2001 explicado por Kubrick (SPOILERS AHEAD)

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

2001 explicado por Kubrick (SPOILERS AHEAD)

Postby Samwise » 16 Dec 2010 12:55

Nas minhas deambulações pela net dei com uma entrevista a Stanley Kubrick em que ele explica sucintamente o que se passa no filme 2001 - A Space Odyssey. O resto de entrevista é bem interessante, mas esta parte surpreendeu-me bastante - apenas por existir. :mrgreen:

The final scenes of the film seemed more metaphorical than realistic. Will you discuss them -- or would that be part of the "road map" you're trying to avoid?

No, I don't mind discussing it, on the lowest level, that is, straightforward explanation of the plot. You begin with an artifact left on earth four million years ago by extraterrestrial explorers who observed the behavior of the man-apes of the time and decided to influence their evolutionary progression. Then you have a second artifact buried deep on the lunar surface and programmed to signal word of man's first baby steps into the universe -- a kind of cosmic burglar alarm. And finally there's a third artifact placed in orbit around Jupiter and waiting for the time when man has reached the outer rim of his own solar system.

When the surviving astronaut, Bowman, ultimately reaches Jupiter, this artifact sweeps him into a force field or star gate that hurls him on a journey through inner and outer space and finally transports him to another part of the galaxy, where he's placed in a human zoo approximating a hospital terrestrial environment drawn out of his own dreams and imagination. In a timeless state, his life passes from middle age to senescence to death. He is reborn, an enhanced being, a star child, an angel, a superman, if you like, and returns to earth prepared for the next leap forward of man's evolutionary destiny.

That is what happens on the film's simplest level. Since an encounter with an advanced interstellar intelligence would be incomprehensible within our present earthbound frames of reference, reactions to it will have elements of philosophy and metaphysics that have nothing to do with the bare plot outline itself.


Quanto ao comportamento do Hal...

Why was the computer more emotional than the human beings?

This was a point that seemed to fascinate some negative critics, who felt that it was a failing of this section of the film that there was more interest in HAL than in the astronauts. In fact, of course, the computer is the central character of this segment of the story. If HAL had been a human being, it would have been obvious to everyone that he had the best part, and was the most interesting character; he took all the initiatives, and all the problems related to and were caused by him.

Some critics seemed to feel that because we were successful in making a voice, a camera lens, and a light come alive as a character this necessarily meant that the human characters failed dramatically. In fact, I believe that Keir Dullea and Gary Lockwood, the astronauts, reacted appropriately and realistically to their circumstances. One of the things we were trying to convey in this part of the film is the reality of a world populated -- as ours soon will be -- by machine entities who have as much, or more, intelligence as human beings, and who have the same emotional potentialities in their personalities as human beings. We wanted to stimulate people to think what it would be like to share a planet with such creatures.

In the specific case of HAL, he had an acute emotional crisis because he could not accept evidence of his own fallibility. The idea of neurotic computers is not uncommon -- most advanced computer theorists believe that once you have a computer which is more intelligent than man and capable of learning by experience, it's inevitable that it will develop an equivalent range of emotional reactions -- fear, love, hate, envy, etc. Such a machine could eventually become as incomprehensible as a human being, and could, of course, have a nervous breakdown -- as HAL did in the film.
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
annawen
Livro Raro
Posts: 1953
Joined: 18 Jan 2006 11:34
Location: Gaia
Contact:

Re: 2001 explicado por Kubrick (SPOILERS AHEAD)

Postby annawen » 16 Dec 2010 13:28

Samwise wrote:Nas minhas deambulações pela net dei com uma entrevista a Stanley Kubrick em que ele explica sucintamente o que se passa no filme 2001 - A Space Odyssey.


Oh, eu também era capaz de explicar muito sucintamente o que se passa no "2001". :twisted:

If HAL had been a human being, it would have been obvious to everyone that he had the best part, and was the most interesting character; he took all the initiatives, and all the problems related to and were caused by him.


Nem precisava de ser uma pessoa. O HAL é a única personagem do filme. Para mim ele é o único ser vivo no filme. O resto são figuras que andam por lá. Não admira que toda a parte à volta do HAL seja a única interessante. E o único momento realmente emotivo de todo o filme é quando o astronauta lhe vai retirando a memória e ele pede-lhe para parar.

