (só podia claro :wink: ) para além da doação completa de todos os órgãos do meu corpo que estejam em estado de utilização (esqueçam o fígado e o cérebro), os únicos rituais fúnebres que acho bonitos são os que preservam a nossa energia em vida futura e imediata, ou seja ou plantar uma árvore sobre o corpo enterrado em caixão biodegradável ou, o mais bonito de todos, o canibalismo, onde transformamos em parte do nosso corpo o corpo de um ente querido.

User avatar
azert
Edição Única
Posts: 2705
Joined: 14 Sep 2007 12:30
Location: Braga
Contact:

Re: Cremação

Postby azert » 04 Sep 2009 23:28

Pedro Farinha wrote:(...) os únicos rituais fúnebres que acho bonitos são os que preservam a nossa energia em vida futura e imediata, ou seja ou plantar uma árvore sobre o corpo enterrado em caixão biodegradável  (...)


É o que eu digo: Natural Death. (J.T.Parreira, perdoe-me o alimentar do off-topic).  :rolleyes:
Image Image

User avatar
Aignes
Enciclopédia
Posts: 858
Joined: 05 Jan 2006 23:59
Contact:

Re: Cremação

Postby Aignes » 05 Sep 2009 00:49

azert wrote:
Pedro Farinha wrote:(...) os únicos rituais fúnebres que acho bonitos são os que preservam a nossa energia em vida futura e imediata, ou seja ou plantar uma árvore sobre o corpo enterrado em caixão biodegradável  (...)


É o que eu digo: Natural Death. (J.T.Parreira, perdoe-me o alimentar do off-topic).  :rolleyes:


Eu depois da parte do doar à ciência queria uma pira. Uma torre de troncos impregnada em óleos e a minha pessoa a arder a noite toda. Parece que não se pode. Vou dar uma olhadela a isso da natural death.
«The force that through the green fuse drives the flower
Drives my green age; that blasts the roots of trees
Is my destroyer.
And I am dumb to tell the crooked rose
My youth is bent by the same wintry fever.»

j.t.parreira
Comic Book
Posts: 169
Joined: 27 Jun 2005 13:00
Location: Aveiro-Portugal
Contact:

Re: Cremação

Postby j.t.parreira » 05 Sep 2009 14:44

Obrigado pelo vosso diálogo, estabelecido em torno do poema Cremação. Não invadiram nada, trouxeram conteúdos para a festa. Às vezes o poema não tem que perguntar nem dar respostas, tem que agitar.
J.T.Parreira


Return to “j.t.parreira”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 3 guests

cron