Está uma gaja na minha sala de estar

User avatar
azert
Edição Única
Posts: 2705
Joined: 14 Sep 2007 12:30
Location: Braga
Contact:

Está uma gaja na minha sala de estar

Postby azert » 23 Dec 2008 16:15

Quase dez horas da manhã. Entro em casa, pouso a carteira no móvel de entrada e largo os sacos no chão. Vou até à sala para descansar um pouco e vejo uma gaja no sofá.
Noto que a coberta do sofá é nova e que as almofadas que tinha planeado fazer estão lá. Ela não parece surpreendida por ver-me. "Entra", diz-me. No estado de torpor em que me encontro, quer da surpresa, quer do cansaço da viagem de combóio, obedeço. "Senta-te". Faço-o.
"Ando há algum tempo para ter uma conversa contigo.", inicia ela. "Com certeza que já reparáste que não tens conduzido a tua vida da melhor maneira...". Quase aceno afirmativamente com a cabeça. "Pois bem, não tive outra alternativa senão tomar o teu lugar. Sinto muito.". Tomar o meu lugar? "Juntei as tuas coisas e pu-las na entrada do quarto. Podes ir buscá-las." As minhas coisas? Mas todas as coisas que estão nesta casa são minhas! "Agradecia que saísses ainda hoje. Podes comer qualquer coisa antes de ir, se quiseres. Ainda tens uns iogurtes no frigorífico e um resto de pão de forma."
Incrédula, fui ao quarto ver se não estaria lá, deitada na cama, a sonhar. Bem vistas as coisas, não seria mais disparatado do que a situação em que me encontrava. Vi uns sacos com algumas roupas à entrada, tal como ela tinha dito, com aquela boca tão igual à minha.
Fui ao quarto de banho lavar a cara com água gelada. Olhei-me no espelho. Não havia dúvida, era mesmo eu que me reflectia lá.
Regressei à sala, entreguei as chaves de casa à outra eu e disse-lhe que não queria levar nada comigo, que não era preciso. Despedi-me da gata e saí sem fazer barulho. Tenho a certeza de que doravante vou ser muito mais feliz, assim, sem mim.
Image Image

Pedro Farinha
Edição Única
Posts: 3298
Joined: 03 Apr 2005 00:07
Contact:

Re: Está uma gaja na minha sala de estar

Postby Pedro Farinha » 23 Dec 2008 16:24

O texto está muito bom gaja. Mas não partas nem deixes que te substituam que gosto/amos de ti assim - como és.

Este teu texto fez-me lembrar um livro que adoro que o Tonto, morto e bastardo do Juan José Millás.

User avatar
Aignes
Enciclopédia
Posts: 858
Joined: 05 Jan 2006 23:59
Contact:

Re: Está uma gaja na minha sala de estar

Postby Aignes » 23 Dec 2008 17:06

Grande tema. Sermos substituídos na nossa própria vida e passarmos a viver sem nós próprios. O alívio do texto está apropriado :wink:
«The force that through the green fuse drives the flower
Drives my green age; that blasts the roots of trees
Is my destroyer.
And I am dumb to tell the crooked rose
My youth is bent by the same wintry fever.»

User avatar
grayfox
Edição Única
Posts: 4203
Joined: 01 Jul 2008 16:20
Location: Braga
Contact:

Re: Está uma gaja na minha sala de estar

Postby grayfox » 23 Dec 2008 17:41

gostei muito azert! a frase final está brutal mesmo!
A melhor assinatura chinesa da actualidade.

User avatar
Samwise
Realizador
Posts: 14974
Joined: 29 Dec 2004 11:46
Location: Monument Valley
Contact:

Re: Está uma gaja na minha sala de estar

Postby Samwise » 23 Dec 2008 17:49

Está muito bom, Azert. É um texto mesmo à tua medida. O tema parece quase ter sido feito a pensar em ti. :tongue:

azert wrote:Olhei-me no espelho. Não havia dúvida, era mesmo eu que me reflectia lá.


:lol2:

Acho que foi sem intenção de ter piada que escreveste isto, mas acho graça à ideia, uma vez que o contexto da situação muda um pouco a forma como assimilamos a frase. O óbvio de ser a nossa face que está ao espelho desaparece quando ao pensarmos que, afinal de contas, podemos dar de caras com um desconhecido...

Sam
Guido: "A felicidade consiste em conseguir dizer a verdade sem magoar ninguém." -

Nemo vir est qui mundum non reddat meliorem?

My taste is only personal, but it's all I have. - Roger Ebert

- Monturo Fotográfico - Câmara Subjectiva -

gajomailindo
Brochura
Posts: 42
Joined: 18 Dec 2008 20:13
Location: uma cidade pimba
Contact:

Re: Está uma gaja na minha sala de estar

Postby gajomailindo » 23 Dec 2008 17:59

Coitadinha da alberta! Francamente!
:rofl:
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Sed nulla purus, ultrices at, imperdiet in, faucibus eget, lacus. Cum sociis natoque penatibus et magnis dis parturient montes, nascetur ridiculus mus. Nunc egestas ullamcorper diam. Nulla est nisi, placerat ut, accumsan non, varius eu, pede.

User avatar
azert
Edição Única
Posts: 2705
Joined: 14 Sep 2007 12:30
Location: Braga
Contact:

Re: Está uma gaja na minha sala de estar

Postby azert » 23 Dec 2008 18:19

Sois todos demasiado amáveis! :rolleyes:
:mrgreen4nw:

Quis subverter a ideia do sonho do(a?) zuogmi. No meu texto, em vez de acordar do sonho, a personagem percebe que se trata da "realidade" (?).
Para além de me ter inspirado no texto zuogmídeo ( :mrgreen4nw: ), inspirei-me numa conversa que tive, às tantas da manhã, sobre personalidades fragmentadas!! :mrgreen4nw: :mrgreen4nw: :mrgreen4nw:

Quanto à Alberta, gajomailindo, desde que lhe tratem bem do estômago, a vida é boa. :lol2:
Image Image

User avatar
azert
Edição Única
Posts: 2705
Joined: 14 Sep 2007 12:30
Location: Braga
Contact:

Re: Está uma gaja na minha sala de estar

Postby azert » 29 Dec 2008 20:44

Pedro Farinha wrote:Este teu texto fez-me lembrar um livro que adoro que o Tonto, morto e bastardo do Juan José Millás.


Já está na minha lista. Desde que o autor publicou o "A desordem do teu nome", título que achei muito curioso, que tenho vontade de ler algo dele. Irei buscá-lo à biblioteca assim que me for possível (as festas, as festas!! :dry: ).
Image Image


Return to “azert”




  Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 15 guests

cron