Sempre achei o Kubrik um realizador um bocado frio com as suas personagens.

Depois hei-de ler o resto.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: 2001 explicado por Kubrick (SPOILERS AHEAD)

Postby Samwise » 16 Dec 2010 19:23

annawen wrote:
Samwise wrote:Nas minhas deambulações pela net dei com uma entrevista a Stanley Kubrick em que ele explica sucintamente o que se passa no filme 2001 - A Space Odyssey.


Oh, eu também era capaz de explicar muito sucintamente o que se passa no "2001". :twisted:


:rotfl:

É um daqueles casos em que os factos narrativos se conseguem resumir em poucos segundos. Mas tu percebeste: a palavra importante aqui era "explicar", no sentido de revelar o significado, e não "sucintamente"... :D

Sempre achei o Kubrik um realizador um bocado frio com as suas personagens.


Sim, sem dúvida. Parece que lhes faltam as características que nos destacam das outras espécies animais - sobretudo no plano afectivo. Há um enorme distanciamento/desfasamento emocional nas vidas das personagens. Sei que isto é uma afirmação um bocado polémica, mas exemplos não faltam, com a estranha relação entre o par Cruise/Kidman à cabeça.
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
annawen
Livro Raro
Posts: 1953
Joined: 18 Jan 2006 11:34
Location: Gaia
Contact:

Re: 2001 explicado por Kubrick (SPOILERS AHEAD)

Postby annawen » 16 Dec 2010 19:34

Samwise wrote:Sim, sem dúvida. Parece que lhes faltam as características que nos destacam das outras espécies animais - sobretudo no plano afectivo. Há um enorme distanciamento/desfasamento emocional nas vidas das personagens. Sei que isto é uma afirmação um bocado polémica, mas exemplos não faltam, com a estranha relação entre o par Cruise/Kidman à cabeça.


Por acaso não acho que seja polémica mas eu nunca fui grande fã do homem. Sempre achei o Kubrik um bocado peixe frio. Gosto do "Shinning", mas também aqui há o distanciamento como dizes.

EDIT: "Shining".
Last edited by annawen on 16 Dec 2010 21:13, edited 1 time in total.

Rui Ramos
Dicionário
Posts: 676
Joined: 26 Nov 2010 18:43
Contact:

Re: 2001 explicado por Kubrick (SPOILERS AHEAD)

Postby Rui Ramos » 16 Dec 2010 19:51

Kubrick é daqueles realizadores que nunca nos deixam indiferentes com os seus filmes: Shinnig, De olhos bem fechados, Dr. Estranho Amor, Nascido para Matar, só para citar alguns.

No caso de 2001, já o vi várias vezes e a cada nova visualização, encontro pormenores e novas interpretações que me haviam escapado.

O filme têm tantas camadas de informação subliminar e simbolismos que o acho genial: desde o primeiro segundo com a mítica música "Assim falou Zaratrusta", (Also sprach Zarathustra, Op. 30 ) de Richard Strauss, até ao final, com o nascimento da criança estrela, acompanhada pela mesma música.

O ciclo fecha-se para dar lugar a um novo.

Mais que uma odisseia no espaço é a Odisseia do Homem, desde os seus primórdios à sua evolução para uma nova raça cósmica: o Super-Homem (como foi profetizado por Zaratrusta ;) ).

Já o disse, mas volto a dizer: Genial!!!

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: 2001 explicado por Kubrick (SPOILERS AHEAD)

Postby Samwise » 16 Dec 2010 20:00

Eu também o acho genial. O filme e o realizador. O 2001 é um meu filme de FC de eleição, a uma distância considerável dos "oponentes". Tive a sorte de o ter visto (também) num ecrã de cinema - uma experiência inesquecível.

Por acaso não gostei do Shining, mesmo depois de visualizações repetidas.
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

urukai
Edição Única
Posts: 3232
Joined: 07 Aug 2008 23:35
Location: Lisboa
Contact:

Re: 2001 explicado por Kubrick (SPOILERS AHEAD)

Postby urukai » 16 Dec 2010 20:14

Samwise wrote:Por acaso não gostei do Shining, mesmo depois de visualizações repetidas.


Isso é porque King > Kubrick

Nunca vi o 2001... e nunca li o shinning... sou mesmo lame!

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13871
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: 2001 explicado por Kubrick (SPOILERS AHEAD)

Postby Thanatos » 16 Dec 2010 20:17

Gentlemen! Gentlemen! This is the War Room. You can't fight in here!


annawen dizeres que as personagens desta magnifíca sátira são frias... epá nem sei que dizer! :o


E tá tudo dito. :P
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13871
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: 2001 explicado por Kubrick (SPOILERS AHEAD)

Postby Thanatos » 16 Dec 2010 20:17

urukai wrote:
Samwise wrote:Por acaso não gostei do Shining, mesmo depois de visualizações repetidas.


Isso é porque King > Kubrick

Nunca vi o 2001... e nunca li o shinning... sou mesmo lame!



Mas porquê dois enes no shining?
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

urukai
Edição Única
Posts: 3232
Joined: 07 Aug 2008 23:35
Location: Lisboa
Contact:

Re: 2001 explicado por Kubrick (SPOILERS AHEAD)

Postby urukai » 16 Dec 2010 20:19

Thanatos wrote:
urukai wrote:
Samwise wrote:Por acaso não gostei do Shining, mesmo depois de visualizações repetidas.


Isso é porque King > Kubrick

Nunca vi o 2001... e nunca li o shinning... sou mesmo lame!



Mas porquê dois enes no shining?


Para acentuar a nnnegatividade de não o ter lido...

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: 2001 explicado por Kubrick (SPOILERS AHEAD)

Postby Samwise » 16 Dec 2010 20:20

Thanatos wrote:annawen dizeres que as personagens desta magnifíca sátira são frias... epá nem sei que dizer! :o


Passava-se nos tempos da guerra-fria, não era? :mrgreen:

Os dois "énes" no Shining são para compensar a magnifícência da sátira... :rotfl:
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13871
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: 2001 explicado por Kubrick (SPOILERS AHEAD)

Postby Thanatos » 16 Dec 2010 20:21

Tás é na ressssaca de Walking Dead ter acabado. A série mais meh dos últimos tempos, if I may say so. :devil:
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13871
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: 2001 explicado por Kubrick (SPOILERS AHEAD)

Postby Thanatos » 16 Dec 2010 20:22

Samwise wrote:
Thanatos wrote:annawen dizeres que as personagens desta magnifíca sátira são frias... epá nem sei que dizer! :o


Passava-se nos tempos da guerra-fria, não era? :mrgreen:

Os dois "énes" no Shining são para compensar a magnifícência da sátira... :rotfl:


Já um gajo não pode deixar de ser admin começam logo a abusar dele. :(
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!

urukai
Edição Única
Posts: 3232
Joined: 07 Aug 2008 23:35
Location: Lisboa
Contact:

Re: 2001 explicado por Kubrick (SPOILERS AHEAD)

Postby urukai » 16 Dec 2010 20:25

Não resisti aos mexicanos e nunca mais vi walking dead...

Tb acho q o 2001 deve ser daquelas mistelas indirectas com multiplas interpretações e sem sentido concreto.
Nem sequer vou começar a ver senao era o terceiro filme recomendado pelo Samwise que deixava a meio...

User avatar
Thanatos
Edição Única
Posts: 13871
Joined: 31 Dec 2004 22:36
Contact:

Re: 2001 explicado por Kubrick (SPOILERS AHEAD)

Postby Thanatos » 16 Dec 2010 20:33

urukai wrote:Não resisti aos mexicanos e nunca mais vi walking dead...

Tb acho q o 2001 deve ser daquelas mistelas indirectas com multiplas interpretações e sem sentido concreto.
Nem sequer vou começar a ver senao era o terceiro filme recomendado pelo Samwise que deixava a meio...



Um gajo uma vez crucificou-me por eu chamar pastelão ao filme. Mas depois até nos entendemos perfeitamente daí prá frente. É daquelas coisas. É um filme que divide as pessoas em dois campos. Toda a gente diz que é chato como a potassa. O Samwise diz que é perfeito.
Não importa como, não importa quando, não importa onde, a culpa será sempre do T!

-- um membro qualquer do BBdE!


Return to “Cinema”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 6 guests