Anjos Negros

Lyquid
Capa Dura
Posts: 291
Joined: 29 Dec 2004 13:10
Location: Lisboa
Contact:

Anjos Negros

Postby Lyquid » 19 Jun 2006 13:03

Anjos negros descem do céu
trazendo novas deste meu amor,
vêm trajados de solidão.
Empunham numa mão o meu nome
e na outra uma faca embotada
de tantas vezes se cravar em mim.

Pairam sobre a tua casa,
clamando o teu nome sem parar,
vêm trajados de dor.
Numa face trazem o meu olhar
e na outra a memória do teu beijo seco
de tantas vezes me ressuscitar.

Morrem na tua calçada
decorando os teus passos de negro,
vêm trajados de mim.
Numa mão ofereço-te o meu amor
e na outra guardo esta cruel felicidade
que chora de tantas vezes me fugir.

2006, Lx
Jorge O.
Amo todas as palavras... especialmente as que não podem ser ditas em voz alta para não quebrar o encantamento, por isso são escritas e são entregues de peito aberto a quem quiser entrar nos nossos sonhos, nas nossas dores.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14973
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Anjos Negros

Postby Samwise » 27 Jun 2006 15:57

Um poema que se ergue belo no meio de uma imensa dor e solidão.

Tem uma originalidade muito própria a cada verso, e constroi um retrato que, vindo dos dos céus, desce negro sobre a nossa vontade (literalmente).

Ali para o meio há um verso que soa esquisito...

e nao outra um afaca emboatada

"...uma faca...". O que é "emboatada"? será "embotada"?

Pois é Lyquid, poema a poema vou gostando bastante da tua poesia.

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

Lyquid
Capa Dura
Posts: 291
Joined: 29 Dec 2004 13:10
Location: Lisboa
Contact:

Re: Anjos Negros

Postby Lyquid » 27 Jun 2006 16:13

O verso soa esquisito porque estava de facto com duas enormes gralhas que não vi... sorry.

Mais uma vez Sam, as tuas críticas têm o dom de erguer os meus poemas de uma pseudo-normalidade para algo que certas e determinadas pessoas sentem.. ou não. A indiferença é que me chateia.

A tua última frase é um dos melhores elogios que se podem fazer...

Jorge O.
Amo todas as palavras... especialmente as que não podem ser ditas em voz alta para não quebrar o encantamento, por isso são escritas e são entregues de peito aberto a quem quiser entrar nos nossos sonhos, nas nossas dores.

Lyquid
Capa Dura
Posts: 291
Joined: 29 Dec 2004 13:10
Location: Lisboa
Contact:

Re: Anjos Negros

Postby Lyquid » 28 Jun 2006 08:39

Dark Angel, obrigado pelas correcções. Neste dia devia estar mais alvoraçado do que o habitual... já está corrigido. Neste caso não é o amor não correspondido mas o correspondido de forma física apenas (daí o "trajados de mim") contra o que eu queria. Como a Blueiela me disse uma vez, parece que por vezes dou demasiado para receber tão pouco e isso magoa um pouco...

Jorge O.
Amo todas as palavras... especialmente as que não podem ser ditas em voz alta para não quebrar o encantamento, por isso são escritas e são entregues de peito aberto a quem quiser entrar nos nossos sonhos, nas nossas dores.


Return to “Lyquid”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest

cron