Os 51 melhores filmes "noir"

User avatar
annawen
Livro Raro
Posts: 1953
Joined: 18 Jan 2006 11:34
Location: Gaia
Contact:

Re: Os 51 melhores filmes "noir"

Postby annawen » 15 Sep 2014 16:11

Samwise wrote:Não me lembro muito bem do tom do The Lady from Shanghai (tenho de rever), mas O Touch of Evil está carregado de pormenores humorísticos bem retorcidos (próximos do burlesco), o que é coisa raríssima dentro do noir, e estão tão bem inseridos nos contextos que tornam ainda mais amarga a crueza da história...


Do que me lembro mais em "A Dama de Xangai" são os enquadramentos e as personagens. É um filme mesmo venenoso, com um clima em que a corrupção é quase pegajosa. Grande preto e branco. Os enquadramentos são estranhos, às vezes bizarros, o que adensa mais a atmosfera. E depois há a sequência final que só por si é uma obra-prima.

Não sabia desse "debate" e fiquei curioso (e faz todo o sentido, porque quando o noir "surgiu", por assim dizer, já o Hitchcock fazia filmes "negros", dentro do estilo que lhe é conhecido, mas do lado de cá do Atlântico - a ida dele para Hollywood por acaso coincidiu com o arranque "oficial" do cinema noir) - nem li nada do Zizek sobre o Hitch (aliás, não li praticamente nada do Zizek - o que ele escreve é :see_stars: para mim...), mas acho que vou separar as águas quando fizer o resumo dos melhores. Vou ver o que diz a Encyclopedia... sobre este assunto.


O Zizek é um dos especialistas do Hitchcock com vários ensaios e inúmeras referências ao Hitch nos livros. Um dos livros dele até se chama "Everything You Always Wanted to Know about Lacan (But Were Afraid to Ask Hitchcock)". Gosto bastante de lê-lo.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Os 51 melhores filmes "noir"

Postby Samwise » 21 Sep 2014 00:03

annawen wrote:O Zizek é um dos especialistas do Hitchcock com vários ensaios e inúmeras referências ao Hitch nos livros. Um dos livros dele até se chama "Everything You Always Wanted to Know about Lacan (But Were Afraid to Ask Hitchcock)". Gosto bastante de lê-lo.


Só esse título... :devil: Eu tentei ler o Lacrimae Rerum, mas perdi a vontade ao fim de umas páginas. Também já foi há uns anos e não sei como vou olhar novamente para um texto Zizek, mas tenho a impressão de que ainda vou demorar até estar receptivo a esse tipo de (psic)análise.

Entretanto vi mais uns quantos filmes para o "ciclo". Registei estas imagens do I Confess, outro dos tais Hitch's que poderia ser associado ao género (se o ego do Hitch não se manifestasse de forma tão esmagadoramente dominadora no ambiente criado :P )

Image

Image

Image

Image
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

User avatar
annawen
Livro Raro
Posts: 1953
Joined: 18 Jan 2006 11:34
Location: Gaia
Contact:

Re: Os 51 melhores filmes "noir"

Postby annawen » 21 Sep 2014 02:21

Samwise wrote:Eu tentei ler o Lacrimae Rerum, mas perdi a vontade ao fim de umas páginas. Também já foi há uns anos e não sei como vou olhar novamente para um texto Zizek, mas tenho a impressão de que ainda vou demorar até estar receptivo a esse tipo de (psic)análise.


Eu tenho esse livro e li alguns ensaios. Olha, por causa dele arranjei a trilogia "vermelho", "azul" e "branco" do Kieslowski. Que ainda não vi :P

Lindíssimas imagens do "I Confess". Na minha opinião não é um filme "noir" mas lá está... dá uns toques. A problemática da culpa no filme é muito Hitchcockiana.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Os 51 melhores filmes "noir"

Postby Samwise » 02 Oct 2014 14:53

annawen wrote:
Samwise wrote:Ainda não vi nenhum noir do Kurosawa. Encontrei estes quatro referenciados como tendo "elementos do género" (o The Bad Sleep Well aparentemente é uma mistura de Hamlet com noir :D ):

- 1948 - Drunken Angel - Anjo Ébrio
- 1949 - Stray Dog
- 1960 - The Bad Sleep Well
- 1963 - High and Low

É curioso que o noir resulte de um choque cultural entre os vestígios do expressionismo alemão (via realizadores europeus importantes que fugiram para a América por causa da ascenção da ameaça nazi) e a literatura hardboiled americana (Chandler, Hammett, Burnett, Cain). É curioso ainda que o epíteto tenha sido cunhado em França, depois de terminada a Segunda Guerra, e que o estilo em si tenha originado um culto e uma apreciação tão grande um pouco por todo o mundo, com grandes realizadores (como o Kurosawa) a servirem-se de elementos característicos chave em contextos culturais significativamente diferentes.


O Kurosawa inspira-se mesmo no cinema noir americano, levando-o para o terreno dos Yakuza e para o Japão pós-II Guerra Mundial. Os efeitos da II Guerra no Japão são o pano de fundo de "Anjo Ébrio". Os outros filmes nunca vi. Quando vi "Anjo Ébrio", tinha acabado de ver "O Gosto Amargo do Sakê" do Ozu e apanhei um "choque" no sentido de que o Ozu é todo japonês na forma de filmar e o filme do Kurosawa podia ser transplantado para a América.

Fiquei curiosa com o "The Bad Sleep Well". Não conhecia. Vou ver se encontro.


Já vi estes quatro do Kurosawa e penso que o Drunken Angel é mesmo o "menos bom" de todos, e ainda assim é um filme de excepção. Quanto aos outros três, cada um é melhor que o outro. São grandes filmes - penso que três obras-primas. A ideia de noir, neles, apesar de presente, acaba por ser uma sugestão bastante redutora face à alma transcendente que cada um tem dentro. Apesar de se notarem as inspirações do cinema noir americano, estes filmes são muito mais do que a tentativa de estabelecer um padrão japonês paralelo. Há uma consciência moral e um contexto sociais que sobrepõem largamente essas "fronteiras" (ainda que sejam fronteiras de difícl definição), e as personagens, regra geral, estão muito mais apuradas em termos humanos e psicológicos, a um ponto em que achamos que podiam perfeitamente existir na vida real daquela mesma maneira (algo que considero complicado suceder na maioria dos exemplos americanos). Os dilemas morais com que se confrontam (em cada um destes quatro filmes, a moralidade e a honra são temáticas em primeiro plano) e a forma como lidam com eles face ao contexto sócio-cultural colocam-nos noutra dimensão - ou noutras dimensões. :) E o Kurosawa, a filmar... :bow: :bow: :bow:
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -


Return to “Cinema”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron